Campanha de Multivacinação acontece em 88 unidades em Curitiba

O Ministério da Saúde lançou, nesta quinta-feira (30/9), a Campanha Nacional de Multivacinação de 2021. O objetivo é atualizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos (14 anos 11 meses e 29 dias), de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação. A campanha será realizada de 1º a 29 de outubro de 2021. Em Curitiba, as vacinas estão disponíveis em 88 unidades de saúde. Confira a lista e os horários de funcionamento neste link.

“A vacinação de rotina está sempre aberta e disponível na nossa rede. Mas a campanha do Ministério da Saúde vem no sentido de reforçar com toda a população a necessidade de se manter o calendário das crianças em dia”, afirma a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

Segundo a secretária, por conta da pandemia, em Curitiba, assim como em todo o país, a cobertura de algumas vacinas de rotina caiu. “Embora as vacinas de rotina estivessem sempre disponíveis nas unidades, algumas pessoas tiveram receio em buscar. Com a melhora dos indicadores da pandemia, nós esperamos que agora compareçam para colocar em dia o calendário de vacinação, que, por ventura, esteja em atraso”, diz.

A orientação da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba é que os pais e/ou responsáveis acessem a Carteira de Vacina Virtual dos filhos pelo aplicativo Saúde Já Curitiba ou pelo site saudeja.curitiba.pr.gov.br, para verificar se há vacinas em atraso. Caso tenha, deve-se buscar uma unidade de saúde para vacinação.

Como consultar se há vacina em atraso:

Pelo aplicativo:

1 – Abrir o aplicativo no celular;

2 – Clicar em “Carteira de Vacinação”;

3 – Selecionar o dependente que se quer visualizar;

4 – Clicar em “Pendentes” e verificar se há indicação de alguma vacina em atraso.

5 – Levar a criança e/ou adolescente até uma das unidades de saúde desta lista para realizar a vacina.

Pelo site:

1 – Abrir www.saudeja.curitiba.pr.gov.br;

2 – Clicar em “Vacinação”;

3 – Selecionar o dependente que se quer visualizar;

4 – Clicar em “Pendentes” e verificar se há a indicação de alguma vacina em atraso.

5 – Levar a criança e/ou adolescente até uma das unidades de saúde desta lista para realizar a vacina.

Vacinas disponíveis

Dentre as vacinas que estão disponíveis para as crianças nos postos na campanha estão: BCG, Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba), Tetraviral (Sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana) e Varicela.

Estarão disponíveis para atualização da caderneta de adolescentes as vacinas HPV, dT (dupla adulto), Febre amarela, Tríplice viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rede abre agendamentos para castrações de cães e gatos em novembro

Nesta sexta-feira (15/10), às 12h, começam os agendamentos para 325 castrações de cães e gatos em clínicas contratadas pelo município. As cirurgias fazem parte do Programa Municipal de Castração Gratuita e podem ser marcadas pelo site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba

Para escolher a data, o cidadão, protetor ou responsável pela ONG deve estar logado em seu cadastro. “Apenas dessa forma é possível ter acesso às vagas disponíveis”, reforça o diretor do departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo. 

Outras 2,7 mil vagas ainda serão ofertadas no mês de novembro, no mutirão de castração da Regional Pinheirinho. Agendamentos serão abertos a partir do dia 8 de novembro (segunda-feira). 

Cuidados

A Rede de Proteção Animal reforça que os tutores devem ir sozinhos ou com, no máximo, um acompanhante ao agendamento e respeitar a antecedência recomendada para evitar aglomerações e manter o distanciamento necessário para prevenção ao contágio da covid-19. 

O uso de máscaras e a higienização frequente das mãos também são obrigatórios durante todo o tempo de permanência nos locais. Quem apresentar sintomas de infecção respiratória, deve pedir para outra pessoa levar o animal ou cancelar o atendimento.
 

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.