Wilson brilha, mas Coritiba perde para o Corinthians e segue na lanterna

O Coritiba viajou até São Paulo para enfrentar o Corinthians, na Arena. A equipe de Eduardo Barroca lutou, mas saiu derrotada mais uma vez.

A partida válida pela 4º rodada do Brasileirão começou com boas chances para os dois, exigindo dos goleiros. Porém, as coisas começaram a complicar para o Coxa quando Yan Sasse foi expulso aos 15′ da primeira etapa por agressão.

Para piorar, minutos depois o árbitro marcou pênalti para o timão – muito contestados pelos jogadores do Coritiba.

Jô bateu e Wilson defendeu – após sinalização do VAR, árbitro mandou repetir a cobrança pois o arqueiro alviverde teria se adiantado. O atacante corinthiano foi para a bola e Wilson brilhou novamente!

A partir daí, o jogo foi ataque contra defesa e em chute de longe Léo Natel abriu o placar.

O Coritiba conseguiu o empate 5 minutos depois com Sassá em cruzamento da esquerda.

No segundo tempo, os donos da casa começaram com tudo e logo aos 3′ minutos, Jô se redimiu dos pênaltis perdidos e colocou o Corinthians de novo a frente.

Já no final do jogo, Mosquito recebeu passe e selou a vitória dos corinthianos.

Com a derrota, a equipe do Coritiba segue na lanterna da competição sem nenhum ponto conquistado. O próximo compromisso da equipe é contra o Bragantigo-SP fora de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anderson Silva fará sua última luta neste sábado (31)

Neste sábado (31), Anderson Silva fará sua última luta no octógono, contra o lutador Uriah Hall no #UFCVegas12

Anderson Silva ou Spider, como é conhecido mundialmente, é um dos grandes astros do MMA e confirmou que amanhã após sua luta contra Uriah Hall ele estrará oficialmente aposentado. A luta de despedida do UFC vai ocorrer em Las Vegas.

Anderson tem um legado de 45 lutas, com 34 vitórias (22 por nocaute), dez derrotas e uma que terminou sem resultado. Campeão dos pesos médios (até 84kg) por sete anos, entre 2006 e 2013. E vai encerrar sua carreira sendo considerado como um dos maiores atletas do MMA em todos os tempos.

Apesar de ter nascido em São Paulo, Anderson foi criado em Curitiba. Mudou-se para capital aos 4 anos de idade e foi aqui que começou sua trajetória. Com 5 anos começou treinar Taekwondo, esporto no qual foi faixa preta aos 18 anos. No Muay Thai, Anderson foi segundo faixa preta formado pelo Mestre Fábio Noguchi, também em Curitiba.

Assista a luta ao vivo no Canal Combate, a partir das 17, no sábado (31).

Flamengo vence Athletico e larga bem na Copa do Brasil

Na Arena da Baixada, a noite desta quarta (28) foi de reencontro de rubro-negros. Athletico Paranaense e Flamengo fizeram a partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil desta temporada. O confronto foi uma reedição das quartas de final do torneio de 2019, que teve a classificação do Furacão, e da final da Supercopa de 2020, com o título da equipe carioca. 

Dessa vez o Flamengo saiu na frente mesmo sem forçar muito o ritmo. Até os 19 minutos, quando marcou o gol, o jogo era todo do time do Rio de Janeiro. Quem abriu o placar foi Bruno Henrique, que alcançou a marca de 50 gols com a camisa do Flamengo e fez o décimo quinto na temporada. 

A jogada começou com um cruzamento do lateral-direito Isla. A bola foi na cabeça do centroavante Pedro. Ele dividiu com o goleiro Santos, a bola foi na trave e caiu no pé do Bruno Henrique que só empurrou para o gol vazio. À frente no placar, o Flamengo administrou a partida. A primeira chegada relativamente perigosa dos donos da casa aconteceu aos 42 minutos. O centrovante Walter cobrou forte uma falta. E o goleiro Hugo Souza fez boa defesa. No rebote, Reinaldo bateu perto do gol adversário.

Na etapa final, o goleiro Hugo foi a estrela. Aos 10, Nikão ganhou do zagueiro Léo Pereira e rolou para Walter. O centroavante finalizou e o goleiro flamenguista fez uma grande defesa. Aos 18, mais uma grande defesa depois do Reinaldo invadir a área carioca e finalizar rasteiro. Depois, ele pegou um pênalti. A infração do lateral-esquerdo Renê sobre Léo Cittadini foi confirmada pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro após chamar o auxílio do VAR. Hugo pulou no canto direito e fez uma bela defesa. Foi o primeiro pênalti defendido pelo garoto no time profissional do Flamengo.

As duas equipes voltam a se enfrentar na quarta-feira (4), às 21h30, no Maracanã. O Furacão precisa vencer para ter chances. Qualquer vitória por um gol dos paranaenses leva a decisão aos pênaltis.

Corinthians perde

Na Neo Química Arena, a noite de quarta teve outro duelo de abertura das oitavas de final. O jogo envolveu o Corinthians, que vive uma temporada de muita instabilidade, e o América Mineiro, embalado pela vice-liderança na Série B. E quem se deu bem foi a equipe que busca retornar à elite do futebol brasileiro.

Nos primeiros 45 minutos, os dois times apresentaram muita vontade, mas ficaram devendo inspiração. Os paulistas tiveram mais posse de bola, só que a primeira boa oportunidade do Timão só veio aos 22 minutos. Depois do escanteio batido por Cazares, a bola bateu no zagueiro Messias do América e ia em direção ao gol. Mas, Diego Ferreira, bem posicionado, afastou quase sobre a linha. 

Aos 26, foi a vez do América chegar. Em boa jogada, Ademir foi no fundo e cruzou. Só que o lateral alvinegro Fagner acompanhou bem a jogada e evitou a conclusão de Felipe Azevedo.

Na etapa final, o cenário do jogo mudou pouco. O América reclamou pênalti quando Ademir invadiu a área, dividiu com Marllon e caiu na área aos 8 minutos. O árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira mandou seguir. 

O próximo lance digno de registro veio só aos 43 minutos de jogo e foi o gol dos visitantes. O atacante Marcelo Toscano aproveitou a falha do goleiro Cássio, que saiu jogando errado. O artilheiro recebeu um bom passe de Neto Berola e não desperdiçou a oportunidade. Fez o único gol da noite de futebol em São Paulo.

A partida de volta acontece na quarta-feira (4), às 21h30, na Arena Independência, em Belo Horizonte. Com o gol fora não é critério de desempate na Copa do Brasil, para avançar nos 90 minutos, o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença. Qualquer vitória mínima do Timão leva o jogo aos pênaltis.

Veja aqui a tabela da Copa do Brasil