Advogado pede que Jesus toque coração de juiz e cita Beyoncé em recurso contra condenação por inadimplência no Paraná

O advogado Jackson Silva Wagner chamou a atenção após pedir que Jesus tocasse o coração do juiz e citar a cantora norte-americana Beyoncé em um recurso de sentença, em uma ação de cobrança entre uma empresa e um banco. O caso foi registrado na 1ª Vara Cível de Toledo, no oeste do Paraná.

Conforme o juiz Marcelo Marcos Cardoso, o embargo declaratório foi negado, pois a sentença está correta. A empresa devedora foi condenada a pagar mais de R$ 245 mil, além de 12% em honorários e multa de 2% do valor da causa.

O processo de inadimplência de cartão de crédito entre a empresa e o banco está em tramitação. Jackson Silva Wagner informou ao G1, por meio de nota,nesta segunda-feira (17), que recorrerá novamente, pois afirma que o caso não foi analisado corretamente.

Leia mais no G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Processo seletivo nas Ruas da Cidadania para 90 vagas de emprego

Condor faz seleção na Rua da Cidadania do Bairro Novo.

PROCESSO SELETIVO: Três empresas vão selecionar trabalhadores nas regionais Bairro Novo, CIC e Pinheirinho para preencher 90 vagas em várias funções. Os processos seletivos são organizados em parceria com a Fundação Ação Social (FAS), que cede espaço para que as oportunidades de emprego sejam levadas à população dos bairros.

A rede de supermercados Condor promove nesta quarta (5/10) e quinta-feira (6/10) processos seletivos na Rua da Cidadania do Bairro Novo, para contratação de 50 trabalhadores para as funções de operador de caixa, auxiliar de logística e fiscal de loja.

As entrevistas dos candidatos serão feitas no escritório do Sine na Rua da Cidadania (Rua Tijucas do Sul, 1.700, Sítio Cercado). Nesta quarta, os consultores de recursos humanos vão atender os trabalhadores das 13h às 17h. Na quinta, das 8h às 12h.

Interessados devem comparecer ao local de entrevista com documentos: carteira de trabalho (pode ser digital), comprovante de residência, RG, CPF. Para participar é necessário ser maior de 18 anos e ter o ensino fundamental completo.

Também na quinta, a empresa Luandre Soluções vai selecionar candidatos, no auditório da Administração Regional da CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460), para 20 vagas de repositor de mercadorias e auxiliar de logística. As entrevistas serão feitas das 9h às 12h e das 13h30 às 16h.

No Pinheirinho, a empresa Bull Prime busca preencher 20 vagas nos cargos de açougueiro, auxiliar de cozinha, atendente de compras e atendente de lojas. A seleção será feita no auditório da Rua da Cidadania (Avenida Winston Churchill, 2.033, Capão Raso), das 10h às 16h.

PROCESSO SELETIVO: Parceria com empresas

Os processos seletivos são organizados pela FAS, responsável pela política do trabalho e emprego em Curitiba, que oferta espaços públicos para as empresas que buscam profissionais.

Empresas interessadas em ofertar vagas de emprego e usar gratuitamente os espaços públicos do município para seleção de trabalhadores devem enviar e-mail para vagas@curitiba.pr.gov.br ou entrar em contato com a Central de Vagas do Sine pelo telefone (41) 3250-7436.

Processos de seleção

Condor

Local: Sine da Rua da Cidadania do Bairro Novo (Avenida Tijucas de Sul, 1.700, Sítio Cercado)

Datas e horários: Dia 5/10, das 13h às 17h, e dia 6/10, das 8h às 12h

Luandre Soluções

Local: Rua da Cidadania CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460)

Data e horário: 6/10, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h

Bull Prime

Local: Rua da Cidadania do Pinheirinho (Avenida Winston Churchill, 2.033, Capão Raso)

Data e horário: 6/10, das 10h às 16h

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Eleições 2022: o que fazem os mesários durante o processo de votação

Quase 1,8 milhão de mesários foram convocados para comparecer às seções eleitorais no primeiro turno das eleições gerais deste domingo (2) e, em eventual segundo turno, no dia 30 de outubro. Toda seção eleitoral conta com quatro mesários, e cada um tem uma função específica: presidente, 1º mesário, 2º mesário e secretário. Cada um desempenha um papel durante o pleito.

Ao presidente da seção cabe organizar os trabalhos no dia, coordenar a distribuição das atividades para os outros membros da mesa, manter a ordem no recinto, emitir a zerésima (documento que comprova que nenhum voto foi gravado na memória da urna), iniciar e encerrar a votação, emitir boletins de urna, ter contato com os fiscais e providenciar a entrega dos materiais da seção ao cartório eleitoral. Para manter o sigilo do voto, a urna deve ficar longe de janelas e câmeras.

“Esse papel é muito relevante. O presidente da seção eleitoral é a maior autoridade dentro da seção”, diz a secretária de Gestão de Pessoas (SGP) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Thayanne Fonseca Pirangi Soares.

Cabe ao 1º mesário ficar no lugar do presidente, caso este precise se ausentar em algum momento.

Já o 2º mesário faz basicamente tudo o que o primeiro faz: confere os nomes dos eleitores, colhe assinaturas no caderno de votação, entrega os comprovantes de votação e controla a movimentação das pessoas na sala.

O secretário da seção, por sua vez, organiza as filas e a entrada e saída de eleitores das salas, verifica se os eleitores estão com a documentação correta para votar e distribui senhas.

Início da votação

No dia da eleição, também cabe aos mesários organizar o início e o fim de votação. A partir das 8h, a urna está habilitada para a votação, e a fila de eleitores deve estar organizada, conforme as situações de prioridade.

O mesário verifica se o eleitor está com a documentação necessária para votar: documento oficial com foto, que pode ser o e-Título, a carteira de identidade ou de habilitação e o passaporte, entre outros.

Após a identificação, o eleitor está habilitado para votar. Depois de ouvir o som da urna eletrônica que marca o fim do processo, o eleitor recolhe com os mesários os documentos e o comprovante de votação, além de seus equipamentos eletrônicos, como celulares, que não podem ser levados à cabine, para não comprometer o sigilo do voto.

Encerramento

No horário definido para o encerramento da votação, ou seja, às 17h (horário de Brasília), o secretário da seção verifica se ainda há eleitores na fila e distribui senhas do último para o primeiro. Se não houver pessoas na fila, o presidente encerra a votação.

O processo de encerramento envolve várias etapas. A primeira começa antes da impressão do boletim de urna (BU), que informa o resultado da votação naquela seção eleitoral. Se houver fiscais presentes, eles são convidados a acompanhar o procedimento. São cinco vias no total. e todas devem ser assinadas pelos presentes.

Uma via do BU é afixada na porta da seção para dar publicidade ao resultado local; outra fica com o presidente para posterior conferência com os dados que constarão na internet, no Portal do TSE – o QR Code impresso no BU, ao ser escaneado e decodificado, mostra os dados de apuração daquela seção eleitoral. E a última via será entregue a um representante de partido, se estiver presente, mais uma medida que demonstra a transparência da eleição e a credibilidade da urna eletrônica.

Em seguida, automaticamente, a urna imprime a via do boletim de justificativa (BUJ) e do boletim de identificação dos mesários (BIM), pede a retirada da mídia de resultado (MR) e a lacração do compartimento, que, então, é desligada.

Outro procedimento é reservar para envio à junta eleitoral a mídia de resultado, a zerésima. a ata da mesa receptora de votos, duas vias do BU, uma via do BUJ e uma do BIM.

“Os formulários de justificativa e de identificação de pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida, o caderno de votação e demais materiais seguirão a orientação do cartório eleitoral para envio. Em qualquer caso de inconsistência, o cartório eleitoral deverá ser comunicado”, informa o TSE.

Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com