Pinhais terá Muralha Digital que fará até leitura de placa de veículos

A Prefeitura de Pinhais, região metropolitana de Curitiba, investirá em câmeras que farão a leitura da placa de veículos, implantando assim a Muralha Digital. A iniciativa faz parte do plano de governo e tem um investimento previsto de 2,5 milhões, para criar uma estrutura que vai estar interligada com o sistema de alarmes, câmeras patrimoniais, câmeras de ruas e a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Paraná (SESP-PR).

Atualmente, Pinhais possui a Central de Monitoramento, com várias câmeras de segurança instaladas nas vias públicas. Os equipamentos têm movimentação de 360º e alto nível de zoom. A Central de Monitoramento conta também com imagens captadas pelas câmeras dos prédios e equipamentos públicos. Agora, virá a Muralha Digital, como destacou ao Jornal Metropolitano*, da Rádio Banda B, o secretário de Segurança e Trânsito de Pinhais, Ricardo Pinheiro.

“Nós temos em nosso plano de governo a implantação da Muralha Digital ainda neste ano de 2021, que é o fechamento de todas as entradas da cidade com câmeras de leitura de placas, que é para saber quando chega ou sai um veículo roubado ou até mesmo envolvido em um acidente de trânsito. Além disso, também está prevista instalação das mesmas câmeras em pontos estratégicos da cidade, para ajudar na Segurança Pública”

O secretário destacou que é um investimento 100% da Prefeitura de Pinhais, para dar mais segurança ao morador.

“É mais um investimento para a Segurança. Já adquirimos também neste ano viaturas altas (caminhonetes) para a Guarda Municipal e também teremos viaturas baixas (carros). Além disso, planejamos a municipalização do trânsito, para regulamentar os estacionamentos e ter uma cidade bem controlada”

A prefeita de Pinhais, Marli Paulino, enfatizou que esse é um investimento de grande valor na área de segurança, onde a administração cumprirá mais uma proposta do plano de governo.

“A concretização deste novo projeto é para deixarmos a nossa cidade mais segura. A Muralha Digital vai aumentar o monitoramento da cidade proporcionando a Guarda Municipal melhores condições de executar o seu trabalho que já é tão bem realizado. Esse é um investimento onde cumpriremos mais uma das propostas do plano de governo, reforçando uma área extremamente importante para a população, oferecendo tecnologia de primeiro mundo”

Além da aquisição destas novas câmeras de segurança, a Central de Monitoramento será revitalizada. O local ganhará novas telas que serão mais avançadas, com um novo layout, para a equipe que opera tenha maior agilidade e rapidez na captura das imagens, auxiliando os trabalhos na GM.

*O Jornal Metropolitano, apresentado por Luiz Henrique de Oliveira e com a coordenação de Jornalismo de Geovane Barreiro, vai ao ar sábado às 23h e domingo às 6h. O programa destaca as principais informações sobre as cidades da região metropolitana de Curitiba

Informações Banda B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidentes de trânsito diminuem 14% no Paraná em 2020

Excesso de velocidade, falta de atenção, pista molhada, problemas mecânicos e dirigir embriagado são alguns dos diversos fatores que podem provocar um acidente de trânsito. Contudo, a baixa circulação de veículos pode contribuir para uma queda no número de ocorrências. Com as medidas de isolamento social na pandemia, os acidentes de trânsito atendidos pelo Corpo de Bombeiros no Paraná diminuíram 14% no ano de 2020, em comparação com 2019. Porém, a proporção de acidentes de alta gravidade registrados pelo Siate se manteve.

Esse foi o caso do motoboy Daniel da Silva de Mesquita, de 22 anos, que sofreu um grave acidente no dia 27 de dezembro do ano passado. Ele conta que a moto que ele pilotava teria travado a aceleração em uma via com grande deformidade, fazendo com que Daniel batesse em alta velocidade contra o muro de uma casa em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

Imagens de câmera de segurança registraram o momento em o motoboy passa pelo muro de tijolos após o impacto. “Eu perdi o controle da moto e depois não lembro de mais nada, só quando eu fui para o quarto do hospital após a cirurgia. Meus amigos falam que a moto teve esse problema, mas eu não sei com certeza o que aconteceu. Foi tudo muito rápido”, contou Daniel.

Após ser socorrido pelo Siate, Daniel foi encaminhado para o hospital, onde passou por uma cirurgia. Segundo o coordenador médico do Hospital Universitário Cajuru, José Fernando Pereira Rodriguez, o rapaz teve uma fratura no fêmur e no pulso, mas que, pela força da batida mostrada nas imagens do acidente, o caso poderia ter sido muito pior.

“A imagem chama a atenção por causa da velocidade do impacto. A alta energia envolvida na colisão poderia ter resultado em lesões muito mais graves, como traumatismo craniano, fratura de coluna, traumatismo de tórax e outras cirurgias que nós tratamos com frequência em cenas de trauma. Mas a vítima chegou ao hospital acordada, estável e com o fêmur e pulso fraturados, um caso considerado leve para a gravidade do acidente”, disse o médico.

Atendimento de trauma

Mesmo com a queda no número de acidentes de trânsito registrados em 2020, o atendimento a vítimas dessas ocorrências continua delicado. Para os médicos do Hospital Universitário Cajuru, referência em urgência e emergência com 30 profissionais especializados em ortopedia e traumatologia, o grande desafio está em compreender, com rapidez, como aconteceu o acidente e a que tipos de complicações o paciente está exposto com isso.

“Em um acidente de moto, por exemplo, o tratamento entra em uma classificação. Mas pode ter colisão moto com moto, moto com carro, moto com poste, queda de moto… São diversas variáveis na esfera do trauma que tem que ser avaliadas por quem faz o primeiro atendimento para que o médico possa identificar as lesões e o procedimento adequado com rapidez. Ganhar tempo é essencial para salvar a vida das vítimas”, explicou o especialista.

A recuperação de Daniel foi rápida e positiva. Pouco mais de um mês desde o dia do acidente, o motoboy já foi liberado para fazer fisioterapia e recuperar os movimentos da perna e pulso. “Hoje eu estou muito feliz, me recuperando bem mais rápido do que eu imaginava. E o atendimento inicial no hospital foi muito importante, a equipe com um todo cuidou muito bem de mim em todos os momentos, o que fez a diferença na minha recuperação”, afirma Daniel.

No Paraná, foram registradas mais de 40 mil ocorrências de acidentes de trânsito em 2020, mas a maioria poderia ter sido evitada. Para isso, é importante avaliar as condições da via e do clima, fazer frequentemente a manutenção do veículo, não dirigir após ingerir bebida alcoólica, evitar falar ou mandar mensagens no celular enquanto estiver dirigindo e sempre manter a atenção redobrada. Para quem presenciar um acidente de trânsito, a principal orientação é ligar para o Siate pelo número 193 e solicitar socorro à vítima. Outra forma de ajudar é isolando a área para evitar novas colisões ou complicações. Qualquer outra atitude, como mexer na vítima ou no veículo, não é recomendada e pode agravar o quadro.

Informações Banda B.

Trânsito na Estrada da Graciosa foi totalmente liberado na manhã deste domingo (3)

Após quatro dias de restrição, a circulação de veículos estará totalmente liberada na Estrada da Graciosa a partir da manhã deste domingo. O trânsito na via estava impedido desde quarta-feira (30/12), das 9 horas às 16 horas, por conta de casos de aglomerações de pessoas, possíveis acidentes e riscos de deslizamentos em razão das chuvas.

A liberação da Estrada da Graciosa ocorre antes do previsto, já que a restrição seria encerrada apenas na tarde de domingo. “O objetivo foi atingido, foi uma decisão importante que adotamos em conjunto com a Secretaria da Saúde e Defesa Civil Estadual. Nosso trabalho continua com orientações e a abordagens policiais, mas a restrição está suspensa”, disse o Secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

O bloqueio de tráfego compreendia o trecho do Portal da Graciosa até o Trevo São João da Graciosa. Somente veículos de emergência, veículos dos moradores dos municípios de Quatro Barras, Morretes, Antonina e Guaraqueçaba e também para veículos de entrega para os moradores dessa região estavam liberados sem restrição. A partir de agora todos podem circular normalmente.

DEFESA CIVIL – “Durante todo o período de controle de acesso à Estrada da Graciosa pudemos observar a importância da ação, pois a área é vulnerável neste período do ano devido as chuvas frequentes e o risco é muito alto”, explica o coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Raimundo Schunig. “Tivemos o registro de uma cabeça d’água em Morretes, que poderia ter sido mais grave se houvessem mais pessoas no rio. Para o domingo, o risco é baixo, o que propicia a abertura da via para circulação de veículos”, informa ele.

Informações AEN.