Com sete anos de atraso, São José dos Pinhais ganha nova trincheira que promete desafogar trânsito

A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) entregou nesta segunda-feira (13) a trincheira da Rua Arapongas, no cruzamento com a Avenida das Torres, em São José dos Pinhais. Prevista para a Copa do Mundo no Brasil e parte do Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade – PAC da Copa, a obra estava paralisada desde 2016, quando a empresa responsável entrou em recuperação judicial.

O investimento do Governo do Estado foi de R$ 4,4 milhões e a Comec ficou responsável pela gestão da execução dos trabalhos.

A nova trincheira proporcionará um rápido acesso do bairro Afonso Pena ao Centro de São José dos Pinhais, fazendo um binário com a trincheira da Rua Maringá e descongestionando o tráfego na Rua São José – até então, um grande gargalo para a região.

Foto Gilson Abreu/AEN

Com a entrega, o semáforo da Avenida das Torres com a Rua São José será retirado, o que dará mais agilidade também no acesso ao Aeroporto Afonso Pena e no sentido Curitiba.

O presidente da Comec, Gilson Santos, explica que desde o início desta gestão, em 2019, a retomada desta e de outras obras remanescentes do PAC da Copa foi tratada como prioridade. “Foi uma determinação do governador Ratinho Junior, e hoje finalmente estamos liberando o tráfego para a população”, destaca.

Ele explica, ainda, que outros investimentos do PAC da Copa foram retomados pelo Governo do Estado para garantir a entrega à população. “Temos neste trecho, até a entrada do Aeroporto Afonso Pena, cinco obras, com complexidades diferentes, retomadas em momentos distintos”, afirma.

Além da Trincheira da Rua Arapongas, entregue nesta segunda-feira (13), foram concluídas também duas novas faixas na Avenida das Torres (a partir do fechamento do vão de um viaduto que estava inacabado, no cruzamento com a Avenida Rui Barbosa), além da Avenida das Américas.

Ainda serão entregues a ponte sobre o Rio Iguaçu, na continuação da Avenida Senador Salgado Filho, as passagens para pedestre da trincheira da Rua Maringá e a tão esperada entrada do Aeroporto Afonso Pena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fim de semana agitado em Curitiba tem de show de metal até balé

Quem busca atrações para curtir o fim de semana em Curitiba tem ótimas opções. Desde um dos ícones do metal nacional até um dos mais celebrados grupos de balé no Brasil, a capital paranaense tem programação para todos os gostos.

Confira uma seleção de shows e apresentações que tomam conta da cidade nesse fim de semana:

Edu Falaschi – Curitiba é a primeira parada da “Vera Cruz Tour 2022”, do cantor e ícone do metal brasileiro Edu Falaschi. O músico, consagrado vocalista do Angra, faz seu trabalho solo no palco da Ópera de Arame, no qual apresenta na íntegra os discos “Vera Cruz” e “Rebirth”. Inspirado na chegada dos portugueses ao Brasil, Falaschi encena o fato histórico acompanhado de uma estrutura física e audiovisual especial. O show acontece no sábado (06), com abertura dos portões às 19h. Os ingressos já estão no terceiro lote.

Fish*Me – O blues rock do Lonesome Captain embala o sábado do Fish*Me. A trilha sonora passeia por nomes de peso como Elvis Presley e Nancy Sinatra até canções autorais do cantor e violonista. A casa, dedicada a pratos de frutos do mar com uma pegada descontraída, abre ao meio-dia com opções que vão do espetinho de camarão até atum selado. O Fish*Me fica na R. Gen. Mário Tourinho, 2465 – Seminário. Informações no Instagram @fishmebarcuritiba.

Cubano e Lupita – Duas casas do Centro se reúnem para celebrar a boa música nesse sábado. O Cubano e o Lupita – que dividem a fachada do histórico Edifício Anita – recebem o Matorrales Trio, projeto dedicado a tocar world music. São referências musicais que passeiam pela latinidade de nomes como Buena Vista Social Club e Manu Chao, entre outros. O show começa às 18h, na frente dos bares: Al. Dr. Carlos de Carvalho, 15. Detalhes do evento nas redes @cubanocwb e @lupitabistrobar.

Balé do Teatro Guaíra – Celebrado em todo o país, o Balé do Teatro Guaíra estreia um novo espetáculo nesse fim de semana. “Tempestade” é assinado por Mário Nascimento e tem suas primeiras apresentações no palco do Guairão. O grupo também apresenta “V.I.C.A.”, que já circulou por diversas cidades e conquistou o público no Festival de Curitiba. Os espetáculos acontecem na sexta e sábado, às 20h30, e no domingo, às 18h. Informações nos perfis do Instagram @baleteatroguaira e @teatroguaira.

Venice Carnes e Chopes – Sucesso no São Francisco, o Venice Carnes e Chopes chega agora em outro bairro: Champagnat. A nova loja terá dois dias de festa, nesse sábado e domingo, nos quais o público pode conferir a proposta da rede, que celebra carnes e hambúrgueres preparados na brasa. A novidade fica na Al. Princesa Izabel, 1430, e abrirá no sábado, das 11h30 às 23h, e no domingo, das 15h às 23h. Informações no Instagram @venicecarnesechopes.

Porks Água Verde – A unidade Água Verde da rede Porks – Porco & Chope será reinaugurada no sábado. E os 200 primeiros clientes nesse dia ganharão um cartão fidelidade que dá direito a 5 chopes Pilsen (200 ml), um por dia. O cliente pode pegar o primeiro durante a festa e ainda pode retornar mais quatro vezes nessa unidade para resgatar seus chopes. O evento começa às 15h e tem outras atrações, como dez torneiras de chope de cervejarias artesanais nacionais, além do cardápio focado em preparos de carne de porco. Na trilha sonora, rock e blues com shows de Alex Costa e Alessandro Junior. O Porks Água Verde fica na Av. dos Estados, 101. Regras da promo e detalhes da festa no Instagram @porks_aguaverde.

Vendas no Dia dos Pais devem crescer 15% sobre o ano passado, diz ALSHOP

O Dia dos Pais está se aproximando e neste ano os lojistas de shoppings acreditam que o resultado será mais significativo que em 2021, em razão do fim das restrições e aceleração do consumo. Segundo dados de uma sondagem feita com associados da ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) que representam mais de 40.000 lojistas associados, a expectativa é de um aumento de 15% sobre o ano passado.

De acordo com a entidade, a data deve movimentar cerca de R$24 bilhões em vendas e aproximadamente 102 milhões de pessoas deverão ir às compras para presentear os pais, especialmente em lojas de shopping e de rua.

Parte dessa expectativa positiva se deve a uma perspectiva de melhora na economia do país, mesmo com inflação em alta, o desemprego vem caindo bem como alguns custos fixos essenciais. Ainda assim, o consumidor não estará tão disposto a gastar com presentes em razão do endividamento elevado e renda comprometida.

O tíquete médio de compra no Dia dos Pais deve ficar em R$ 160, especialmente no vestuário com roupas, calçados e acessórios. Bens duráveis mais caros não devem estar no radar de compras nesta data, mas assim como no Dia das Mães, as áreas de serviço dos shoppings centers devem ter maior movimentação nas praças de alimentação e de lazer.

“A expectativa poderia ser melhor se não fosse a disparada da inflação e do endividamento das famílias que chega em 77,3%. Mas de acordo com o levantamento que fizemos, entendemos que o consumidor vai presentear, porém, com mais cautela, em um cenário melhor que o do ano passado e devemos ter centros de compra mais cheios na data específica, bem como lojas movimentadas especialmente na próxima semana”, comenta, Luis Augusto Ildefonso, diretor institucional da ALSHOP.

Segundo a ALSHOP, cerca de 70% dos consumidores deverão realizar suas compras via internet, mas por outro lado, para atrair clientes, os shoppings já estão realizando campanhas para a data com promoções especiais, concursos e sorteios.

O dado vem de encontro com os números divulgados pela FX Data Intelligence, que mostra aumento de 65,8% na movimentação de clientes nos shoppings centers este ano em relação a 2021.

“Entendemos que o varejo está caminhando para um patamar melhor e se superando a cada data comemorativa, e isso alivia o lojista. A expectativa é chegar no final de 2022 alcançando ou até chegando perto da marca de 2019, antes da pandemia”, finaliza, Ildefonso.