Casas Bahia vai oferecer 3 meses de Paramount+ a clientes

 A Casas Bahia, em parceria com a ViacomCBS, acaba de lançar uma ação inédita que irá presentear clientes que comprarem no app da rede de varejo com três meses gratuitos de acesso ao serviço de streaming Paramount+, por meio do Casas Bahia Play.

Para divulgar o lançamento, a VMLY&R criou uma estratégia de comunicação 360º que inclui merchans e filmes na TV, além de forte presença em social e canais digitais. Sem mensalidade e sem assinatura, para participar basta fazer a compra de qualquer produto (com exceção de serviços) no aplicativo Casas Bahia no período entre 19 de março e 19 de maio .

A promoção não é cumulativa, então cada CPF tem direito a três meses de acesso aos conteúdos durante o período promocional. Assim que realizar a compra, o cliente receberá o código, dentro do APP Casas Bahia, para poder acessar seus conteúdos. Cada Código Promocional disponibilizado poderá ser compartilhado e utilizado em até 5 dispositivos simultâneos.

Todos os conteúdos Paramount+ estarão disponíveis, incluindo uma supervariada biblioteca de séries e produções originais, programas exclusivos e realities, além de filmes que são sucesso de bilheteria. Confira o catálogo completo em: https://www.paramountplus.com/br/

“A Casas Bahia procura sempre agregar valor e conveniência em seus canais de venda, os clientes além de encontrarem um sortimento extenso, com milhões de produtos para as suas necessidades do dia a dia, agora vão levar também, de graça e sem assinatura, o Casas Bahia Play”, comenta Ilca Sierra, Diretora de Marketing Multicanal e Marca da Via Varejo. “Esta é a primeira vez que a marca oferece uma grande vantagem associada a um serviço de streaming e estamos muito felizes com a parceria”, completa.

“Com o lançamento do Paramount+, nosso objetivo é que cada vez mais as pessoas conheçam e possam usufruir do extenso catálogo disponível no serviço dentro de suas rotinas. As Casas Bahia é um player extremamente estratégico para a ViacomCBS e unir essa experiência única de entretenimento nesta ação com a marca é muito importante para nós”, afirma Mauricio Kotait, SVP e Gerente Geral da ViacomCBS Brasil.

Para mais informações sobre regulamento da campanha, mecânica promocional e passo a passo de como acessar a promoção e começar a utilizar o código, acesse o link: casasbahia.com. br/casas– bahia -play

Campanha

A campanha começa com teasers nas redes sociais e no intervalo da novela global Amor de Mãe, nesta sexta-feira (19). No fim de semana, ela ganha força com merchan no Domingão do Faustão, que é seguido por filme no break comercial do programa.

No comercial, pessoas interagem por meio de diferentes plataformas (celular, tablet, computador, TV) com o Casas Bahia Play e suas imagens acabam se fundindo às cenas de longas-metragens, séries e desenhos famosos disponíveis no serviço de streaming. Enquanto isso, ouvimos uma versão adaptada da música “Aluga-se”, de Raul Seixas:

“Nós não vamo paga nada
Nós não vamo paga nada
O play é free!
Toda hora. Free. Tá na hora.
Em todo lugar, dá pra curtir, pra todo mundo se divertir.”

“O Casas Bahia Play reforça a conexão da marca com os consumidores através das plataformas digitais e abre um leque de atrações que fazem a vida das pessoas mais leve e divertida. É exatamente esse clima de descontração e alegria que marca a campanha de lançamento do serviço”, afirma Rafael Pitanguy, CCO da VMLY&R.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com objetivo de facilitar a integração metropolitana, Ratinho Junior e Greca debatem obras na Linha Verde

Dois novos viadutos, uma estação de integração e duas trincheiras fazem parte de um novo pacote de investimentos que o Governo do Estado e a Prefeitura Curitiba estão planejando executar na Linha Verde nos próximos anos. O objetivo é melhorar o trânsito, o transporte no eixo viário e facilitar a integração metropolitana. Os projetos foram discutidos nesta sexta-feira (16), no Palácio Iguaçu, pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e pelo prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

O encontro marcou a entrega dos primeiros projetos executivos das transposições da Linha Verde. São duas trincheiras na estação São Pedro orçadas em R$ 59,9 milhões. A Prefeitura de Curitiba investiu R$ 791.632,59 nos projetos executivos, que foram encaminhados ao Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) e podem ser licitados em breve.

Governador Carlos Massa Ratinho Junior durante reunião com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca – Curitiba, 16/04/2021 – Foto: Jonathan Campos/AEN

As obras melhorarão a integração viária dos bairros do Xaxim, Sítio Cercado e de todo o entorno da estação São Pedro, atendida por ônibus biarticulados e linhas alimentadoras. Há expectativa de beneficiar a rotina diária de 3,7 milhões de paranaenses.

O projeto pode ser executado com apoio do Governo do Estado, parte a fundo perdido e parte pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), operacionalizado pela Fomento Paraná e pelo Paranacidade, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas.

“Trouxe para o governador os projetos finais de engenharia das duas transposições da Linha Verde que ligam a Vila São Pedro e o Xaxim, a região do Bairro Novo e do Sítio Cercado, com o Capão Raso, o Portão e o Centro. Essas duas trincheiras ficam sob a estação de ônibus da Linha Verde”, disse o prefeito Rafael Greca. “Aos poucos o nosso sonho de futuro – obras metropolitanas que unam Curitiba, o Governo do Estado e os outros municípios – vai se tornando realidade”.

“É um trabalho integrado e uma soma de esforços. Curitiba precisa dessas obras, que beneficiarão, também, os outros municípios da Região Metropolitana”, destacou Ratinho Junior. Ele ressaltou que os projetos representam um grande passo na consolidação da parceria entre a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado no processo de reestruturação da Linha Verde, importante corredor de transporte da Capital e eixo metropolitano de desenvolvimento da Grande Curitiba. Também é um projeto comum de recuperação econômica com obras públicas.

PROJETO – As trincheiras da Linha Verde possibilitarão a passagem ininterrupta de cerca de 2,5 mil veículos por hora e sentido. O cruzamento da via passará a ser feito em nível, com o compartilhamento do sistema de transporte, sem prejuízo para os ônibus e com mais segurança. Haverá outras alterações viárias nas áreas lindeiras da estação São Pedro.

A trincheira que liga as ruas Osmar Raymundo Picheth e Marechal Althair Roszanniy, no sentido único Xaxim/Capão Raso, terá uma passagem inferior de 90 metros de comprimento. A trincheira que liga as ruas Barão de Santo Ângelo e Ipiranga, também em sentido único, terá 60 metros de comprimento. Serão duas faixas de rolamento em cada, com passagem de pedestres.

VIADUTO EM Y – A Prefeitura de Curitiba também apresentou o projeto de engenharia do viaduto em Y sobre a Linha Verde que vai ligar a Avenida Wenceslau Braz e a Rua Escritora Lourdes Strozzi, prolongamento da Desembargador Westphalen, à região do Boqueirão, pela Rua Tenente Francisco Ferreira de Souza. Ele será paralelo ao viaduto da Avenida Marechal Floriano, que será transformado numa grande estação de integração multimodal de transporte.

Na ligação bairro-Centro, completando o trinário de viadutos por cima da Linha Verde, o viaduto da Anne Frank ligará o Boqueirão ao Rebouças e ao Centro da cidade pela Rua Aloísio Finzetto. O viaduto terá 125 metros de comprimento, com três faixas de rolamento, além de passeio para pedestres.

Com pista exclusiva aos ônibus, o viaduto da Marechal contará também com ciclovia e passagem para pedestres, para integração segura entre os diversos modais. A nova estação de transporte atenderá sete linhas ônibus que cortam a região e levam, em média, 220 mil passageiros por dia.

O projeto executivo do viaduto em Y ainda está sendo realizado e será entregue em julho para a Prefeitura, ainda sem estimativa de custo da obra.

Detran lança guia com respostas sobre mudanças no exame toxicológico

Entre as diversas mudanças no novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que entrou em vigor nesta segunda-feira (12), uma das principais é a obrigatoriedade da realização do exame toxicológico periódico para quem possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E. Como a nova regra ainda gera muitas dúvidas, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) criou um e-book para responder as dúvidas mais frequentes relacionadas ao tema.

Os condutores com CNH nestas categorias e que têm idade inferior a 70 anos deverão fazer um novo exame toxicológico a cada dois anos e seis meses, a partir da obtenção e/ou renovação da habilitação. O não cumprimento desta norma implica infração gravíssima, tendo como penalidade multa multiplicada por cinco vezes e suspensão do direito de dirigir por 90 dias.

Ou seja, o motorista que tiver validade de 10 anos na sua CNH terá que fazer três exames toxicológicos intermediários durante esse período.

Uma das dúvidas mais freqüentes refere-se à obrigatoriedade do exame toxicológico para quem não exerce atividade remunerada. Segundo a nova lei, os motoristas com CNH nestas categorias devem fazer o exame e comprovar a resultado negativo para obtenção ou renovação da CNH independente do compromisso profissional.

Quem estiver conduzindo veículos das categorias A e B com exame vencido não será autuado, mesmo que tenha CNH das categorias que exigem o exame toxicológico. A penalidade é aplicada na condução de veículos correspondentes às categorias C, D e E.

O condutor que exerce atividade remunerada e não fez os exames toxicológicos intermediários estará sujeito à penalidade de multa e suspensão do direito de dirigir no momento da renovação da CNH das categorias C, D e E.

Confira essas e outras determinações no Guia do Detran-PR.

Confira e-book que explica as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).