Cinemateca apresenta mostra de filmes sobre refugiados

  A Cinemateca de Curitiba apresenta a partir desta quinta-feira (1º) a mostra “Olhares sobre o Refúgio”, com exibição até domingo (4), sempre às 19h, de produções sobre o drama de refugiados. A mostra é promovida pela ACNUR – Agência da ONU para Refugiados como parte das comemorações pelo Dia Mundial do Refugiado, celebrado em 20 de junho.

A mostra está sendo exibida em cinco capitais brasileiras. Em Curitiba, serão apresentados quatro documentários: o curta-metragem canadense “Bem-vindo ao Canadá”; o filme “Estou com a Noiva”, uma co-produção da Itália e Palestina; “Exodus – De onde eu vim não existe mais”, realização conjunta de Brasil e Alemanha; e a produção nacional “Era o Hotel Cambridge”. A entrada é franca.

Serviço:

Mostra Olhares sobre o Refúgio

Local: Cinemateca de Curitiba – R. Carlos Cavalcanti, 1174

Data: 1º a 4 de junho de 2017 (quinta-feira a domingo)

Horário: 19h

Entrada franca

Informações: (41) 3321-3310

 

 

MOSTRA “OLHARES SOBRE O REFÚGIO”

 

BEM-VINDO AO CANADÁ. Welcome to Canada

Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário

Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo.

 

ESTOU COM A NOIVA. Io sto con la sposa.

Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e KhaledSoliman Al Nassiry.  89 min. Itália/Palestina. 2014. Documentário

Um poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa, com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e, com sorte, assim evitar que sejam presos como traficantes. Com um dos palestinos vestido de noiva, e sírios e italianos como supostos convidados do casamento, eles cruzam metade da Europa em uma jornada de quatro dias e três mil quilômetros. Inspirado em fatos reais que aconteceram na estrada entre Milão e Estocolmo no ano de 2013.

 

EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS

Direção: Hank Levine. 105 min. Brasil/Alemanha. 2016. Documentário.

Acompanhando as jornadas de seis refugiados, Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow, esta é uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, visto que cada vez mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas.

 

ERA O HOTEL CAMBRIDGE

Direção: Eliane Caffé. 93 min. Brasil. 2017. Ficção Documental.

Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Setembro Amarelo: PUCPR promove evento online para debater saúde mental em tempos de pandemia

Simpósio gratuito reúne renomados especialistas de diferentes áreas do conhecimento e regiões do Brasil para discutir sobre a “epidemia silenciosa”

Ansiedade, depressão, estresse. A pandemia do coronavírus e seu consequente isolamento social vêm afetando de forma significativa a saúde mental da população. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Psiquiatria apontou que 89,2% dos profissionais da área perceberam o agravamento de quadros psiquiátricos nos pacientes por conta da pandemia. Já a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) fez um alerta sobre a “epidemia silenciosa” causada por problemas relacionados à saúde mental em tempos de pandemia – Brasil, Estados Unidos e México seriam os países mais impactados.

Por isso, durante o Setembro Amarelo – mês de prevenção do suicídio por meio da valorização da vida – a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), por meio do Serviço de Apoio Psicopedagógico (SEAP), realiza um simpósio especial para discutir estratégias de acolhimento, intervenção e promoção da saúde mental.

 “O tema do suicídio, que por si só já apresenta uma enorme complexidade, torna-se ainda mais desafiador neste período de pandemia. Fatores como o distanciamento social, sobrecarga emocional, crise nos sistemas econômicos, de saúde e educacional, têm gerado impacto de forma transversal em nossa sociedade”, explica Ana Lucia Lacerda Michelotto, psicopedagoga do SEAP da PUCPR.

O simpósio “Setembro Amarelo: Saúde Emocional e Valorização da Vida” acontece de forma online e totalmente gratuita entre os dias 10 e 12 de setembro. O evento reúne especialistas de diferentes áreas do conhecimento e regiões do Brasil para refletir sobre questões como saúde emocional, prevenção ao suicídio, cuidado com profissionais da saúde e relações familiares em tempos de pandemia.

“O objetivo é dar visibilidade a um assunto ainda tabu, responsável pela morte de milhares de pessoas em todo o mundo. Na Universidade, o Setembro Amarelo tem sido tratado a partir de duas perspectivas principais: a primeira diz respeito ao reconhecimento de que pessoas vivem situações de sofrimento psíquico, demandando momentos e espaços de acolhimento e cuidado. A segunda reforça a importância de tratarmos o tema com uma visão positiva de vida, tendo como respaldo aspectos como saúde, espiritualidade, bem-estar físico e emocional”, revela a psicopedagoga.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento e os participantes terão direito a certificado.

Programação

Quinta-feira – 10/09 – das 17h às 18h30

Mesa de Abertura: Setembro Amarelo – Saúde emocional e valorização da vida

Ir. Rogério Mateucci / Pró-Reitor de Missão Identidade e Extensão da PUCPR

Convidados: Táki Cordás / Médico Psiquiatra e professor da USP

Ana Suy / Escritora, Psicanalista e Professora da PUCPR

Mediação: Saulo Geber / Coordenador do Serviço de Apoio Psicopedagógico (SEAP) e professor da PUCPR

Sábado – 12/09 – das 8h30 às 9h50

Prevenção do suicídio: fatores de risco e protetivos

Deivisson Vianna Dantas dos Santos / Médico Psiquiatra (UFPR)

Sabrina Stefanello / Médica Psiquiatra (UFPR)

Mediação: Carla Françoia / Psicóloga, Psicanalista e Professora da PUCPR

Sábado – 12/09 – das 10h às 11h20

Profissionais em tempos de pandemia: Cuidando do cuidador

Claudia Menegatti / Psicóloga e Professora da PUCPR

Tânia Barbieri / Psicóloga e professora PUCPR

Mediação: Cloves Amorim / Psicólogo e professor da PUCPR

Sábado – 12/09 – das 11h30 às 12h50

Laços familiares em tempos de pandemia

Daniela Bertoncello / Psicóloga e Membro da Associação Paranaense de Terapia Familiar (APRTF)

 Vera Risi / Psicóloga e Membro da Associação de Terapia de Família do Rio de Janeiro (ATF-RJ)

Mediação: Ana Beatriz Pedriali Guimarães / Psicóloga, Professora de Cursos de Pós-Graduação da PUCPR e FAE, Membro da Associação Paranaense de Terapia Familiar (APRTF)

Serviço

Simpósio Setembro Amarelo: Saúde emocional e valorização da vida

Evento online, gratuito e aberto ao público

Data: entre 10 e 12 de setembro

Inscrições: bit.ly/simposiosetembroamarelo2020

Informações: @simposiosetembroamarelo2020

Drive-in da Pedreira Paulo Leminski vai exibir Harry Potter nesta sexta (28)

A pandemia global da COVID-19 e a necessidade de distanciamento social trouxe uma nova realidade para todo o mundo. Na busca por alternativas de entretenimento que respeitem os protocolos de saúde e segurança, uma prática antiga foi resgatada: a do cinema drive-in.Pensando em proporcionar a melhor experiência neste conceito e com muita vontade de levar diversão aos curitibanos, o Planeta Drive-In Curitiba, implantado na icônica Pedreira Paulo Leminski, vai promover uma apresentação especial da parte final da saga Harry Potter. O filme, Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte II, que encerra a história do bruxo mais famoso do mundo, será exibido no dia 28 de agosto.

Embora a produção tenha sido lançada no ano de 2011, a exibição no formato drive-in trará uma nova experiência para os fãs da saga, além de ser uma oportunidade única para aqueles que ainda não conhecem o desfecho da trajetória contada pela escritora britânica JK Rowling nos 7 livros e 8 filmes da série. A vivência de assistir a busca pelas horcruxes e o confronto final entre Harry Potter e seu inimigo Lord Voldemort ganham uma nova perspectiva com o público curtindo as obras cinematográficas, repletas de efeitos visuais, de dentro de seus carros em uma tela desenvolvida especialmente para o espaço e uma frequência de rádio que permite que o som do filme seja reproduzido pelos aparelhos de som dos automóveis.

Entretenimento seguro

Segundo o diretor da Planeta Brasil Entretenimento, Patrik Cornelsen, o Planeta Drive-In foi desenhado como uma forma de trazer de volta atrações culturais fora de casa à vida das pessoas, uma experiência vintage, com tecnologia de última geração aplicada, além de uma infraestrutura completa de gastronomia e serviços com comodidade e segurança, respeitando as principais orientações dos órgãos oficiais para diminuir a disseminação da Covid-19, entre elas evitar aglomerações em locais públicos. “Trata-se de um modelo inteiramente pensado para atender as demandas de cultura e entretenimento. Diferentemente de qualquer comércio ou serviço, no drive-in não há contato entre as pessoas”, afirma.

No Planeta Drive-In, não existe qualquer forma de aglomeração e o modelo foi pensado para os cenários mais extremos de isolamento social, seguindo as melhores referências de eventos já realizados na Europa e na Ásia para controle da Covid-19. Os colaboradores envolvidos na produção são em número bastante reduzido, e submetidos a exames, paramentos e esterilização total, inclusive de pertences, antes do início de suas atividades.

Levando em consideração o público espectador, os veículos passam por um pioneiro sistema de desinfecção nos pneus e da lataria, com ingresso validado eletronicamente e sem contato humano. A venda de alimentação e bebida é feita via aplicativo, e os produtos são entregues embalados na janela do veículo, que só pode permanecer aberta do lado esquerdo. “Até mesmo o uso dos sanitários ganhou uma ajuda muito importante no combate ao coronavírus. A ida aos banheiros deve ser solicitada e agendada via aplicativo, pois apenas uma pessoa por vez é autorizada a transitar na arena. Além da limpeza tradicional, os sanitários são dotados de um moderno sistema de esterilização de ar”, completa Cornelsen.

A exibição de “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte II” acontece nesta sexta-feira, dia 28 de agosto, a partir das 19h. Os ingressos, vendidos antecipadamente, custam R$ 80 por carro (com até 4 pessoas por automóvel), valor que pode ser parcelado em até 3 vezes no cartão de crédito, e estão disponíveis no site www.planetadrivein.com. Mais informações nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento e do Planeta Drive-In.