Tecnologia paranaense busca documentos em 30 mil cartórios pelo Brasil e auxilia na hora de adquirir imóveis

Para que o sonho do imóvel próprio não se torne um pesadelo, há uma série de etapas burocráticas, as quais todas as pessoas têm que passar, garantindo, assim, a segurança e a integridade dos envolvidos no processo: comprador, vendedor e empresas que realizam a comercialização dos imóveis. Entre essas fases, é obrigação de quem vende comprovar que não possui dívidas tributárias ou trabalhistas, não está sendo processado e que não está passando por nenhuma interdição judicial, informações que só são adquiridas por meio das certidões.

Neste sentido, destaque para um dos documentos mais importantes nas transações imobiliárias: a certidão do imóvel. Por conter todo o histórico do imóvel e dos ex-proprietários, este é o comprovativo do registro do imóvel, e que comprova que o ato foi efetuado. Elaborada em cartório, ela declara de fato quem é o verdadeiro proprietário, se há indício ou evidências de uma rede de relacionamento [como a confirmação de um matrimônio, por exemplo], bem como se a propriedade foi ou está sendo transmitida de uma pessoa para outra. Através da certidão de ônus reais, com a matrícula do imóvel, é possível saber ainda a real situação do patrimônio e se há dívidas que podem vir a cair sobre o comprador.

Portanto, advogados, consultores e entidades de defesa do consumidor alertam: existem diversos fatores de risco na compra de qualquer imóvel, mas se esse estiver na planta os cuidados têm que ser redobrados. “Antes da aquisição, é recomendável se prevenir contra imprevistos e práticas abusivas para proteger ao máximo o patrimônio financeiro, contando com a ajuda de especialistas no assunto, de preferência”, comenta Marlon Godoy, diretor comercial e de marketing da Leme Inteligência Forense, lembrando o caso da PDG, uma das maiores construtoras e incorporadoras do País, que deixou, em 2017, muitos compradores de imóveis em apuros. “Comprar uma casa ou apartamento na planta, em geral, é mais barato do que adquirir uma unidade pronta, entretanto, o tiro pode sair pela culatra se a pessoa não se cercar de todos os pormenores”, garante Marlon.

Marlon Godoy, diretor da Leme Inteligência Forense (Foto: Bryan Poncio)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vendas no Dia dos Pais devem crescer 15% sobre o ano passado, diz ALSHOP

O Dia dos Pais está se aproximando e neste ano os lojistas de shoppings acreditam que o resultado será mais significativo que em 2021, em razão do fim das restrições e aceleração do consumo. Segundo dados de uma sondagem feita com associados da ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) que representam mais de 40.000 lojistas associados, a expectativa é de um aumento de 15% sobre o ano passado.

De acordo com a entidade, a data deve movimentar cerca de R$24 bilhões em vendas e aproximadamente 102 milhões de pessoas deverão ir às compras para presentear os pais, especialmente em lojas de shopping e de rua.

Parte dessa expectativa positiva se deve a uma perspectiva de melhora na economia do país, mesmo com inflação em alta, o desemprego vem caindo bem como alguns custos fixos essenciais. Ainda assim, o consumidor não estará tão disposto a gastar com presentes em razão do endividamento elevado e renda comprometida.

O tíquete médio de compra no Dia dos Pais deve ficar em R$ 160, especialmente no vestuário com roupas, calçados e acessórios. Bens duráveis mais caros não devem estar no radar de compras nesta data, mas assim como no Dia das Mães, as áreas de serviço dos shoppings centers devem ter maior movimentação nas praças de alimentação e de lazer.

“A expectativa poderia ser melhor se não fosse a disparada da inflação e do endividamento das famílias que chega em 77,3%. Mas de acordo com o levantamento que fizemos, entendemos que o consumidor vai presentear, porém, com mais cautela, em um cenário melhor que o do ano passado e devemos ter centros de compra mais cheios na data específica, bem como lojas movimentadas especialmente na próxima semana”, comenta, Luis Augusto Ildefonso, diretor institucional da ALSHOP.

Segundo a ALSHOP, cerca de 70% dos consumidores deverão realizar suas compras via internet, mas por outro lado, para atrair clientes, os shoppings já estão realizando campanhas para a data com promoções especiais, concursos e sorteios.

O dado vem de encontro com os números divulgados pela FX Data Intelligence, que mostra aumento de 65,8% na movimentação de clientes nos shoppings centers este ano em relação a 2021.

“Entendemos que o varejo está caminhando para um patamar melhor e se superando a cada data comemorativa, e isso alivia o lojista. A expectativa é chegar no final de 2022 alcançando ou até chegando perto da marca de 2019, antes da pandemia”, finaliza, Ildefonso.

Palladium entrega presente exclusivo na promoção Dia dos Pais 2022

O Dia dos Pais bate à porta e o Palladium Curitiba lança mais uma edição da campanha ‘Compre e Ganhe’ que vai distribuir kits ‘Pratos do Chef’, para consumidores que realizarem compras a partir de R$ 550 nas lojas do shopping entre os dias 3 e 14 de agosto.

O presente escolhido pelo shopping tem a cara dos papais. É composto por quatro pratos em cerâmica que estampam um dos momentos mais emblemáticos da família brasileira: o churrasco. Vale lembrar que os itens são exclusivos e limitados a um kit por CPF e enquanto durarem os estoques. “Nós prestigiamos quem escolhe o nosso shopping para fazer suas compras com presentes exclusivos que passam a fazer parte do dia a dia das famílias. Com o kit Pratos do Chef não poderia ser diferente. Será um presente que deixará os momentos em família ainda mais especiais”, diz a gerente de marketing do Palladium Curitiba, Cida Oliveira.

Como participar

Promoção ‘Compre e Ganhe Dias dos Pais Palladium Curitiba’.

De 3 a 14 de Agosto.

A partir de R$ 550 em compras vale um Kit ‘Pratos do Chef’ – Limitado a 01 por CPF  e enquanto durar o estoque.

As trocas são realizadas no Piso L3 do Palladium Curitiba.