A origem da Marguerita, estrela de Festival na Pizzaria da Mathilda

Um dos sabores mais tradicionais de pizza, a Marguerita resgata uma história centenária. A receita clássica combina tomate, queijo e manjericão – mas ao longo dos anos, foi ganhando interessantes releituras. Tanto que a Pizzaria da Mathilda realiza a terceira edição do seu Festival da Marguerita, com sete sabores criados exclusivamente pelo pizzaiolo da casa, Daniel Mocellin, disponíveis até 16 de setembro.

Apesar de ser um dos pratos italianos mais conhecidos no mundo, a pizza como a conhecemos só foi possível após o contato com as Américas. Servir uma massa de pão em formato de disco já acontecia no Império Romano, e foi se adaptando ao longo dos séculos. Um fator importante foi o contato dos italianos com os tomates no século XVI, vindo do continente americano. Isso foi determinante para a popularização da pizza. Com o tempo, nasce o estilo napolitano de pizza, considerado patrimônio imaterial da humanidade pela UNESCO. A fama da iguaria de Nápoles era tão grande que os reis italianos Umberto I e Marguerita queriam conhecer a receita. Em 1889, surgiu a versão de pizza com o nome da rainha e que trazia ingredientes com as cores da bandeira italiana: o branco da mozzarella, o verde do manjericão e o vermelho do tomate.

É a partir dessa base que Mocellin criou as receitas do Festival da Marguerita da Pizzaria da Mathilda. A Marguerita Confit tem mozzarella fresca com parmesão, basílico, e confit de tomates amarelos e vermelhos, enquanto a Fresh tem mozzarella, basílico, parmesão, rúcula e mozzarella de búfala. A Marguerita Dois Tomatinhos combina tomates amarelos e vermelhos com mozzarella, basílico e parmesão. A Spicy, por exemplo, ganha pimenta dedo de moça e azeite de oliva saborizado, combinados ao molho, basílico, parmesão e mozzarella fresca. A 2 Sabores tem metade Spicy e metade Confit.

A Marguerita Pesto, que tinha figurado em edições anteriores, foi revisitada e ganhou nova versão: conta com molho pesto, mozzarella fresca, basílico, parmesão, confit de tomates amarelos e vermelhos e azeite de oliva saborizado. A Marguerita Amarela é uma pizza especial: será servida apenas 10 unidades por dia apenas nas unidades Água Verde e Juvevê, destinada para consumo no local. Na receita, vai passata de tomate amarelo com parmesão, mozzarella, basílico e tomate amarelo.

As pizzas do Festival da Maguerita recebem a mozzarella da Mozzarellart. A empresa, nascida em Curitiba, é especializada na produção artesanal de queijo ao estilo italiano, o que harmoniza com o conceito da Mathilda. As pizzas individuais de fermentação lenta, respeitando o tradicional estilo napolitano, são feitas com insumos de alta qualidade, respeitando a tradição nascida na Itália.

O 3º Festival da Marguerita da Pizzaria da Mathilda acontece até 16 de setembro, com sete sabores exclusivos a R$ 49 cada. O evento será realizado nas três unidades da rede em Curitiba: Vicente (Av. Vicente Machado, 859), Juvevê (R. Rocha Pombo, 265) e Água Verde (Av. dos Estados, 1066). Além disso, os pedidos poderão ser feitos, também, pelo site www.pizzariadamathilda.com.br. Mais informações no perfil oficial no Instagram (@pizzariadamathilda).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimos dias para aproveitar o Festival do Polvo

O 1o Festival do Polvo do Marcondes Cozinha Autoral chega a sua última semana. Até essa sexta-feira (30/09), os clientes podem aproveitar um menu completo que celebra o polvo em variadas receitas. A sequência de quatro etapas sai a R$ 129,90 por pessoa e inclui couvert, entrada, prato principal e sobremesa, com quatro opções de principal para escolher.

Abrindo o menu especial, o couvert tem Pão oriental tipo Bao no vapor com manteiga artesanal e trufas negras. Já a entrada apresenta Sonho de polvo, preparado com massa de iogurte, ragu de polvo e maionese de limão siciliano.

Como principal, estão quatro pratos que o cliente pode escolher, cada um destacando o celebrado molusco de forma criativa e saborosa. Uma delas é o Arroz Caldoso de Polvo, baseado no clássico prato galego, com o arroz fito com base em fundo de polvo e tentáculos inteiros de polvo grelhado, com maionese de limão siciliano. Outra escolha tem o Socarrat de Polvo: feito na raspa da paella valenciana caramelizada e levando tentáculos grelhados e aioli.

O Polvo Bourguignon é outra pedida, inspirado no Bouef Bourguignon francês, substituindo a carne pelo polvo e levando ainda caldo e legumes. Completa as opções o Polvo à Lagareira, tradicional receita portuguesa com tentáculos grelhados e regados com azeite, temperados com muito alho e servidos com batatinhas assadas, creme de espinafre e coentro. A sobremesa da sequência traz Pudim de doce de leite com bacon.

O Festival do Polvo acontece no Marcondes Cozinha Autoral até essa sexta-feira, 30 de setembro. O menu completo com couvert, entrada, prato principal e sobremesa sai a R$ 129,90 por pessoa. A casa abre de segunda a sábado para jantar, às 18h30, e para almoço de sábado, das 11h30 às 15h30. O Marcondes funciona na R. Recife, 220 – Cabral. Mais informações no perfil oficial do restaurante no Instagram (@marcondesrestaurante). Reservas por WhatsApp (41) 3205-4982.

Cachorro quente pra viagem!

Muito comum em eventos americanos, o corn dog já apareceu em filmes adolescentes e até na mão de socialites como Kim Kardashian, e desde então fez salivar o brasileiro faminto que habita em nós. Basicamente a receita é esta: a salsicha no palito, envolta em uma massa – ao invés do pão -, frita e com molhos tradicionais como ketchup e mostarda. Não se deixe enganar pela simplicidade: as pequenas mudanças na apresentação fazem toda a diferença!

O corn dog é crocante por fora, pois a massa feita à base de farinha de milho faz com que a crosta preserve essa textura e o interior continue cremoso. A salsicha retoma o sabor original, sem deixar saudades do que a gente já aprendeu a gostar. Lá no estrangeiro, não é comum misturar muitos acompanhamentos, então o ketchup e a mostarda são dupla suficiente para dar o tempero final. É, já deu para encher os olhos e dar água na boca. Para experimentar não é nada complicado, o American Way Cafe & Food fica aberto todos os dias no bairro Batel em Curitiba, e quem quiser acompanhar o cardápio e as novidades pode ficar de olho nas redes sociais. São muitos sabores esperando você!

Serviço: The American Way Cafe

Cafeteria e espaço gastronômico com culinária norte-americana

Rua Gonçalves Dias, 151 – Batel, Curitiba/PR, 80.240-340

(41) 3121-2917

Instagram @theamericanwaycafe