Parcão de Pinhais será inaugurado neste fim de semana

As Secretarias Municipais de Obras Públicas (Semop) e de Meio Ambiente (Semma) realizam os últimos ajustes para a inauguração do ParCão Pinhais, que será neste domingo (1), a partir das 10h. Construído dentro do Parque Linear do Atuba, na Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel (PR 415), divisa com Curitiba, o local conta com aproximadamente 10 mil m², espaço privativo para recreação de cães com pista de agility, bebedouro canino e estrutura exclusivamente para o lazer da família, com recreação infantil, bancos e amplo espaço verde com árvores e jardinagem.

Todos os equipamentos do Parque foram desenvolvidos e construídos pela equipe da Semma, que deixou o ambiente estilizado, como a criação de bancos em formato de osso e mais de 20 obstáculos na pista de agility, que será um ambiente cercado com gangorras, baliza, rampas, obstáculos de salto, túnel e outros. E para deixar o ambiente ainda mais personalizado, na manhã de terça-feira (26) foi colocado, na entrada do ParCão, um totem em formado de osso.

Além da criatividade, a equipe da Semma pensou em todos os detalhes, como a durabilidade dos equipamentos, que foram confeccionadas a partir de ampla pesquisa sobre a temática canina. O material construído também foi pensado para minimizar o vandalismo, por isso o ParCão não terá equipamento em plástico. O material utilizado é mais resistente, como madeira, concreto ou metal, buscando desenvolver um estilo mais rústico e durável.

Inauguração
A inauguração do ParCão será neste domingo, 1º de dezembro, a partir das 10h, e contará com programação especial, como a microchipagem de 300 cães, adoção de animais e um desfile para a escolha do maior, menor e cão mais carismático. Para o serviço de microchipagem é necessário a apresentação de um documento do tutor e comprovar ser morador de Pinhais. A Prefeitura de Pinhais fará ainda campanhas educativas sobre guarda responsável, e o Detran/PR apresentará campanha de prevenção ao atropelamento de animais.

Parque Linear do Atuba

Os parques lineares às margens dos rios existentes em Pinhais aliam o respeito ao ser humano, ao realocar as pessoas que moravam em situação de risco, a preservação ambiental com a recuperação da vegetação, e cria espaço para a prática esportiva, de lazer e de recreação. Atualmente a Prefeitura de Pinhais realiza a construção do Parque Linear às margens do Rio Atuba, na divisa com Curitiba, no bairro Emiliano Perneta, sendo que a primeira parte, no bairro Estância Pinhais, já foi concluída. Nesta fase em construção, tem extensão aproximada de 2 km, compreende o trecho entre a Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel (PR 415) até a Rua Apucarana.

/Via: Prefeitura de Pinhais

Disque-denúncia 181 poderá ser usado para informar uso de cerol em linha de pipa

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou nesta quarta-feira (8), em redação final, o projeto de lei que proíbe a fabricação informal e comercial, a comercialização, compra, porte, posse e uso do cerol ou linha chilena em linhas de pipa. A matéria prevê que as denúncias de infração à lei podem ser feitas por meio do disque-denúncia 181, já utilizado no Paraná. O projeto segue agora para sanção do governador Ratinho Junior.

Segundo o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), um dos autores do projeto, o serviço foi criado em 2016 e concentra todas as informações de denúncias sobre criminalidade do Paraná. Romanelli reforça que as denúncias são anônimas e que de maneira alguma o denunciante será identificado.

“É um canal de apoio ao cidadão. Toda denúncia anônima pode ser feita pelo telefone 181 e vamos usar também este canal para que as denúncias de uso, fabricação ou comercialização de cerol e linha chilena sejam investigadas”, informa.

Para o deputado,  a incorporação de mais essa medida ao disque-denúncia 181 vai ajudar no cumprimento da lei e na prevenção a acidentes com linhas de pipa.

Entre o final do primeiro semestre e o começo do segundo, a prática de empinar pipas aumenta devido à estação climática, com ventos mais fortes. Por conta da pandemia, a brincadeira acabou sendo um atrativo, onde muitas pessoas acabam indo às ruas para se divertir.

No entanto, alerta o deputado, a brincadeira pode se tornar trágica, se for feita de maneira irregular “É uma brincadeira. Mas muitas vezes, por causa do cerol e da linha chilena, acontecem acidentes muito graves, que podem inclusive levar à morte”, aponta Romanelli.

Brincadeira — Empinar pipa é uma das brincadeiras de infância, mas que tem atraído também muitos adultos. Muitas competições acontecem para provocar mais emoção nos participantes. Uma delas é ver quem fica mais tempo com a pipa no ar.

Para “facilitar” a brincadeira, alguns participantes fabricam uma mistura de cola com vidro moído e a aplicam nas linhas de pipa, que passam a funcionar como uma guilhotina. Assim, ao tocar a linha do oponente, acaba cortando-a e a pipa do adversário cai.

O problema é que, muitas vezes, motociclistas ou ciclistas não conseguem visualizar a linha de pipa no trajeto e acabam atingidos por ela. “Isso provoca cortes profundos, sobretudo no pescoço. Há registros de pessoas que foram degoladas por essas linhas”, explica Romanelli.

Da mesma forma, pedestres e animais também se ferem. Muitas aves são atingidas em pleno voo e, de tão feridas, acabam não resistindo e morrem. Com a nova lei aprovada pelos deputados, o Paraná quer evitar esse tipo de acidente, sem prejudicar a prática da brincadeira, que é tradicional em vários municípios paranaenses.

O descumprimento da lei prevê multa no valor de R$ 1.595,10, podendo ser aplicada em dobro quando houver risco de lesão ou morte de terceiros. Já para os estabelecimentos que insistirem na comercialização de cerol ou linha chilena a multa prevista é de R$ 5.317,00.

Em caso de reincidência, a empresa poderá ter a inscrição estadual cassada. Ainda de acordo com a lei, os estabelecimentos de saúde são obrigados a noticiar o acidente com cerol ou linha chilena à autoridade policial competente. Caberá ao Estado, a decisão de regulamentar a lei, indicando os aspectos necessários à sua aplicação.

Além de Romanelli, também assinam o projeto os deputados Gilson de Souza (PSC), Coronel Lee (PSL) e Doutor Batista (DEM).

Inscrições para o Sisu começam amanhã

As inscrições para a edição 2020 do segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam amanhã (7). Estudantes interessados em concorrer a vagas em instituições públicas de ensino superior devem acessar o site do programa até esta sexta-feira (10). Mais de 51 mil vagas serão oferecidas em instituições do país.

Pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Podem participar da seleção candidatos que prestaram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2019 e não tiraram nota zero na redação. Quem fez a prova na condição de treineiro está fora do processo.

A classificação é de acordo com o desempenho obtido nas provas. Para determinados cursos, algumas instituições exigem nota mínima para ingresso. As informações estão nos editais elaborados por cada universidade na adesão ao programa.

Para concorrer ao Sisu não há critério de renda familiar. A condição é imposta apenas para candidatos a vagas reservadas para pessoas de baixa renda, quando a opção é disponibilizada pela instituição de ensino. Segundo cronograma divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), o resultado do Sisu será divulgado no dia 14 de julho. Se aprovado, o aluno precisa ficar atento às instruções para não perder o prazo de matrícula na instituição. Quem não for aprovado em nenhuma opção de curso ainda poderá se inscrever na lista de espera. A solicitação também é feita pelo site do programa entre os dias 14 e 21 de julho.