Em Curitiba, 70% dos estudantes optaram pelo formato presencial das aulas

“Prefiro vir para a escola, aqui é mais legal, tenho a professora e os meus amigos”. A declaração do estudante Douglas Paraná Sano, do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Nynpha Maria da Rocha Peplow (Vista Alegre), resume o sentimento da maioria das crianças. Douglas, que já frequentava a escola no formato híbrido desde agosto, ficará no 100% presencial.

A partir de segunda-feira (27), todos os estudantes que estavam no formato híbrido (grupos A e B se alternando semanalmente nas unidades) podem ir todos os dias para a unidade.

A rede municipal de ensino tem 185 escolas e 230 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Setenta por cento das famílias optaram pelo presencial e os outros 30% ficarão no remoto, com videoaulas da TV Escola Curitiba e os kits pedagógicos.

“Adoro educação física e literatura, estou muito contente na escola”, completou Douglas.

Escolas estão preparadas para receber mais estudantes a partir do dia 27/09. Curitiba 23/09/2021. Na imagem: Douglas Paraná Sano, aluno da Escolal Nympha Maria Da Rocha Peplow. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, esteve na unidade nesta quinta-feira (23/9) e reiterou aos estudantes a importância de continuar respeitando os protocolos sanitários. “Não abraçar na hora de cumprimentar, respeitar o distanciamento, usar sempre a máscara, lavar as mãos, usar álcool gel, tudo isso continua sendo fundamental e precisamos da colaboração de todos”, reforçou Maria Sílvia.

A diretora Graciela Gomes disse que os cuidados já foram bem assimilados pela comunidade escolar. Na unidade, 98% dos 430 estudantes frequentarão o presencial. “Desde o retorno para o híbrido todos estão bem conscientes dos cuidados”, relatou a diretora.

Para as crianças da educação infantil, os cuidados também seguem da mesma maneira: aferição de temperatura na entrada, limpeza dos pés no tapete sanitizante, higienização das mãos, horários escalonados de intervalo e para as refeições.

No CMEI Vereadora Nely Almeida, na região central, a diretora Fabiane Ferreira explicou que as crianças já estão habituadas ao uso das máscaras, que são trocadas regularmente. “Também fazemos as refeições de maneira intercalada, com horário total mais longo para o almoço, para que haja distanciamento no refeitório”, contou.

A secretária frisa que quem decidir trocar de formato precisa comunicar a direção da unidade onde a criança está matriculada.

Escolas estão preparadas para receber mais estudantes a partir do dia 27/09. Curitiba 23/09/2021. Na imagem: Escolal Nympha Maria Da Rocha Peplow. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

“A mudança de formato é possível. Queremos que todos se sintam seguros e preferencialmente frequentem as unidades. Lugar de criança é na escola”, destacou Maria Sílvia.

A decisão de retomar o formato 100% presencial levou em conta os resultados do monitoramento feito nas unidades desde o retorno às aulas no formato híbrido, no início de agosto.

Ao longo desse período, foram avaliados o cumprimento efetivo dos protocolos sanitários e o baixo número de casos confirmados da covid-19 entre profissionais, crianças e estudantes.

Todas as unidades receberam os equipamentos e cuidados necessários para um retorno seguro. Foram entregues máscaras, face shields, totens de álcool em gel, tapetes sanitizantes e aventais, além dos serviços de sanitização que periodicamente são realizados pela Prefeitura de Curitiba.

Principais cuidados:

– uso obrigatório de máscara para profissionais e estudantes

– totens e frascos de álcool gel disponíveis

– horários de entrada, saída, refeições e intervalos escalonados para evitar aglomerações

– interdição de bebedouros coletivos

– desinfecção de mobiliário e materiais em geral com álcool 70%

Saiba mais sobre o coronavírus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.

Uber lança opção para pagar mais e ‘furar a fila’ em Curitiba

A Uber lançou nesta quinta-feira (14) uma modalidade que permite ao usuário pagar mais e furar a fila de espera para viagens. Chamado de Prioridade, o recurso é válido em Campinas (SP), Curitiba (PR) e Belém (PA).

A opção visa dar mais ganhos a motoristas e a possibilidade de embarques mais rápidos a usuários. A medida é anunciada em um momento de crise para os motoristas cadastrados. Além da alta nos combustíveis, outros custos de manutenção também encareceram a atividade.

As viagens com esse recurso custarão um pouco mais do que as do UberX, categoria mais barata do aplicativo, e neste momento acontecerão nas regiões centrais das cidades, onde a espera pelo embarque tem sido mais longa nas últimas semanas.

“Como acontece no fim do ano, e com a maior flexibilização das medidas restritivas de combate à Covid-19, a tendência é de que haja um aumento no número de solicitações de viagens e que o uso da plataforma seja ainda mais constante”, diz a empresa.

Usuários interessados devem acessar o aplicativo, colocar a partida e o destino e escolher a opção Prioridade. Não é preciso baixar um novo aplicativo. O horário de funcionamento não é fixo, acompanha a dinâmica de movimentação da cidade.

A Uber tenta dinamizar o app após reclamações de espera de passageiros e de má remuneração aos motoristas. Cerca de 1.600 deles foram excluídos da plataforma recentemente por cancelarem viagens após já as terem aceitado.

Há cerca de um mês, a empresa reajustou o repasse para o motorista em até 35% para viagens UberX, a categoria mais popular do aplicativo, na região metropolitana de São Paulo. Os ganhos dependem do horário e do local em que o motorista atua, segundo a empresa.