Prefeitura e UFPR lançam editais para concurso público

A Prefeitura de Curitiba e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) começam a divulgar nesta sexta-feira (1/2), até as 23h59, os primeiros editais do concurso público que será feito em 2019. Serão divulgados oito editais para o preenchimento de 139 vagas em diversas áreas no site da UFPR

No primeiro dia de divulgação, os interessados poderão conhecer os editais relativos ao concurso para 13 dos 23 cargos. As provas de conhecimento serão realizadas no primeiro semestre. A data das provas será informada em cada um dos editais.

O prefeito Rafael Greca, o reitor da Universidade Federal do Paraná, Ricardo Marcelo Fonseca, e o secretário municipal de Recursos Humanos, Alexandre Jarschel de Olivera, anunciaram na tarde desta quinta-feira (31/1) o lançamento dos editais.

O prefeito, que é servidor da Prefeitura, convidou os interessados para que façam o concurso público. “Sugiro à mocidade estudiosa que venha trabalhar na Prefeitura. Eu escolhi ser da Prefeitura. E nós precisamos de engenheiros, procuradores, agentes administrativos, professores, arquitetos e outras carreiras para preenchermos vagas deixadas por aposentadorias e falecimentos e também para renovarmos a nossa Prefeitura”, declarou. Greca destacou ainda a qualidade e a lisura da UFPR, instituição contratada para organizar o concurso.

Diante da plateia formada pelos profissionais da Secretaria de Recursos Humanos e da UFPR envolvidos na preparação do concurso e de servidores de outras áreas, o reitor destacou a importância da parceria entre a Prefeitura e a universidade.

“Para a Universidade Federal do Paraná é um privilégio fazer parte deste momento tão importante para a administração e para a cidade. A administração deve crescer, deve se renovar”, declarou o reitor.

Ele ressaltou a experiência da UFPR na organização de concursos. “O núcleo de concursos é um exemplo de transparência e de rigor e é reconhecido por sua seriedade”, destacou. “A universidade e a cidade devem continuar caminhando juntas”, completou.

Cargos

Os quatro primeiros editais serão para os concursos dos seguintes cargos: Analista de Desenvolvimento Organizacional, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Ambiental, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Engenheiro Florestal, Engenheiro Químico, Fiscal, Fiscal de Obras e Posturas, Médico Veterinário, Nutricionista, Profissional do Magistério-Docência II, Técnico Agrícola, Zootecnista.

Outros quatro editais serão destinados aos candidatos interessados nos seguintes cargos: Agente Administrativo, Arquiteto, Auditor de Tributos Municipais, Biólogo, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Engenheiro Sanitarista, Gestor da Informação, Procurador, Professor de Educação Infantil. A divulgação destes editais será feita entre os dias 4 e 8 de fevereiro.

As inscrições também poderão ser feitas pelo site do núcleo de concursos. A taxa de inscrição varia de acordo com o cargo. Para os de nível médio será de R$70, para os de nível técnico, R$ 90, para os cargos de nível superior será de R$100 e para os interessados na carreira de procurador, R$ 200. Doadores de sangue têm isenção da taxa de inscrição.

Os concursos terão validade de dois anos, podendo ser prorrogados por mais dois anos. Os salários variam de R$ 1.661,69 (agente administrativo) até R$ 8.877,58 (auditor fiscal de tributos municipais).

Desde o início da gestão, em 2017, a Prefeitura de Curitiba contratou 1.443 profissionais para diversas áreas.

 

Os 23 cargos que terão concurso público em 2019:

Agente Administrativo

Analista Organizacional

Arquiteto

Auditores Fiscais de Tributos Municipais

Biólogo

Engenheiro Agrônomo

Engenheiro Ambiental

Engenheiro Civil

Engenheiro de Segurança do Trabalho

Engenheiro Eletricista

Engenheiro Florestal

Engenheiro Químico

Engenheiro Sanitarista

Fiscal

Fiscal de Obras e Posturas

Gestor da Informação

Médico Veterinário

Nutricionista

Procurador

Professor de Educação Infantil

Profissional do Magistério- Docência II

Técnico Agrícola

Zootecnista

 

Via: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/editais-dos-concursos-da-prefeitura-comecam-a-ser-divulgados-nesta-sexta-feira/49142

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro diz que vetará ‘Fundão’ na íntegra se for impedido de cortar ‘excesso’

 O presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai vetar o fundo eleitoral, o “Fundão”, na íntegra caso seja impedido de cortar o que exceder a lei de 2017 de reajuste ao projeto. De acordo com o chefe do Executivo, a ordem dada por ele foi vetar tudo o que extrapolar aquilo previsto em 2017, uma vez que não quer gerar atritos com a Câmara dos Deputados ou o Senado. “Mas vamos supor que não seja possível porque está em um artigo só, então vete tudo”, declarou Bolsonaro à Rádio Capital Notícia – Cuiabá/MT, na manhã desta terça-feira (17)

O chefe do Executivo voltou a declarar que “temos que cumprir a lei” e, não pode vetar ou sancionar “qualquer coisa sem responsabilidade”. “Se eu sancionar o que não devo ou vetar o que não posso, estou em curso em crime de responsabilidade”, afirmou.

Apesar da justificativa utilizada por Bolsonaro, não há obrigação por parte da Presidência da República de reajuste mínimo do chamado “Fundão” pela inflação. Se o presidente confirmar o veto à regra aprovada na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o valor ficará em aberto.

Segundo determina e legislação, o governo e os parlamentares deverão estabelecer o gasto com as campanhas no ano que vem de acordo com o seguinte cálculo: usar o valor dos impostos arrecadados com o fim da propaganda partidária, calculado em R$ 803 milhões no ano que vem, mais um porcentual não definido da reserva destinada às emendas parlamentares de bancada, cuja somatória deve chegar a R$ 8 bilhões no próximo ano.

Glória Menezes tem alta após internação por covid-19

A atriz Glória Menezes, de 86 anos, teve alta nesta segunda-feira (16), após internação para tratamento contra covid-19. Ela estava internada desde o dia 6 de agosto no Hospital Albert Einstein, na capital paulista.

No período em que ficou no hospital, a atriz teve sintomas leves e realizou tratamento em um quarto. Já seu marido, o ator Tarcísio Meira, que morreu na última quinta-feira (12) vítima de covid-19, chegou a ser internado em unidade de terapia intensiva (UTI).

Tarcísio Meira tinha 85 anos e estava internado, também desde 6 de agosto, devido a complicações da covid-19. O ator recebeu muitas premiações importantes ao longo da carreira e teve grande reconhecimento do público, sendo um dos atores mais conhecidos do Brasil. Ele se casou com Glória Menezes em 1962.