Tarifa reduzida começa a valer para seis linhas na quarta-feira

Seis linhas de ônibus do sistema de transporte coletivo de Curitiba terão tarifa reduzida fora dos horários de pico a partir de quarta-feira (16/10).

A Urbanização de Curitiba (Urbs) vai implantar o modelo nas linhas 212- Solar, 213 – São João, 214 – Tingui, 265 – Ahú-Los Angeles, 461- Santa Bárbara e 965 – São Bernardo. Ao todo, essas linhas atendem 18 mil passageiros por dia.

A tarifa reduzida, de R$ 3,50 – R$ 1 mais barata que a normal – vai valer para os horários de 9h às 11h e das 14h às 16h e para pagamento exclusivo com o cartão-transporte usuário.

O objetivo da Prefeitura de Curitiba é implantar gradativamente a tarifa reduzida em mais linhas de ônibus. Ao todo 17 linhas devem oferecer o benefício ao passageiro.

As linhas escolhidas cruzam muitos bairros, têm um bom volume de passageiros e uma diferença acentuada entre o número de usuários no horário de pico e fora dele.

“Todas estas linhas têm queda média de 21% a 27% nos horários entre picos, enquanto a queda média do sistema total é de 18%”, diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

A tarifa reduzida é possível graças à aprovação do projeto de lei que flexibiliza a tarifa do transporte coletivo de Curitiba, sancionada pelo prefeito Rafael Greca em setembro desse ano.

O prefeito destacou que se trata de uma experiência, para ver se a cobrança diferenciada não afeta o equilíbrio financeiro do sistema.

“Hoje já subsidiamos o sistema, com R$ 50 milhões da Prefeitura e R$ 40 milhões do Governo do Estado. Mas sendo um sucesso essa experiência, vamos ampliar para linhas de vizinhança para as regionais no futuro”, disse o prefeito durante a sanção.

Vantagens

Segundo o presidente da Urbs, a flexibilização deve trazer também a diminuição da demanda nos horários de pico, o que pode gerar mais conforto para os usuários.

Haverá impacto positivo na gestão operacional da frota, com melhor distribuição do uso dos veículos ao longo do dia, diminuindo a ociosidade do sistema.

Vizinhança

Também entra em operação na quarta-feira a linha 773 de vizinhança Santa Rita, que liga Santa Rita, Carbomafra, Vitória Régia e Vila Verde ao Terminal da CIC.

Confira o novo trajeto:

773-VIZINHANÇA/STA. RITA

SENTIDO SANTA RITA
TERMINAL CIC
RUA SÃO SEVERINO
RUA PEDRO GUSSO
RUA DESEMBARGADOR CID CAMPELO
RUA JOÃO BETTEGA
AVENIDA JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA
AVENIDA DEPUTADO ANÍBAL KHURY
RUA ANJOLILO BUZETTI
RUA PAUL GARFUNKEL
RUA JOVENILSON AMERICO DE OLIVEIRA
RUA ERNESTO GERMANO FRANCISCO HANNEMANN
RUA ORESTES ROMEU BIZOTTO
RUA DESEMBARGADOR ERNANI ALMEIDA DE ABREU
RUA ENETTE DUBARD

SENTIDO TERMINAL CIC
RUA ENETTE DUBARD
RUA ODIR GOMES DA ROCHA
RUA ENG. JOÃO KLOSS
RUA ADRIANA CERES ZAGO BUENO
AVENIDA PERO VAZ DE CAMINHA
RUA ENETTE DUBARD
RUA DESEMBARGADOR ERNANI ALMEIDA DE ABREU
RUA ORESTES ROMEU BIZOTTO
RUA ERNESTO GERMANO FRANCISCO HANNEMANN
RUA JOVENILSON AMERICO DE OLIVEIRA
RUA PAUL GARFUNKEL
RUA ANJOLILO BUZETTI
AVENIDA DEPUTADO ANÍBAL KHURY
AVENIDA JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA
RUA JOÃO BETTEGA
RUA DESEMBARGADOR CID CAMPELO
RUA PEDRO GUSSO
RUA SÃO SEVERINO
TERMINAL CIC

 

Via: Prefeitura de Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em 120 dias Curitiba dobra número de UTIs do SUS

Curitiba dobrou o número de leitos de UTIs para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos 128 dias. De 324 unidades no início de março, a Secretaria Municipal da Saúde abriu outras 325 novas vagas exclusivas para tratamento da covid-19, totalizando hoje 649 UTIs SUS na cidade.

As ativações das UTIs foram feitas de forma programada, atendendo a demanda de pacientes gerada pela pandemia. Os leitos foram ativados dentro da rede hospitalar já existente na cidade, e também em dois novos hospitais abertos nesse período: um no Alto da XV e outro na CIC. Os dois novos hospitais foram abertos nos últimos 30 dias.

Nesta sexta-feira (17/7) foram abertos mais 12 leitos de UTIs para covid-19 no complexo Hospital do Idoso-Vitória. Outras 20 serão ativadas ainda neste mês, no Instituto de Medicina, no Alto da XV, ampliando para 345 o número de UTI do SUS para covid-19.

“Não são leitos transformados, são 325 novas vagas até agora exclusivamente para pacientes graves de covid-19, ou seja, são leitos extras na rede”, explica Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.  

Os novos leitos fazem parte do plano de contingência de enfrentamento à pandemia do município e integram os 1.088 leitos de UTI da rede hospitalar pública e privada da cidade.

Além das novas UTIs, Curitiba conta ainda com 393 enfermarias totalizando 649 leitos na capital exclusivamente para covid-19, que recebem pacientes SUS.

Feira do Água Verde registra movimentação nesta sexta-feira (17) e reforça medidas de segurança

Movimentação na feira livre do bairro Água Verde em Curitiba (PR), nesta sexta-feira (17). Com o aumento no número de casos de Covid-19, as medidas sanitárias foram reforçadas na feira, como adoção de totens com distribuição de álcool em gel.

Pauta: PARANÁ/Feira do bairro Água Verde/movimentação

(Eduardo Matysiak/Futura Press)