Anvisa e Pfizer fazem reunião de pré-submissão de vacina para crianças

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Pfizer realizaram, nesta terça-feira (11), uma reunião de pré-submissão do pedido de indicação da vacina contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. Segundo a agência, esse tipo de encontro é utilizado pelas farmacêuticas para apresentar dados técnicos logo antes do envio formal do pedido de uma nova indicação da dose.

“De acordo com o laboratório, a dose de vacina para as crianças de 5 a 11 anos será ajustada e será menor que a dose para maiores de 12 anos devido a uma nova formulação desenvolvida pela empresa”, antecipou a Anvisa, por meio de nota. Ainda segundo a agência, a Pfizer indicou que o pedido será apresentado em breve. “O prazo de avaliação da Anvisa tem início somente a partir do recebimento formal do pacote de dados e informações completas que sustentem a indicação para o público infantil”.

A vacina da Pfizer está registrada no Brasil desde o dia 23 de fevereiro de 2021.

Ameaças

No fim de outubro, a Anvisa divulgou que seus diretores receberam ameaças de morte na hipótese de aprovação do uso do imunizante para crianças. A agência oficiou entidades policiais e o Ministério Público para investigar o ocorrido. Na semana passada, os diretores voltaram a receber ameaças por causa da possibilidade de autorização da vacinação de crianças contra a covid-19.

Na última sexta-feira (5), a Polícia Civil do Paraná identificou o autor de ameaças, direcionadas também a escolas do estado. De acordo com a corporação, o homem foi intimado, compareceu à delegacia e prestou depoimento. Ele se disse arrependido de ter feito as ameaças. A Polícia Civil paranaense não divulgou mais informações sobre o homem. As investigações sobre o caso prosseguem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Crianças do Tatuquara têm aula com o campeão brasileiro de esgrima

Crianças do Tatuquara têm aula com o campeão brasileiro de esgrima

Ataque, defesa, movimentos rápidos com uma espada sem ponta com o objetivo de tocar o corpo do adversário. Os ensinamentos fizeram parte de uma palestra sobre esgrima dirigida a um grupo de estudantes do Tatuquara, na manhã desta terça-feira (30/11), no auditório da Rua da Cidadania. Alguns dos estudantes participam de atividades da Sala de Recursos de Altas Habilidades/Superdotação.

Aula do campeão

No centro do círculo formado pela plateia de estudantes, pais e professores, ninguém menos do que o atleta Alexandre Camargo, campeão brasileiro de esgrima, na categoria adulto.

Alexandre é um dos esgrimistas de Curitiba, que mora no bairro Sítio Cercado, e que recebem apoio da Lei de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba. Eles treinam na academia Mestre Kato, referência nacional na esgrima.

Além de manter a equipe de atletas incentivados pela Prefeitura de Curitiba, a academia Mestre Kato coordena como contrapartida social, em parceria com a administração municipal, a primeira escola pública de esgrima do país, na Praça Afonso Botelho.

Copa do Mundo de Esgrima

O campeão, que é terceiro saregento do Exército Brasileiro, encontrou uma brecha em sua movimentada agenda – sexta-feira (2/12) ele estará em Vancouver (Canadá), disputando a Copa do Mundo de Esgrima – para atender o convite das crianças que tinham curiosidade em aprender sobre o esporte.

De acordo com Cláudia Tatiana Cassenotti, diretora do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (CMAEE) Branca Casagrande Sabbag, a ideia surgiu a partir de um projeto de dois estudantes (Miguel Cordeiro Gonçalves e Yan Zeferino), que foram apresentados à esgrima em uma aula de educação física.

“Fiquei interessado pelo esporte, tanto que depois da aula, eu fiz uma espada de papel para brincar”, disse o garoto Miguel.

Com o interesse da turma pelo esporte, uma coincidência acabou por ajudar a fazer a ponte com atleta de elite. “Veio a calhar de a professora Jucélia Siqueira conhecer a irmã do Alexandre Camargo e foi feito o convite. Ele aceitou na hora e aqui estamos”, comemorou Cláudia Cassenotti.

Em guarda

Alexandre respondeu perguntas das crianças sobre o esporte, ensinou postura e movimentos básicos e também trouxe os equipamentos oficiais que usa para treinar. Ele apresentou duas espadas com sensores na ponta, além da roupa oficial: calça, colete elétrico (que detecta o toque da arma), máscara de segurança e pastron (colete alcochoado).

“A esgrima é o esporte mais seguro do mundo”, explicou Alexandre, que tem 23 anos e pratica o esporte desde os 10 anos, por influência do pai, Marco Antônio Camargo, que aprendeu esgrima no Colégio Estadual La Salle, no Pinheirinho.

Currículo dourado

Alexandre contou que ao longo de todo este tempo já acumulou muitas conquistas.

“Nós começamos formando a Associação Mestre Kato em Curitiba. Com o tempo ela se tornou a principal sala de esgrima do país”, contou Alexandre, que atualmente é campeão brasileiro adulto de esgrima e ficou em terceiro lugar no torneio sul-americano.

Com o sucesso da atividade, as professoras se mobilizam para tentar levar o atleta até as salas de aula do Tatuquara, para que mais alunos tenham contato com o esporte.

Participaram também da atividade os estudantes Gabriel Dias de Oliveira e Marcos Vinicius de Oliveira (EM Maria Ienkot Zeglin); Benício Holmer Ribeiro (CMEI Moradias da Ordem); Maria Eduarda Tomas de Lima Teixeira (EM Helena Kolody); João Lucas Esper Cury Cruzara (EM Rio Bonito); Davi Lopes Pereira (EM Newton Borges dos Reis); Felipe Roberto Ferreira Rodrigues (EM Vila Zanon); Matheus Almeida dos Santos (EM Joana Raksa); Miguel Gonçalves Borges (EM Leonel Brizola) e Anthony Felipe de Oliveira (EM Maria Zeglin).

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Dores cervicais podem ser evitadas com travesseiro correto

Uma das maiores dificuldades que as pessoas que dormem de lado encontram é acertar uma posição confortável para os braços e pescoço. O sono pode até ser afetado pela dor corporal, reduzindo o relaxamento, gerando cãibras, contrações e, a longo prazo, até dores crônicas de articulação. Para as pessoas que dormem de lado, há mais detalhes importantes para se notar na hora de dormir.

A Organização Mundial da Saúde estima que um quarto da população em algum momento da vida sofrerá ou já sofre com dor cervical, a chamada cervicalgia. Afetando a região posterior do pescoço, a doença pode levar a mais dores gerais e perda da força nos membros. A hora de dormir é um momento essencial para o relaxamento da cervical, para evitar essas dores. Dormir de lado pode ser um fator que ajuda a diminuir o impacto na região, mas precisa ser acompanhado do travesseiro correto que mantenha a coluna ereta.

O ideal para essas pessoas é ter um travesseiro não muito alto, mas o suficiente para preencher o espaço entre a orelha e o colchão. O travesseiro Theraside Gel, da TheraMart, conta com abertura anatômica central, que dá espaço para encaixar confortavelmente o pescoço e garante conforto para os braços. Assim, mantém essa distância entre colchão e cabeça e, com a abertura, aceita o posicionamento da mão, por exemplo, e é fácil de se ajustar para dormir.

Outra vantagem do Theraside Gel é a capa de gel que compõe a superfície de um dos lados do travesseiro. Em dias mais quentes, especialmente, o calor pode afetar a tranquilidade do sono. A capa de gel refrescante favorece o sono ininterrupto. Quando virada para baixo, não afeta os braços, pois ainda é confortável.

Em Curitiba, pode-se encontrar o Theraside Gel em uma loja autorizada: a TheraVita, que inaugurou seu espaço físico em outubro, e também atende todo o Brasil pelo site.

A loja TheraVita fica na Av. Água Verde (nº 463), no bairro Água Verde. O horário de atendimento será de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 12h. Mais informações e compras online, com envio para todo o Brasil, no site theravita.com.br.