Ebanx contratará 200 novos funcionários até o fim do ano

A startup curitibana Ebanx – primeiro “unicórnio” do Vale do Pinhão e do Sul do País – vai contratar 200 novos funcionários até o fim do ano. O anúncio foi feito por Alphonse Voigt, cofundador e CEO da fintech que acaba de entrar na lista das empresas de tecnologia avaliadas em mais de US$ 1 bilhão, chamadas de unicórnios.

Prefeito Rafael Greca recebe os sócios do Banco Ebanx em seu gabinete. – Curitiba, 17/10/2019 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

“Deveremos fechar o ano com 800 colaboradores”, revelou o executivo, durante encontro com o prefeito Rafael Greca, na quinta-feira (18/10). Atualmente, o Ebanx tem 600 empregados, a maior parte na capital.

“É um orgulho para Curitiba ter um dos nove unicórnios do Brasil e um dos 340 do mundo. O Ebanx é símbolo da vitória do trabalho e da criatividade”, afirmou o prefeito. Até o momento, todas as empresas do país que chegaram à marca eram de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Greca destacou ainda que a startup curitibana é exemplo para todo o Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação para levar o desenvolvimento sustentável para toda a cidade.

 “A partir da nossa Curitiba, Ebanx criou uma solução de pagamento única no mundo e, por isso, está conquistando não só o mercado brasileiro, mas de vários países da América Latina”, disse o prefeito.

Líder em serviços de processamento de pagamentos, o Ebanx é conhecido por uma solução que ajuda empresas estrangeiras como Airbnb, Spotify e Aliexpress a vender no Brasil e América Latina com pagamentos em moeda local, principalmente, por boleto bancário. Seu público-alvo são consumidores que não conseguem comprar produtos e serviços de empresas internacionais por não terem cartão de crédito.

O Ebanx passou a ser um unicórnio após receber recursos do FTV Capital, fundo de investimento do Vale do Silício (EUA). Mas Voigt contou para Greca que, atualmente, o Ebanx é a única startup unicórnio do Brasil ainda controlada por seus fundadores, que detém 75% da companhia. Hoje, a empresa curitibana tem como sócios, além de Voigt, Wagner Ruiz, João Del Valle e André Boaventura.

Crescimento

Com previsão de dobrar o volume de processamento este ano em relação a 2017, para mais de US$ 2 bilhões, o Ebanx decidiu tomar o aporte para acelerar seu crescimento, reforçando o time em Curitiba e outros escritórios, nas áreas de vendas, marketing e TI, e a expansão para mais mercados da América Latina.

Também participaram do encontro André Boaventura, sócio e diretor de Marketing do Ebanx; o vereador Pier Petruzziello, líder do Governo na Câmara Municipal; Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento; Ana Cristina de Castro, presidente da Fundação Cultural de Curitiba; e Luiz Fernando de Souza Jamur, secretário municipal de Governo e presidente do Ippuc.

 

Via: Prefeitura de Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leão do Zoológico de Curitiba morreu na manhã desta segunda-feira

O Zoológico de Curitiba amanheceu triste nesta segunda-feira (3/8). O leão Simba, que chegou ainda filhote ao zoo há 18 anos e já havia ultrapassado a expectativa de vida da espécie fora da natureza, morreu nesta manhã com sinais de senilidade.

De acordo com as informações da equipe técnica, recentemente o animal vinha apresentando problemas nas articulações, tinha dificuldade para se locomover e estava sob medicação para dor. 

“Leões vivem 13 anos na natureza e dificilmente ultrapassam os 18 quando estão fora dela, como aconteceu com o Simba”, lembrou o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo. 

Simba marcou presença no Zoo de Curitiba por bastante tempo e, como um dos moradores prediletos do local, ajudou a equipe de Educação para a Conservação da Fauna a ensinar diversos curitibinhas como ninguém.

Em março deste ano, foram comemorados os 18 anos da chegada dele ao zoo, ainda filhote. Ele foi resgatado de uma residência, onde era tratado como animal de estimação, em condições nada adequadas para a espécie. 

“Ele foi entregue para os cuidados da nossa equipe bastante debilitado, com problemas metabólicos e dermatológicos severos e se recuperou de modo admirável”, observou Evaristo.    

Simba deixa as filhas Leona e Nala, leoas que já nasceram fora da natureza e completam 14 anos em outubro deste ano.

“Não dava para ver nada na pista”, disse motorista que passou minutos antes pelo local do acidente

O grave acidente que aconteceu nesta noite de domingo, em frente ao Motel Lenoage – na BR-277, causou 30 vitimas ao total, 7 mortos e o restante feridos. INFORMAÇÃO ATUALIZADA LOGO ABAIXO

Entramos em contato com Henrick Loyola, colaborador aqui do Portal, e nos disse que passou pelo local minutos antes da primeira batida da tragédia. Às 22h09 sua esposa entrou em contato, via telefone, com a concessionária da BR-277 e alertou sobre a situação da fumaça. “Não dava para ver nada na pista. A fumaça era muito densa. Carro com luz acesa normalmente e não conseguíamos ver nada antes de meio metro à nossa frente” – disse Henrick.

Segundo relatos, o acidente aconteceu por volta das 22h30.

Ao todo o acidente fez 30 vítimas. Dessas 30 vítimas, 7 morreram no local. Duas vítimas foram socorridas em estado grave. Cinco vítimas foram socorridas com lesões sem risco de morte e 16 pessoas sofreram ferimentos leves.

Plantão 190

FOTO: BANDA B