Coritiba anuncia a demissão do técnico Eduardo Barroca

Publicidade
Publicidade

O Coritiba anunciou a demissão do técnico Eduardo Barroca à frente da equipe. Além do treinador, o diretor de futebol Rodrigo Pastana também foi demitido.

Foto: (Gabriel Machado/Agif)

Barroca deixa o Coritiba após 11 vitórias, três empates e oito derrotas, deixando um saldo de 54% de aproveitamento.

Leia também: Wilson brilha, mas Coritiba perde para o Corinthians e segue na lanterna

O alviverde ocupa a lanterna da competição sem nenhum ponto conquistado. Nome do ex-treinador Jorginho é favorito a ocupar o cargo de novo treinador da equipe.

Na sua opinião, qual seria o melhor nome para assumir o cargo? Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Athletico-PR embala na Série A e impede líder Atlético-MG de disparar

Publicidade
Publicidade

O Athletico-PR emplacou a terceira vitória consecutiva pela Série A do Campeonato Brasileiro. Pior para o Atlético-MG, que perdeu a chance de disparar na liderança da competição. Nesta quarta-feira (18), debaixo de muita chuva em boa parte do jogo, o Furacão aproveitou os vários desfalques do Galo por conta da covid-19 e venceu por 2 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte.

O duelo valeu pela sétima rodada do torneio nacional. A partida estava inicialmente marcada para 29 de agosto, mas teve de ser adiada porque, no dia seguinte, o Atlético-MG teria pela frente a final do Campeonato Mineiro. Apesar de permanecer na ponta, com dois pontos de vantagem para o vice-líder Internacional, o time alvinegro possui agora o mesmo número de jogos que os principais concorrentes ao título. Já o Athletico-PR ganhou cinco posições e aparece em 10º, com 25 pontos.

A equipe mineira foi a campo com oito desfalques por conta da covid-19. O técnico Jorge Sampaoli e seu auxiliar, Jorge Desio, também foram contaminados e não puderam comparecer ao Mineirão. Leandro Zago, treinador do time sub-20, dirigiu o Galo nesta quarta-feira. O Galo tentou manter a postura agressiva que lhe é peculiar, mas falhou ao não ser criativo como de costume – e pagou por isso.

O Furacão, que não tinha nada a ver com os problemas do adversário, criou as melhores chances do primeiro tempo e foi para o intervalo em vantagem. O volante Christian recebeu do meia Fernando Canesin e abriu o placar aos 34 minutos. Já aos 45, o meia Nikão finalizou da entrada da área e contou com um desvio no zagueiro Bueno para ampliar o marcador para a equipe paranaense.

O cenário do jogo não mudou na etapa final. O Atlético-MG assustou em finalizações do lateral Guilherme Arana – que estava com a seleção brasileira até terça-feira (17) – e do atacante Eduardo Sasha, mas parou no goleiro Santos. Nos demais chutes, faltou pontaria. Com o rival desorganizado, o Athletico-PR controlou a pressão e só não chegou ao terceiro gol porque o goleiro Everson fez duas boas intervenções em arremates de fora da área.

O Furacão volta a jogar pelo Brasileiro neste sábado (21), às 19h (horário de Brasília), com o Santos, na Arena da Baixada, pela 22ª rodada da competição. No domingo (22), o Atlético-MG enfrenta o Ceará na Arena Castelão, em Fortaleza, às 16h.

Confira a tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.

Athletico perde no Maracanã para o Flamengo e está fora da Copa do Brasil

Publicidade
Publicidade

Athletico perdeu no Maracanã para o Flamengo, nesta quarta-feira (4), por 3 a 2, com um placar agregado de 4 a 2. Os gols foram marcados por Pedro (duas vezes) e Michael para o Mengão e no lado do Furacão, Erick e Bissoli descontaram. Esta é a quinta derrota seguida do Athletico entre Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil. Com o resultado Furacão é eliminado nas oitavas de final da Copa nacional e o Flamengo segue para as quartas de final da competição.

O jogo

Nos minutos iniciais, o Athletico começou a partida se segurando e sofrendo a pressão do Flamengo. Gerson e Everton Ribeiro trouxeram as primeiras ameaças à meta do goleiro Santos, que executou as defesas. Apesar da filosofia de jogo de Paulo Autuori passar pela posse de bola, o Furacão não conseguiu se manter com o domínio das jogadas.

Na construção da jogada, o lateral Matheuzinho, que subiu pela direita e encontrou Pedro dentro da área, surgiu o gol do Flamengo. O atacante recebeu na grande área, com cinco marcadores athleticanos em volta, fez o giro e mandou no ângulo do gol.

Aos 34 minutos, praticamente uma repetição da primeira jogada, Matheuzinho subiu pela direita, Everton Ribeiro distribuiu, Pedro recebeu dentro da área e tocou para dentro da meta.

Após a saída de Lucho, Ravanelli participou da primeira jogada que deu origem ao lance com Erick, o jogador invadiu a grande área e arriscou, mandando no ângulo e fazendo um golaço, o seu primeiro na temporada de 2020.

Na descida para o intervalo, Paulo Autuori conversou com o elenco que voltou um pouco mais esperto na partida. Sem alterações, o time conseguiu buscar mais jogadas e aumentou a posse de bola, mas sem trazer perigo a meta do goleiro Hugo Souza.

Desta forma, quem não faz leva, e nessa busca Thiago Maia conseguiu buscar o ângulo direito de Santos e marcou, mas após revisão do VAR, o lance foi impugnado porque Isla estava à frente da linha. Mas três minutos depois, com facilidade, o Flamengo chegou até a grande área e no rebote do goleiro Santos, Michael apareceu livre só para completar para a meta, ampliando a vitória para 3 a 1.

Informações Banda B.