Feirinha de artesanato do Largo da Ordem reabre neste domingo

A Feira do Largo da Ordem vai voltar a funcionar aos domingos, com metade das barracas. A decisão foi tomada durante uma reunião, na manhã desta sexta-feira (22/1) com a Comissão de Saúde, que liberou o retorno do funcionamento da Feira do Largo da Ordem também aos domingos. A medida segue o novo decreto, publicado nesta sexta-feira, que também contempla as feiras livres.

A Feirinha de Artesanato já vinha acontecendo aos sábados e de forma digital, mas o retorno do funcionamento também aos domingos era um apelo dos artesãos, que consideram o dia de maior movimento de vendas e por ser mais tradicional. 

Na tarde desta sexta-feira (22/1), a decisão da reabertura foi informada à Comissão dos Artesãos em uma reunião virtual, onde foram passadas todas as normas de funcionamento.

“Equilibrar as atividades econômicas com a saúde é uma grande responsabilidade, estamos ao lado dos nossos artesãos, mas é preciso mantermos os cuidados sanitários necessários, seguindo os protocolos de saúde”, salientou Tatiana Turra, presidente do IMT.

A assessora especial do prefeito, Cibele Fernandes Dias, também participou da reunião e reforçou a importância em manter o cuidado e precaução de resguardar a saúde pública.  “A bandeira laranja segue até o dia 27 de janeiro, ouvindo os pedidos dos artesãos e outras categorias, nós entendemos que já temos segurança para liberar algumas atividades a céu aberto”, disse Cibele.

A coordenadora das Feiras de Artesanato, Tangrian Cunico Santos, salienta que a permanência do funcionamento aos domingos das feiras vai ser analisada semanalmente junto à Comissão de Saúde. A feira continua funcionando com 50% da capacidade, não excedendo 600 barracas aos domingo e 200 aos sábados. 

O horário de funcionamento passa a ser o mesmo para os dois dias de funcionamento, das 9h às 14 horas.

Normas de funcionamento da Feira de Artesanato:
I – Distanciamento de 2m;
II – Uso obrigatório de máscaras; 
III – Disponibilização pelos artesãos de álcool 70% ou sanitizantes de efeito similar para uso próprio e de clientes; 
IV – Organização de filas para evitar aglomerações; 
V – Presença de apenas um artesão por barraca; (exceção para barracas de alimentação, que devem obedecer distanciamento de 1,5m) 
VI – Recomendação para que seja evitada a possibilidade de manipulação dos produtos a serem comercializados pelo público em geral; (ou que seja utilizado álcool em gel antes e após o manuseio) 
VII – Colocação de cartazes de orientação e utilidade pública referentes à prevenção da covid-19, a serem disponibilizados pelo Instituto Municipal de Turismo.
 

Funcionamento das Feiras Livres

Feiras livres que estavam com funcionamento suspenso aos domingos, em Curitiba, também voltam a funcionar a partir deste fim de semana. Como nos demais dias da semana, os pontos continuam a adotar medidas de higiene e distanciamento. É obrigatório o uso de máscaras nos locais, e os feirantes devem disponibilizar álcool gel aos clientes. 

Além disso, demarcações no chão devem orientar os clientes que forem às feiras, com o objetivo de que as pessoas mantenham distanciamento de 1,5 m.

Confira os locais e horários das feiras livres que voltam a funcionar aos domingos: https://www.curitiba.pr.gov.br/conteudo/feiras-livres-diurnas/258

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba vacinou 695.294 pessoas contra a covid-19

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até domingo (20), 695.294 pessoas com a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Até esta data foram vacinados: 302.048 idosos, 93.514 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação), 6.859 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência, 14.704 trabalhadores das forças de segurança, 80 indígenas, 8.908 gestantes e puérperas, 7.623 pessoas com deficiência, 111.855 pessoas com comorbidades, 35.320 educadores (entre professores e trabalhadores da Educação Básica) e 114.483 pessoas do grupo sem comorbidades (convocadas por idade).

Segunda dose

Em Curitiba, 234.901 pessoas receberam a segunda dose da vacina até domingo (20). A vacinação com a segunda dose está sendo feita nas instituições de longa permanência, em profissionais de saúde e idosos.

Cronograma

Nesta segunda-feira (21), Curitiba vacina a população com 50 anos ou mais. A orientação é que os nascidos no primeiro semestre (1º de janeiro a 30 de junho) busquem um dos pontos de vacinação das 8h às 12h. Já os nascidos no segundo semestre (1º de julho a 31 de dezembro) devem buscar a imunização entre 13h e 17h

Também estão sendo atendidas com a primeira dose pessoas com comorbidades entre 18 e 59 anos, pessoas com deficiência permanente acima de 18 anos, gestantes e puérperas, trabalhadores de drogarias e farmácias de manipulação, funcionários da Fundação de Ação Social (FAS), idosos com 60 anos ou mais que ainda não tenham recebido a vacina e profissionais de Saúde com registro em conselho de classe de 14 áreas.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 1.038.672 doses de vacinas, sendo 740.972 para primeira dose e 297.700 para segunda dose. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

Além da reserva técnica, a SMS precisa manter um estoque de vacinas para garantir a imunização de remanescentes dos grupos já contemplados – pessoas que por algum motivo não fizeram a imunização nas datas estipuladas. Por exemplo, quem estava em processo de confirmação de comorbidade ou não comparecido no dia programado para sua imunização. Essas pessoas têm o direito e serão vacinadas quando comparecerem aos postos de vacinação.

CIEE tem 2,5 mil vagas de estágio no Paraná; saiba como se inscrever

O programa de estágio do Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE-PR) possui mais de 2,5 mil vagas abertas, em diversas cidades do estado. Deste total, 1,3 mil vagas são para Curitiba e região. Podem participar estudantes a partir de 16 anos, matriculados em ensino médio, técnico ou superior.

As áreas com mais oportunidades são para estágio em administração, com 497 vagas, e tecnologia em processos gerenciais, com 427 vagas disponíveis no estado.

Os interessados podem se inscrever no programa e verificar as vagas disponíveis pelo site do CIEE ou tirar dúvidas pelo telefone 0800 300 430.