Curitibanos fora de Curitiba #1

a

Curitibanos fora de Curitiba #1

Eeee aí, galera! Beleza?!

Bom, como postamos que haveria novidades no blog, aqui estou para começar a série ‘Curitibanos fora de Curitiba’.

Esse espaço consiste em mostrar Curitibanos que por ventura não estão na nossa linda capital, sua história, o que as pessoas de fora pensam sobre o Brasil/Curitiba e o que mais for relevante.

#1
E então, pra começar, vou contar um pouco sobre mim, afinal, como vocês sabem, eu sou um desses Curitibanos que não mora em Curitiba! Aí vai:

Em 19 de agosto de 2012 eu me despedi da minha linda cidade natal para iniciar uma nova fase da minha vida: um período de estudos aqui na Alemanha. Foi um pouco difícil saber que eu passaria um longo período longe da minha família e dos meus conhecidos, mas tudo isso é/foi bom em um certo ponto.

Meu plano, no início, era fazer aqui 1 de estudos e talvez mais outro de estágio, pois era esse o acordo entre minha universidade no Brasil (UTFPR) e a universidade aqui na Alemanha. O começo da minha jornada eu já postei AQUI, sugiro que vocês leiam. 🙂 Poooorém, no final do ano, eu consegui uma bolsa beeem generosa do governo para 1 ano de estudos aqui na mesma cidade onde eu já morava. Apesar de não querer passar mais tanto tempo fora do Brasil, foi uma oportunidade que não pude deixar passar, então me organizei e fui passar férias de 1 mês no Brasil, pra matar a saudade, comemorar e celebrar o Natal/Ano novo junto a minha família e amigos.

Em janeiro embarquei de volta para Alemanha, como vocês devem ter visto AQUI, pra ficar até fevereiro ou março de 2014 longe da terrinha.

Em janeiro aqui tava frio pra caramba, e como eu estava estudando bastante, eu não tinha muita vontade e nem muito tempo para ficar viajando e saindo. Então o jeito era juntar a galera e começar a experimentar todos os tipo de bebidas por aqui…

Curitibanos fora de Curitiba Curitibanos fora de Curitiba

E mesmo assim quando dava, eu dava uma viajada com o pessoal que, surpreendentemente, são muito legais! (Sou o do meio ali, hahahaha)

Curitibanos fora de Curitiba

Em março começou o semestre pra valer, e com o calendário da faculdade em mãos, pude planejar algumas viagens. Depois de já ter visitado a República Tcheca, Inglaterra, Holanda e Bélgica, como vocês viram AQUI, resolvi dar mais uma conhecida pelo leste europeu, onde, apesar de muitas sequelas ainda da guerra, encontram-se muitos lugares bonitos. Visitei a Áustria, Eslováquia e Hungria:

Curitibanos fora de Curitiba Curitibanos fora de CuritibaCuritibanos fora de Curitiba

Posso não aparentar nas fotos, mas eu estava muito feliz quando elas foram tiradas! Hahahahahahahaha

Ah, e se liguem nessa:

Curitibanos fora de Curitiba

Sim, eu achei um ônibus anfíbio! Foi lá em Budapeste, no rio Danúbio. Seria suuuuuuuuuuuuper útil em Curitiba, não?! Hahahahahaha

Bom, passei um pouco da minha história e experiências aqui no e espero que vocês que estão na mesma situação, no Brasil ou não, também possam compartilhar comigo e com os outros leitores do blog.

Então, se você quer compartilhar algo conosco para postarmos aqui, mande-nos um e-mail no busaocuritiba@hotmail.com e ficaremos muito felizes em publicar!

Vaaaaaaleu!

0 Comments

  1. Minha historia e quase a mesma. Vim para os EUA para fazer um ano de ingles, para dar uma melhorada, uma vez que fiz pos em marketing e os livros eram em ingles e meu ingles era muito basico pra isto. Sofri demais. Ai entao voltaria para o doutorado. Conheci meu marido e acabei ficando por aqui.

  2. Minha historia e quase a mesma. Vim para os EUA para fazer um ano de ingles, para dar uma melhorada, uma vez que fiz pos em marketing e os livros eram em ingles e meu ingles era muito basico pra isto. Sofri demais. Ai entao voltaria para o doutorado. Conheci meu marido e acabei ficando por aqui.

  3. Minha historia e quase a mesma. Vim para os EUA para fazer um ano de ingles, para dar uma melhorada, uma vez que fiz pos em marketing e os livros eram em ingles e meu ingles era muito basico pra isto. Sofri demais. Ai entao voltaria para o doutorado. Conheci meu marido e acabei ficando por aqui.

  4. Entao eu moro tb na Alemanha tb sou de curitiba mas estou longe de a 6 anos ja , moro em uma pequena cidade aki no comeco senti muita falta da nossa curitiba mas confesso q amo esse pais aki e nao o deixo mais por nada……… Gostaria de saber em qual cidade aki vc mora quem sabe estamos prto e nem sabemos? Q tal manter contato?! Bjsss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Porks inaugura na Av. Salgado Filho com 200 chopes grátis neste sábado

Além do chope grátis para os primeiros 200 clientes, o bar vai transmitir a final da Libertadores

Sucesso em todo o país, o Porks – Porco & Chope, franquia de pubs especializada em carne suína, vai inaugurar uma nova loja em Curitiba, desta vez na principal avenida do bairro Uberaba, a Senador Salgado Filho, neste sábado, dia 27 de novembro. Para marcar a abertura da unidade, a casa preparou uma ação bem especial: vai distribuir gratuitamente 200 Chopes Pilsen (300ml).

Para participar da promoção é bem fácil. A partir das 15h, os 200 primeiros clientes que chegarem no local receberão uma senha que dará direito a 1 Chope Pilsen (300ml), limitado a um copo por pessoa. A nova unidade da rede Porks contará, ainda, com 12 torneiras de chope artesanal, com rótulos de cervejarias locais e nacionais, com valores a partir de R$ 8.

Além do chope grátis, a unidade vai transmitir a final da Libertadores da América, entre Palmeiras e Flamengo, a partir das 17h, em duas TVs na área externa do bar. Após o jogo, Lely Quinn e seu duo farão uma apresentação ao vivo com um repertório recheado de hits dos anos 70, 80 e 90 do pop e do rock internacional. Para finalizar, o público poderá se deliciar com diversas opções de sanduíches e petiscos que têm carne de porco como grande estrela, com preços a partir de R$ 12.

A unidade Porks – Salgado Filho vai funcionar a partir de amanhã, dia 27 de novembro, na Av. Senador Salgado Filho (nº 3846), no bairro Uberaba. Mais informações no perfil oficial da unidade no Instagram (@porkssalgadofilho).

Prefeitura faz leilão eletrônico de veículos e sucatas

Na terça-feira (30/11), das 9h às 10h30, a Secretaria Municipal de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (SMAP) vai realizar um leilão eletrônico de 49 itens da Prefeitura classificados como veículos e sucatas. Serão leiloados caminhões, ônibus, rolos compactadores, ambulâncias, uma pá carregadeira e um furgão.

Para participar, os interessados deverão fazer o cadastro no Sistema de Registro Cadastral do Município de Curitiba e aceitar os termos de uso do portal de compras da Prefeitura. Os lances serão abertos no site do e-compras.

Quem pretende participar do leilão pode conferir os requisitos para participação de pessoas físicas ou jurídicas através do edital. Em caso de dúvidas, os interessados deverão entrar em contato pelos telefones: 3350-9142, 3350-9077 e 3350-9115.

Os lances mínimos variam de R$ 100 até R$ 15.000, dependendo do item e do estado em que se encontra. Os veículos e sucatas a serem leiloados estão espalhados pelos pátios da Prefeitura, e podem ser vistos pelos interessados,  desde que a visita seja agendada previamente.

Prefeitura realiza leilão eletrônico de veículos e sucatas. Foto: Divulgação

Os bens deverão ser vistoriados até 17h de sexta-feira (26/11). Para agendar uma visita, é necessário entrar em contato com o gestor do leilão, Marcos Aurélio Guimarães, através do telefone 3350-9975.

Os itens disponíveis resultam da ação da zeladoria municipal nos equipamentos próprios, desenvolvida pelos responsáveis pelo transporte oficial das diversas secretarias, em conjunto com a Diretoria de Gestão do Patrimônio Público e Diretoria de Gestão de Serviços da Smap.

Os arrematantes, as pessoas que vencerem o leilão, terão o prazo de cinco dias úteis para o pagamento dos bens adquiridos, a partir da emissão da guia de recolhimento (GR) que será enviada ao e-mail dos vencedores.

Depois do pagamento, o gestor do leilão vai liberarar os itens vendidos, e o os arrematantes terão o prazo de sete dias após a liberação para retirá-los, com a apresentação da guia de recolhimento quitada.