Em Curitiba, estudantes da rede municipal retornam às atividades presenciais do ensino híbrido

Todas as 415 unidades da rede municipal de ensino (185 escolas e 230 Centros Municipais de Educação Infantil, os CMEIs) reabriram nesta segunda-feira (2) para receber parte das crianças e estudantes do ensino híbrido, formado por aulas presenciais e videoaulas da TV Escola Curitiba.

Cerca de 90 mil estudantes vão retornar presencialmente às salas de aula de forma escalonada. Eles foram divididos em dois grupos (A e B), com cerca de 45 mil estudantes a cada semana, como foi feito no início do ano letivo, em fevereiro.

Conforme o formulário preenchido pelas famílias, 65% optaram pelo formato híbrido de ensino e os 35% restantes seguem no ensino exclusivamente remoto.

Antes dos dois grupos (A e B), no dia 19 de julho, cem escolas e CMEIs integrantes do programa Leia + retornaram ao ensino híbrido.

Estudantes da rede municipal retornam às atividades presenciais do ensino híbrido. Curitiba, 02/08/2021. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

“Graças ao resultado de transmissão zero do novo coronavírus dentro das cem unidades do programa Leia+, reabertas no último dia 19, foi possível repetir o que foi feito em fevereiro, com os grupos A e B se alternando semana sim e semana não nas escolas e nos CMEIs”, afirmou a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Ansiedade

“Ela estava desesperada para voltar, com muita saudade mesmo.” Assim Cristina Mainardes, mãe de Maria Clara, do 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Professor Brandão, resumiu a expectativa da filha nesta segunda-feira. “Estamos muito felizes com esta possibilidade de retorno, vamos tomar os cuidados necessários e trazê-la para a escola”, disse a mãe.

Na Escola Municipal Erasmo Pilotto, no bairro Atuba, voltaram às atividades presenciais os estudantes do 9º e 8º anos. 

No CMEI Centro Cívico, a diretora, Ana Beatriz Souza Cerqueira, deixou tudo pronto. A unidade foi recentemente sanitizada com amônia e organizada dentro das normas do protocolo.

“As crianças são nossa razão de ser. Tudo que fazemos é para elas e por elas. Preparamos tudo com muito cuidado e carinho, para uma volta segura e estamos sempre prontos para orientar as famílias e tirar dúvidas”, explicou Ana.

Escalonamento

Nesta segunda-feira, o retorno é para os matriculados nos 9º e 8º anos (Ciclo IV) e 5º e 4º anos (Ciclo II). Na educação infantil, para pré e maternal II.

A partir do dia 9, voltam também os mais novos, do 1º ao 3º anos e do 6º e 7º anos, além dos berçários e maternal I da educação infantil. A partir daí, todos os anos se alternam em grupos A e B, frequentando a unidade semana sim, semana não.

“Sempre será respeitado o limite de até 50% da ocupação previsto no Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais”, destacou a secretária Maria Sílvia.

“Outro ponto que nos deu muita segurança para este retorno, além do Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais, foi a Secretaria Municipal da Saúde disponibilizar aos profissionais da Wducação a testagem rápida nas unidades de saúde”, pontuou a secretária.

Investimentos

A Secretaria Municipal da Educação investiu já cerca de R$ 2 milhões na aquisição de itens para prevenção ao novo coronavírus e produtos de limpeza destinados a toda rede municipal de ensino.

Foram adquiridos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais, máscaras para professores e estudantes, além de itens de limpeza, totens de álcool em gel e termômetros, tapetes sanitizantes. Além disso, todas as unidades receberam serviços de sanitização com amônia quaternária, para matar fungos, vírus e bactérias.

Também foram comprados aventais para proteção dos profissionais das unidades de educação infantil. Eles serão entregues ao longo de agosto. Mais compras serão feitas ao longo dos meses pela secretaria, conforme a necessidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 restaurantes de comida italiana em Curitiba

Na próxima segunda-feira, dia 25 de outubro, é celebrado o Dia do Macarrão. A data foi criada em Roma, no ano de 1995, durante o primeiro Congresso Mundial de Macarrão, que reuniu os principais fabricantes de todo o mundo.

Para marcar a data, listamos cinco restaurantes italianos em Curitiba, onde você pode encontrar um cardápio variante, com diversas opções de pratos com macarrão. Confira a lista:

1. Famiglia Fadanelli – Fandanelli é uma tradicional cantina italiana. O cardápio imenso traz receitas clássicas italianas, seleção de vinhos e queijos frios. O restaurante fica na Av. Manoel Ribas, em Santa Felicidade.

2. Ernesto – O restaurante é comandado pelo conhecido chef Dudu Sperandio. O menu reúne massas, risotos e carnes O cardápio até ganhou prêmio na Itália. O restaurante Ernesto fica na rua Myltho Anselmo da Silva, Mercês.

3. Madalosso – Claro, que os Madalossos não poderiam ficar de fora! O restaurante é um dos maiores do mundo e faz muito sucesso  por conta de suas polentas fritas, asinhas de frango e rodízio de massas à vontade. O endereço é na Av. Manoel Ribas, em Santa Felicidade.

4. Cantina do Délio – A Cantina do Délio é mais um clássico curitibano. O ambiente lembra a descontração das cantinas da Itália, que servem comida caseira. Já bastante conhecido na cidade, o restaurante fica na rua Itupava, Alto da XV.

5. Ricciardi Massas – A Ricciardi Massas é um restaurante tradicional de comida italiana, desde 1982. Conta com três lojas (Bacacheri, Água Verde e Jardim das Américas) e oferece massas caseiras, guloseimas, temperos, carnes de primeira qualidade e centenas de outras iguarias.

Curitiba ultrapassa 1,5 milhão de pessoas vacinadas com ao menos uma dose

Curitiba ultrapassou a marca de 1,5 milhão de pessoas vacinadas. Até esta quinta-feira (21/10), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou um total de 1.502.454 curitibanos com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid.

Ao todo, Curitiba já aplicou 2.801.989 unidades do imunizante, sendo 1.464.245 primeiras doses e 1.232.938 segundas doses; 38.209 doses únicas e 66.597 doses de reforço.

Da população total de Curitiba (estimada em 1.948.626 pelo IBGE), 77,1% já receberam ao menos uma dose do imunizante e 65,2% estão totalmente imunizados contra a covid-19, com as duas doses ou a dose única.

Vacinados com 18 anos ou mais

Entre a população com 18 anos ou mais, 1.403.024 curitibanos receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Um total de 1.271.029 pessoas acima dos 18 anos já completou o esquema vacinal até esta quinta-feira (21/10). Destas, 1.232.820 pessoas receberam a segunda dose da vacina e outras 38.209 pessoas receberam a vacina em dose única.

Reforço

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para quem já completou o ciclo de imunização, nos seguintes grupos: idosos de 70 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais de saúde. Até esta quinta-feira (21/10), 66.597 pessoas desses grupos receberam a dose de reforço.

Adolescentes de 12 a 17 anos

A SMS também vacinou 61.221 adolescentes entre 12 e 17 anos. Destes, 118 já receberam também a segunda dose, sendo do grupo de gestantes abaixo de 18 anos.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 3.041.813 doses de vacinas, sendo 1.551.232 para primeira dose, 1.381.340 para segunda dose, 38.975 doses de aplicação única e 70.266 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, por exemplo, a quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.

Confira detalhes da vacinação contra a covid-19 no Painel Covid-19 Curitiba.