Marido faz serenata todos os dias para mulher que enfrenta o Alzheimer

Tocar violão e cantar sempre foi parte da rotina diária do músico de origem argentina Lúcio Yanel. Vivendo no Brasil há mais de 40 anos, há 25 anos que ele divide sua vida como um dos mais importantes representantes da música gaúcha com sua mulher, Sueli de Fátima Teixeira.

As serenatas vespertinas que sempre fizeram parte da rotina do casal, hoje, no entanto, tornaram-se uma busca pela saúde e pelo encontro dele com sua amada – que agora enfrenta a fase mais difícil do Mal de Alzheimer, que a atinge desde 2008. Uma foto postada recentemente por Lúcio mostrando a comovente cena rapidamente viralizou.

Junto da foto, um desabafo. “Já faz alguns anos que o maldito Alzheimer vai me roubando a minha amada companheira. E para que me sinta ao seu lado, minhas serenatas diárias. Tu és o meu melhor público”, escreveu o músico, que afirma que Sueli passa os dias na cama, chorando, precisando de ajuda para tudo – ela só para de chorar para lhe ouvi-lo cantar.

Suely tinha somente 52 anos quando a doença começou a se manifestar, e desde 2015 que já não consegue andar ou falar.

Acima, o casal à época que se conhecerem, e Sueli, abaixo, também nos anos 90

O amor do casal, no entanto, não se abala diante de tais curvas da vida e, apesar da dor, Lúcio – que largou a carreira para cuidar da esposa, mas já tocou com gigantes como Mercedes Sosa, Astor Piazzola e gravou um disco com seu discípulo Yamandu Costa – prefere cuidar da esposa. Ele costuma tocar canções do folclore pampeano e clássicos do sertanejo, as músicas que ela sempre gostou.

O casal com seu filho Pedro, na última viagem que fizeram juntos

Apesar de saber que a doença não tem cura, o músico espera que o sucesso da publicação – que 60 mil compartilhamentos – possa trazer melhorias para a qualidade de vida de Sueli. A foto foi tirada por Pedro, filho do casal.

 

Via: Hypeness

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filmes do Harry Potter vão ser reexibidos nos cinemas

Eles estão de volta! O canal Warner Channel divulgou em suas redes sociais que todos os oito filmes da saga ‘Harry Potter’ devem voltar às salas de cinema. A ação é em homenagem aos 20 anos do lançamento do primeiro filme, A Pedra Filosofal, em novembro de 2001. 

“Junte-se à celebração com maratonas durante todo o mês e prepare-se para compartilhar uma hora mágica”, escreveu no Twitter o canal, que pertence à WarnerMedia, conglomerado que também abriga a Warner Bros, produtora da franquia que marcou o início dos anos 2000. 

A projeção nos cinemas vai seguir a sequência dos filmes: 

  • Harry Potter e a Pedra Filosofal, 2001 
  • Harry Potter e a Câmara Secreta, 2002 
  • Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, 2004 
  • Harry Potter e o Cálice de Fogo, 2005 
  • Harry Potter e a Ordem da Fênix, 2007 
  • Harry Potter e o Enigma do Príncipe, 2009 
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1 (2010) e Parte 2 (2011) 

Ainda não foram divulgadas, porém, as datas das reexibições, nem as redes de cinema autorizadas a participar da comemoração. 

No último mês de agosto, a Warner Bros Home Entertainment já havia adiantado que A Pedra Filosofal ganharia uma nova versão comemorativa. 

Cinemateca reabre com programação gratuita

A Cinemateca de Curitiba anunciou sua reabertura ao público no dia 18 de novembro.

Para a data estão previstas duas programações especiais: uma exibição de filmes nacionais para o Mês da Consciência Negra, e a partir do dia 22, uma mostra de cinema japonês. Todas as sessões são gratuitas.

Confira a programação:

Barravento – 18 de novembro, 19h

Numa aldeia de pescadores de xaréu, cujos antepassados vieram da África como escravos, permanecem antigos cultos místicos ligados ao candomblé. A chegada de Firmino, antigo morador que se mudou para Salvador fugindo da pobreza, altera o panorama pacato do local, polarizando tensões.

Direção: Glauber Rocha

Classificação: 12 anos

Cartola – Música para os olhos – 19 de novembro, 19h

A trajetória de Cartola, um dos mais importantes músicos do samba brasileiro. O filme reflete sobre a construção da memória do país.

Direção: Lírio Ferreira, Hilton Lacerda

Classificação: 10 anos

Xica da Silva – 20 de novembro, 16h

Na segunda metade do século 18, a escrava negra Xica da Silva torna-se o centro das atenções no Distrito Diamantino, onde estão as minas mais ricas do país. Joao Fernandes, representante da Coroa Portuguesa, apaixona-se por Xica e a transforma na Rainha do Diamante, satisfazendo todos os seus desejos extravagantes. Alertado pelos inimigos do casal, o rei de Portugal manda um emissário a fim de impedir que cresça o poder de Xica na colônia.

Direção: Carlos Diegues

Classificação: 16 anos

POP IN Q – 22 de novembro, 19h

Jovens garotas se levantam contra uma crise global neste desenho de fantasia. Isumi, encontra uma “pedra do tempo” no mar. Quando ela pega o fragmento, um mundo desconhecido se abre a sua frente e ela se encontra com um ser desconhecido chamado Pokon.

Direção: Naoki Miyahara

Classificação: livre

Dad’s lunch box – 23 de novembro, 19h

Baseado em uma história real, que foi re-tweetada mais de 80 mil vezes e curtida por mais de 260 mil pessoas. Um Pai que fez a marmita da filha todos os dias durante os três anos do Ensino Médio, e a filha, Midori, que comeu a marmita feita pelo seu pai, todos os dias do Ensino Médio. No último dia de aula, ao abrir sua última marmita, ela encontra uma foto da primeira e uma carta de seu Pai.

Direção: Masakazu Fukatsu, Toshimi Watanabe, Rena Takeda

Classificação: livre

Strawberry song – 24 de novembro, 19h

Romance adolescente inspirado por uma música da banda de rock Ging Nang Boyz, escrito pelo popular roteirista Yoshikazu Okada. O amigo de infância de Kota, Shinji, morreu em um acidente de trânsito protegendo Chika, que ambos reverenciavam como “deusa da Via Láctea”. Dez anos depois, Kota e Chika se encontram aleatoriamente no Festival de Tanabata.

Direção: Shintaro Sugawara

Classificação: livre

The Tokyo night sky is always the densest shade of blue – 25 de novembro, 19h

Adaptação de filme da coleção de poesia O céu noturno de Tóquio é sempre da cor mais densa de azul, do poeta Tahi Saihate. Mika é uma enfermeira que equilibra seu trabalho lidando com a morte dos pacientes com um bico em um bar de garotas. Shinji, que trabalha como temporário em um canteiro de obras, sai com Tomoyuki e seus amigos e conhece Mika, em seu local de trabalho.

Direção: Yuya Ishii

Classificação: livre

For love’s sake – 16 de novembro, 19h

Drama sobre uma estudante universitária e seu amadurecimento frente à produção de saquê em Saijo, região oeste da cidade de Hiroshima, um dos três principais locais de produção de saquê do Japão. Shiori é aluna de uma universidade agrícola em Tóquio, e deseja estagiar em uma vinícola, mas contra seus desejos ela é alocada em uma produtora de saquê em Saijo.

Direção: Naoki Segi

Classificação: livre

Parks – 27 de novembro, 14h

A estudante do ensino médio Haru aparece na casa de Jun, uma universitária que mora perto do Parque Inokashira. Haru leu uma carta da ex-namorada do falecido pai e encontrou o local baseando-se no endereço na carta e uma foto de cinquenta anos atrás. Depois desse improvável encontro, Jun e Haru vão procurar a ex-namorada e acabam encontrandoo neto dela, Tokio. Ao revirar os pertences da falecida ex- namorada, eles encontram uma fita contendo uma música inacabada nas vozes dos falecidos e decidem terminar a música.

Direção: Natsuki Seta

Classificação: livre