Probabilidade de ganhar na Mega-Sena é menor do que a de ser canonizado

Com o acúmulo seguido do prêmio — a Mega-Sena acumulou pela 13ª vez consecutiva —, muita gente tem expressado nas redes sociais que isso seria proposital, de tão improvável. Mas, na verdade, não é. A probabilidade de se ganhar na Mega-Sena é uma em 50 milhões. A chance de ser canonizado é maior: uma em 20 milhões. O concurso sorteará R$ 170 milhões na próxima quarta-feira, às 20h.

— A Mega-Sena tem muitos apostadores, principalmente quando o prêmio acumula. Mas considerando que 50 milhões de pessoas apostem em seis números, a chance de não ter ganhadores é de 37% — afirmou o pesquisador do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), Roberto Imbuzeiro.

A chance de isso acontecer repetidas vezes vai diminuindo. A probabilidade de o prêmio não ter nenhum ganhador cinco vezes seguidas, por exemplo, é de 0,7%, mas nunca será zero. Isso mostra que, mesmo que seja menos provável, é sempre factível.

— Fazendo uma análise estatística de todos os resultados da Mega-Sena, não há nada fora do comum — disse Roberto Imbuzeiro.

Outra questão é que, quando saem números seguidos, as pessoas tendem a errar mais, como no último sorteio, em que os números sorteados foram 08, 15, 32, 33, 58 e 59. Isso acontece porque muitos acreditam ser menos provável, quando, na verdade, a probabilidade de sair um número é igual a sair qualquer outro.

— Não conheço nenhum matemático que aposte na loteria, porque a chance de perder é muito grande e ganhar é quase impossível. Só tendo muita sorte — afirmou Roberto Imbuzeiro.

Veja algumas situações improváveis, mas não tanto quanto ganhar na Mega-Sena:

Morrer em um incêndio: 1 em 1 mil

Morrer em acidente aéreo: 1 em 20 mil

Morrer em enchente: 1 em 30 mil

Morrer em um furacão: 1 em 60 mil

Morrer atingido por um raio: 1 em 80 mil

Morrer em um terremoto: 1 em 130 mil

Morrer em um tsunami: 1 em 500 mil

Morrer atingido por um asteroide: 1 em 500 mil

Tirar um Royal Flush na primeira mão: 1 em 649.740

Ser canonizado: 1 em 20 milhões

 

Fonte: EXTRA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimos dias para inscrições nos cursos da Oficina de Música de Curitiba

Últimos dias para inscrições nos cursos da Oficina de Música de Curitiba

As inscrições para a maioria dos cursos da 40ª Oficina de Música de Curitiba, que será realizada de 25 de janeiro a 5 de fevereiro de 2023, terminam nesta sexta-feira (9/12). Este prazo é para os cursos cujos participantes são previamente selecionados pelo professor. Para cursos que não exigem seleção as inscrições continuam abertas.

Nesta edição são oferecidos mais de 110 cursos e 2,5 mil vagas nas áreas de Música Erudita, Música Antiga, MPB e Tecnologia para músicos participarem do evento que reúne em Curitiba, no mês de janeiro, os melhores profissionais da área no cenário nacional e internacional.

O alto nível de professores e o baixo custo dos cursos é a principal característica da Oficina de Música de Curitiba. O valor padrão é de R$ 130, com descontos de 25% para inscrição em dois cursos ou de aproximadamente 40% para inscrição em três ou mais. Também há muitos cursos gratuitos. As aulas acontecerão na Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Campus Prado Velho.

Cursos com seleção prévia

Para alunos com maior experiência e interesse em aulas com profissionais virtuosos, existem 52 cursos abertos que exigem seleção prévia do professor. Para isso, no momento da inscrição é necessário enviar um vídeo e um breve currículo.

O professor irá selecionar os alunos entre os participantes ativos e ouvintes. Ambos terão a oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos com mestres consagrados mundialmente.

Artistas renomados com destaque no corpo pedagógico exigem seleção prévia, como os professores de Música Antiga e Erudita, Robin Blaze e Raquel Andueza; de canto, a violista russa Anna Serova, os violinistas Andrey Baranov, Betina Stegmann, Cármelo de los Santos e Gabriela Queiroz. Destaque também para o novo curso de criação e organização do discurso sonoro em diálogo com filmes mudos com Guilherme Almeida.

Na MPB se destacam os professores de piano Débora Gurgel e Hércules Gomes, Henrique Cazes de cavaquinho, Carlos Malta de saxofone/flauta e o Nailor Proveta de arranjo como identidade brasileira.

A inscrição para as aulas práticas e de orquestras ainda não estão abertas, devem ser preenchidas pelos inscritos nas aulas de instrumento, após a listagem dos participantes ouvintes e ativos.

Serviço

Oficina de Música de Curitiba

De 25 de janeiro a 5 de fevereiro de 2023

Inscrições aqui

A 40ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal – Pátria Amada Brasil, com apoio master da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e patrocínio da Volvo do Brasil Veículos e Copel Distribuição. Também apoiam o evento: Camões – Centro Cultural Português, Embaixada de Portugal no Brasil, Centro Cultural Teatro Guaíra, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná, Família Farinha, Teatro Colón, Teatro Regina Casillo, Universidade Federal do Paraná – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

Projeto realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura – Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura – Governo do Estado do Paraná.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Jogos do Piá vão levar as brincadeiras tradicionais para sete regionais de Curitiba no sábado

Jogos do Piá vão levar as brincadeiras tradicionais para sete regionais de Curitiba no sábado

As tradicionais brincadeiras dos Jogos do Piá vão alegrar os curitibinhas nas regionais Boa Vista, Boqueirão, Tatuquara, Santa Felicidade, Matriz, Pinheirinho e Portão neste sábado (10/12).

Das 14h às 18h, haverá brincadeiras e festivais gratuitos no CEL Vereador João Derosso do Xaxim (Rua Ana Lopos Canet, 4 – Boqueirão), na Rua da Cidadania do Pinheirinho (Av. Winston Churchill, 2033 – Pinheirinho), no CEL Santa Rita (Rua Carlos Munhoz da Rocha, 620 – Tatuquara) e no CEL Dirceu Graeser, Praça Oswaldo Cruz (Rua Brigadeiro Franco, s/n – Centro).

As brincadeiras também chegam à Regional Bairro Novo onde atividades serão na Escola Municipal Heráclito Fontoura Sobral Pinto (R. Lúcio de Oliveira Lara, 75 – Ganchinho). Já na Regional Santa Felicidade os jogos acontecem na Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho (R. Eduardo Jarnicki, s/n).

Por fim, das 13h às 17h, na Regional Portão, as brincadeiras serão na Escola Municipal Nansyr Cecato Cavichiolo (Rua Francisco Parolin, 930 – Parolin).

Para a família

Profissionais da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) estarão no local para orientar atividades que são para toda a família e oportunizam que as mais diversas gerações se divirtam juntas. Os jogos contam com atividades como pintura no papel kraft, rolimã, pipa, perna de pau, bolinha de gude, bete ombro, futebol de botão e muito mais.

Todas as ações são gratuitas e fazem parte do Curitiba Viva Bem.

Curitiba Viva Bem é uma política pública e uma das principais agendas da gestão do prefeito Rafael Greca, assim como a mobilidade urbana, sustentabilidade, empreendedorismo de impacto, cultura da inovação como processo social e cidade educadora. A importância da saúde e bem-estar para os curitibanos motivou a Prefeitura a mobilizar todas as áreas da gestão pública, que estão ampliando as ações de forma conjunta através do Curitiba Viva Bem.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba