Turistando pelas cozinhas: 5 opções de gastronomia imperdíveis em Curitiba

Se você quer conhecer Curitiba, seu passeio pode não se restringir apenas aos parques e monumentos da cidade, conhecidos e elogiados em todo o Brasil. O roteiro tradicional te leva para conhecer lugares como o Museu Oscar Niemeyer, a famosa estufa do Jardim Botânico e para provar as delicias do Mercado Municipal, mas com a crescente no turismo gastronômico é impossível passar pela cidade não conhecer as delícias das cozinhas curitibanas.

Com propostas bastante diferenciadas, a capital paranaense vai te encantar também pelo estômago: dos que procuram uma massa tradicional até para quem gosta de lugares despojados e modernos, há opções para todos os tipos de paladar.

Para encontros mais intimistas, um almoço executivo ou até uma reunião em família no domingo, selecionamos cinco opções para desfrutar do turismo gastronômico da cidade da melhor forma. Confira:

Jamie’s Italian – um almoço de qualidade

Com um cardápio que oferece vários tipos de pastas, saladas, entradas, tábuas de frios, acompanhamentos, sobremesas e cardápio kids, o Jamie’s Italian em Curitiba é a terceira loja no país e é inspirado na paixão do famoso chef Jamie Oliver pelo modo de vida italiano, especialmente da boa alimentação. É uma ótima opção para o almoço executivo com uma localização privilegiada da cidade, totalmente panorâmica.

Cão Véio – amigos, cerveja e hambúrguer

Está a fim de comer bem com os amigos em um ambiente intimista? Tem também! O serviço oferecido pelo Cão Véio tem o conceito de gastropub, com pegada de bar mas também pratos gourmet. O espaço, concebido pelo chef Henrique Fogaça, é ideal para um happy hour com os amigos e conta com uma seleção de petiscos, hambúrgueres e várias opções de cerveja artesanal.

Terrazza 40 – romântico e icônico

Se a intenção é impressionar alguém especial, esse é o lugar certo. Com o cardápio inspirado na culinária uruguaia e italiana, o Terrazza 40 é o ponto dos apaixonados da cidade. Isso se dá por conta da vista panorâmica da cidade no 40º andar do edíficio localizada no bairro Bigorrilho, um dos atrativos que faz o restaurante ser bastante conhecido na cidade.

Fresh Live Market – conceitual e moderno

Já pensou em um lugar super descolado e com as opções mais variadas de gastronomia? Em Curitiba, o Fresh Live Market juntou tudo isso num dos lugares mais despojados da cidade. O polo gastronômico possui mais de 20 operações com opções de cafés, culinária asiática, confeitaria, cervejarias, entre outras oferencendo uma viagem pelo mundo dos sabores. Bastante próximo do agito da cidade, esse é um espaço de parada obrigatória para quem quer se divertir e comer bem.

Souq – a novidade que está fazendo sucesso

Inaugurado em dezembro, o polo gastronômico localizado em uma das regiões mais populosas de Curitiba, na esquina da Avenida Iguaçu com a Arthur Bernardes, está fazendo sucesso na capital paranaense. Com 27 operações gastronômicas, o Souq convida o público a uma viagem de sabores por culinárias de diferentes países. O que mais chama a atenção é o churrasco mongol e a Cachaçaria, únicos em Curitiba. O espaço conta com estacionamento amplo, espaço kids e é pet friendly.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba ilumina pontos turísticos de laranja pela prevenção ao câncer de pele

Nesta terça-feira (7/12), a Praça do Japão e a Torre de Cronometragem do Parque Náutico estarão iluminados de laranja, em alusão à adesão de Curitiba ao Dezembro Laranja, a campanha nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

A iluminação nesses locais foi feita para essa segunda-feira (6/12) e hoje ainda pode ser contemplada pela população. O objetivo é chamar a atenção dos curitibanos sobre a importância do diagnóstico e do tratamento precoce, além de orientar sobre os cuidados que devem ser incorporados à rotina diária.

O câncer de pele é o tipo de neoplasia mais incidente no Brasil, com cerca de 180 mil novos casos ao ano. Em Curitiba, dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam a projeção de 1.820 novos casos por ano. A boa notícia é que a maior parte, 95%, é do tipo não melanoma, menos agressivo. Além disso, quando descoberto no início, tem mais de 90% de chances de cura.

“Por isso é importante que a população fique atenta aos sinais e sintomas, e procure logo um serviço de saúde”, afirma a dermatologista do Centro de Especialidades de Santa Felicidade da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Simone Viola Ampuero Gehlen.

Prevenção

De acordo com a médica, a orientação é para que as pessoas fiquem atentas a lesões na pele que não cicatrizam, principalmente nas áreas que comumente ficam expostas ao sol. Sangramentos e pruridos neste tipo de lesões também são sinais de alerta. Segundo Simone, é importante observar pintas com mudança na cor e bordas irregulares.

Em qualquer um desses casos, a orientação é procurar o mais breve possível, um serviço de saúde, para uma avaliação. No SUS Curitibano, a porta de entrada é a unidade de saúde. Caso seja necessário, a unidade faz o encaminhamento do paciente para um especialista.

Além de observar os sinais de alerta, é importante também se prevenir. Medidas básicas do dia a dia que podem ajudar são o uso de filtro solar nas áreas que ficam expostas (com mínimo de fator de proteção solar de 30); evitar o sol entre as 10h e 16h; além de usar chapéu e roupas que protejam a pele o máximo possível da exposição direta ao sol.  

Câmara de Curitiba aprova suspensão de reajuste e limita correção do IPTU em 2022

O projeto da Prefeitura que adia a revisão da Planta Genérica de Valores e garante que o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) não sofra reajuste em 2022 foi aprovado, por unanimidade, nesta segunda-feira (06/12) em primeiro turno na Câmara Municipal de Curitiba (CMC). A proposta, que recebeu 38 votos favoráveis, será votada em segundo e último turno nesta terça-feira (07/12).

Confirmada a aprovação, a atualização da Planta Genérica de Imóveis fica adiada para outubro de 2022, sendo que o reajuste que será aplicado valerá para 2023.

Dessa forma, os reajustes que estavam em vigor nos últimos anos, de 4% para imóveis residenciais, e de 7% para terrenos (mais a inflação), não serão praticados no IPTU 2022, que terá apenas a correção pela inflação, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

A revisão da Planta Genérica de Valores atualizaria o valor venal dos imóveis da cidade, de acordo com o mercado. Com isso a cobrança do IPTU poderia variar acima da inflação para aqueles imóveis com valor venal defasado.

“A atual pandemia de Covid-19 teve repercussão no campo econômico, diminuindo a renda de muitas famílias e a receita de muitas empresas, que foram obrigadas a paralisar suas atividades. Fazer essa correção, neste momento, traria inúmeros prejuízos para população”, diz a mensagem da Prefeitura no projeto.

A revisão da Planta Genérica é prevista pela legislação. A Lei Complementar nº 40, de 18 de dezembro de 2001 determina, no § 2º do art. 36, que o Poder Executivo deve encaminhar ao Poder Legislativo, até o dia 15 de outubro do primeiro ano do mandato, projeto de lei com proposta de atualização dos valores unitários de metro quadrado de construção e de terrenos, constantes na Planta Genérica de Valores Imobiliários

No entanto, a valorização imobiliária observada nos últimos quatro anos e a entrada em vigor da nova Lei de Zoneamento, em agosto de 2020, provocaram consideráveis alterações na ocupação urbana, com reflexos diretos no valor venal dos imóveis na capital.