#CuritibaSuaLinda agora vende chocolates inspirados nos pontos turísticos da cidade

Nesta segunda-feira (21), o prefeito Rafael Greca e a primeira-dama Margarita Sansone receberam a empresária Ana Carolina Leone, proprietária da Sweet Caroline – Belgium Chocolate, que foi apresentar a nova caixa da marca, que passa a ser vendida nas lojas #CuritibaSuaLinda.

A caixa traz uma gravura com pontos turísticos da cidade e uma grande araucária. Os galhos da árvore são formados pelos bombons. A caixa contém 420 gramas de chocolate ao leite belga.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

“A Carol Leone é uma designer de delícias e ela atendeu o nosso pedido de criar uma caixa de chocolate paranista, baseada na tradição curitibana. Ficou deslumbrante”, destaca Greca.

Outro produto que também será comercializado nas lojas #CuritibaSuaLinda é uma latinha com bombons que receberam impressões, em papel de arroz, com fotos de diversos pontos turísticos da cidade. A latinha contém 320 gramas de chocolate belga ao leite e branco.

A chocolateria, que nasceu em Curitiba em 2012, surgiu do desejo de Ana Carolina em oferecer produtos diferentes, que, segundo ela, promovessem experiências inesquecíveis até para os paladares mais experientes. Anteriormente as vendas ocorriam apenas de forma on-line, no site https://sweetcaroline.com.br

Também participaram do encontro a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, e Luiz Remy, marido da empresária.

Rede de lojas

Administradas pela Urbs e com curadoria dos produtos pelo Instituto Municipal de Turismo, as lojas #CuritibaSuaLinda têm a missão de divulgar o destino Curitiba e também de gerar emprego e renda para os artesãos que comercializam seus produtos em espaços nobres da cidade.

Atualmente, estão em funcionamento as unidades do Jardim Botânico (segunda a sábado, das 10h às 17h), do Memorial Paranista (de terça a sábado, das 10h30 às 17h30) e do Mercado Municipal (de terça a sábado, das 10h às 17h).

As unidades do Palacete Wolf do São Francisco, da Torre Panorâmica das Mercês e do Espaço Cultural David Carneiro, junto ao no Hotel Pestana, seguem fechadas em razão da covid-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 restaurantes de comida italiana em Curitiba

Na próxima segunda-feira, dia 25 de outubro, é celebrado o Dia do Macarrão. A data foi criada em Roma, no ano de 1995, durante o primeiro Congresso Mundial de Macarrão, que reuniu os principais fabricantes de todo o mundo.

Para marcar a data, listamos cinco restaurantes italianos em Curitiba, onde você pode encontrar um cardápio variante, com diversas opções de pratos com macarrão. Confira a lista:

1. Famiglia Fadanelli – Fandanelli é uma tradicional cantina italiana. O cardápio imenso traz receitas clássicas italianas, seleção de vinhos e queijos frios. O restaurante fica na Av. Manoel Ribas, em Santa Felicidade.

2. Ernesto – O restaurante é comandado pelo conhecido chef Dudu Sperandio. O menu reúne massas, risotos e carnes O cardápio até ganhou prêmio na Itália. O restaurante Ernesto fica na rua Myltho Anselmo da Silva, Mercês.

3. Madalosso – Claro, que os Madalossos não poderiam ficar de fora! O restaurante é um dos maiores do mundo e faz muito sucesso  por conta de suas polentas fritas, asinhas de frango e rodízio de massas à vontade. O endereço é na Av. Manoel Ribas, em Santa Felicidade.

4. Cantina do Délio – A Cantina do Délio é mais um clássico curitibano. O ambiente lembra a descontração das cantinas da Itália, que servem comida caseira. Já bastante conhecido na cidade, o restaurante fica na rua Itupava, Alto da XV.

5. Ricciardi Massas – A Ricciardi Massas é um restaurante tradicional de comida italiana, desde 1982. Conta com três lojas (Bacacheri, Água Verde e Jardim das Américas) e oferece massas caseiras, guloseimas, temperos, carnes de primeira qualidade e centenas de outras iguarias.

Curitiba ultrapassa 1,5 milhão de pessoas vacinadas com ao menos uma dose

Curitiba ultrapassou a marca de 1,5 milhão de pessoas vacinadas. Até esta quinta-feira (21/10), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou um total de 1.502.454 curitibanos com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid.

Ao todo, Curitiba já aplicou 2.801.989 unidades do imunizante, sendo 1.464.245 primeiras doses e 1.232.938 segundas doses; 38.209 doses únicas e 66.597 doses de reforço.

Da população total de Curitiba (estimada em 1.948.626 pelo IBGE), 77,1% já receberam ao menos uma dose do imunizante e 65,2% estão totalmente imunizados contra a covid-19, com as duas doses ou a dose única.

Vacinados com 18 anos ou mais

Entre a população com 18 anos ou mais, 1.403.024 curitibanos receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Um total de 1.271.029 pessoas acima dos 18 anos já completou o esquema vacinal até esta quinta-feira (21/10). Destas, 1.232.820 pessoas receberam a segunda dose da vacina e outras 38.209 pessoas receberam a vacina em dose única.

Reforço

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para quem já completou o ciclo de imunização, nos seguintes grupos: idosos de 70 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais de saúde. Até esta quinta-feira (21/10), 66.597 pessoas desses grupos receberam a dose de reforço.

Adolescentes de 12 a 17 anos

A SMS também vacinou 61.221 adolescentes entre 12 e 17 anos. Destes, 118 já receberam também a segunda dose, sendo do grupo de gestantes abaixo de 18 anos.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 3.041.813 doses de vacinas, sendo 1.551.232 para primeira dose, 1.381.340 para segunda dose, 38.975 doses de aplicação única e 70.266 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, por exemplo, a quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.

Confira detalhes da vacinação contra a covid-19 no Painel Covid-19 Curitiba.