Feirantes de Curitiba doam 1,5 tonelada de alimentos não perecíveis

Feirantes de Curitiba entregaram, nesta sexta-feira (8/5), 1,5 tonelada de alimentos não perecíveis para o programa Mesa Solidária da Prefeitura. Os produtos serão usados no preparo dos lanches distribuídos a pessoas em situação de rua. Além disso, a partir da próxima terça-feira (12/5), comerciantes das feiras da capital também vão participar de um projeto piloto de doação de hortifrutigranjeiros para o Mesa Solidária.

Lançado no fim de 2019, o Mesa Solidária é uma ação conjunta de vários órgãos do município, como Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Fundação de Ação Social (FAS) e Secretaria Municipal de Defesa Social, que cedem espaços e apoio logístico, com instituições religiosas, organizações não-governamentais (ONGs) e movimentos de apoio às pessoas em situação de rua, que adquirem, preparam e servem os alimentos.

O secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, parabenizou os comerciantes das 89 feiras da capital pela iniciativa de fazer a doação dos alimentos.

“Apesar da queda das vendas os feirantes durante a pandemia, eles tiveram a solidariedade despertada e se uniram para fazer a aquisição dos itens”, afirmou o secretário.

As marmitas e lanches do Mesa Solidária são servidos gratuitamente, no contraturno, nos restaurantes populares do Capanema (das 19h às 21h) e da Matriz (das 16h às 18h). O atendimento é feito por equipes da Prefeitura e voluntários das 30 instituições parceiras. Atualmente, são servidos 750 lanches e marmitas diariamente para pessoas em situação de rua.

Sensibilização

Gusi contou que, desde abril, a Prefeitura tem feito um trabalho de sensibilização dos feirantes para a importância de toda a comunidade apoiar o Mesa Solidária, que oferece dignidade às pessoas em situação de rua, ao ofertar alimentação com qualidade em espaços limpos e mais confortáveis.

“Os comerciantes conheceram o programa e, antes mesmo de começarem a fornecer hortaliças e verduras para as refeições, tomaram a iniciativa de comprar os alimentos não perecíveis para a doação”, recordou. Foram entregues itens como macarrão, fubá, trigo, óleo e feijão. Este último, inclusive, produção dos próprios feirantes.

Com bancas nas feiras noturnas e gastronômicas da capital, Oswaldo Brasil afirmou que todos os comerciantes estão mobilizados para ajudar o município a reduzir os impactos da doença junto à população mais carente. “A gente conheceu o trabalho da Prefeitura e das entidades parceiras que estão no Mesa Solidária e estamos conscientes da importância de apoiar”, observou o feirante.

Voluntária do Terreiro Vovó Benta, Luciane Macedo contou que os alimentos doados pelos feirantes são fundamentais para a continuidade do preparo dos lanches fornecidos nos restaurantes populares. “Antes, estávamos conseguindo os alimentos com as doações voluntárias feitas pelas pessoas atendidas por nossas terapias. Mas com a pandemia, os tratamentos foram suspensos e dependemos de ações solidárias como dos feirantes”, explicou. Desde o fim do ano passado, o Terreiro Vovó Benta participa do Mesa Solidária.

Hortifrútis

A partir das próxima terça-feira (12/5), os feirantes de Curitiba também participam de um projeto-piloto de doação de hortifrutigranjeiros que perderam o padrão comercial para o Mesa Solidária. Serão hortaliças, legumes e verduras com algum tipo de ‘machucadinho’, além de folhas e talos descartados pelo consumidor na hora da compra, mas que são muito ricos em nutrientes. O projeto-piloto começa pela Feira do Rebouças, que ocorre das todas as terças, das 7h às 11h30, na Rua Nunes Machado.

Segundo Gusi, a parceria do Mesa Solidária com os feirantes da Feira do Rebouças segue a missão da Prefeitura de reduzir o desperdício e promover o aproveitamento integral dos alimentos. “Precisamos entender que alimento não é lixo. Não podemos jogar comida fora enquanto tanta gente passa fome”, comentou o secretário. Ele prevê que, nos próximos meses, outras feiras também façam doação de hortifrútis ao programa. Curitiba conta com feiras livres diurnas, livres noturnas, gastronômicas e orgânicas.

Pista Municipal de BMX recebe novas bicicletas para aulas gratuitas

A Pista Municipal de BMX da Prefeitura, no Parque Olímpico do Cajuru, recebeu novas bicicletas e equipamentos para serem usados nas aulas gratuitas de BMX do projeto Escola+Esporte=10 (EE10). Foram entregues, nesta quinta-feira (21/10), 31 novas bicicletas e 20 capacetes.

Os equipamentos foram comprados com recursos do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comtiba) da Fundação de Ação Social (FAS). 

A pista com padrões internacionais foi inaugurada em junho e desde o início de agosto oferece aulas gratuitas para crianças e adolescentes do projeto EE10 e para a comunidade aos fins de semana. 

Para participar, os interessados devem conferir turmas e horários disponíveis no portal Curitiba em Movimento e também disponível no Curitiba App. Informações sobre horários de aulas também podem ser conseguidos pelo telefone do Núcleo Regional do Cajuru da Smelj, no 3221-2353, ou pelo 3221-2484.

A entrega das novas bicicletas foi acompanhada pelo vice-prefeito Eduardo Pimentel, e pelo secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Emilio Trautwein. 

Parque Olímpico do Cajuru

O endereço do Parque Olímpico do Cajuru é Rua Rivadávia Fonseca de Macedo, 510, Cajuru. Além da Pista Municipal de BMX, o complexo esportivo conta com campos de futebol de areia, de rua e americano, quadra de futebol de salão, academia ao ar livre, área de treinamento de atletismo, um estádio municipal de beisebol e softbol, pista de caminhada e canchas de voleibol.

Nissei vai aplicar vacinas contra a H1N1 gratuitamente a partir dessa quinta-feira (21)

Nessa quinta-feira (21), a Rede de Farmácias Nissei inaugura mais uma sala de Serviços Avançados Nissei (SAN). A unidade está localizada no Ventura Shopping. Para marcar a data, a Nissei vai aplicar gratuitamente 1.674 doses de vacinas tetra contra a gripe H1N1. Além da nova sala do Ventura, a aplicação também poderá ser feita nas farmácias 24h dos bairros Bacacheri, Hauer, Portão e Seminário

Os interessados devem se cadastrar e agendar um horário no site da Nissei (https://www.farmaciasnissei.com.br/influenza-tetra-gripe-influvac-tetra), escolhendo a loja onde será realizada a imunização. 

A vacina tetraviral do vírus Influenza tem indicação de aplicação anual, pois o imunizante passa por atualização constante, realizada por conta das cepas variantes. Pessoas acima dos seis meses de idade, sem restrição, podem receber a vacina.