5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

“Cansado de frequentar sempre os mesmos lugares? Aposte nestas nossas dicas:

1. Museu Paranaense
Todo mundo sabe que ele existe, mas poucos paranaenses foram até lá para conferir o prédio e as exposições. E você sabe onde ele fica? Sabe sim!! Aquele prédio bonito na rua Kellers . Você passa ao lado dele quando vai à feirinha do Largo da Ordem. Lá onde, há muuuuuuito tempo, fazíamos o título de eleitor. Lembrou?? Uma foto pra te ajudar:

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece
Palácio São Francisco

Eu já conhecia, mas confesso que não visitava o museu fazia tempo. Gostei muito! A casa em que ele está instalado já é linda. Chamada de Palácio São Francisco, foi construída em 1929 para ser a residência da família Garmatter. Em 1938, o prédio foi comprado por Manoel Ribas, Interventor do Paraná na época, e virou a sede do Governo Estadual até 1953. O Palácio São Francisco foi sede do Tribunal Regional Eleitoral de 1961 a 1987.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece
Exposição permanente que conta a História do Paraná

A parte mais interessante do Museu Paranaense é, sem dúvida, a linha do tempo que conta a História do Paraná desde a pré-história até o início do século XX, quando os imigrantes chegaram por aqui.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece
Antigas máquinas de fazer bolacha e casquinhas de sorvete da empresa Todeschini

O Museu tem também espaço para mostras temporárias. A que mais gostamos foi a que comemora os 60 anos da Copel. Além de contar os principais fatos da empresa paranaense, a exposição traz a réplica de uma residência dos anos 50. Do outro lado, um moderno lar de 2015. A mostra “Copel 60 anos: a energia do dia a dia” fica no Museu Paranaense até o dia 30 de março.

O Museu Paranaense fica na rua Kellers, 289 e funciona de terça a sexta, das 9h00 às 18h00, sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 16h00. A entrada é de graça.

2. Schoenstatt
O nome certo é Santuário Tabor Magnificat, mas quem costuma frequentar chama mesmo de Santuário Schoenstatt. O espaço no Campo Comprido é a sede de uma pequena igrejinha construída em homenagem à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Só no Paraná são cinco delas. Para saber mais sobre o movimento católico da Mãe Peregrina clique aqui.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

Mesmo que você não seja católico, ou mesmo cristão, vale a pena visitar. O lugar é lindo! Indescritível. Uma delícia passar um tempo por lá. Tranquilo, quieto, acolhedor. Um espaço para ficar em paz.
Você pode também ir à missa no Santuário. Geralmente elas são realizadas em um salão na parte mais baixa do terreno. Veja as datas e horários no blog do Santuário.
O Santuário Tabor Magnificat fica na rua Padre José Kentenich, 552, no Campo Comprido. Veja o mapa aqui.

3. Memorial Ucraniano
O Memorial Ucraniano fica dentro do Parque Tingüi. Foi inaugurado em 1995 e homenageia os imigrantes ucranianos que chegaram ao Paraná em 1891. O principal atrativo é a réplica da antiga capela de São Miguel, construída na cidade de Mallet, interior do Paraná. Toda em madeira, ela segue o estilo bizantino.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

Lá dentro você vai encontrar objetos produzidos pelos imigrantes ucranianos, como as pêssankas (aqueles ovos pintados à mão). Do lado de fora, um mirante e uma pêssanka gigante do artista Jorge Seratiuk.

Um espaço agradável, com um grande gramado e um pequeno bosque atrás da igreja.
O Memorial Ucraniano fica no Parque Tingui, Rua Dr. Mba de Ferrante, s/nº (veja o mapa) e funciona de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

4. Capela Santa Maria
É ali no centro, perto do Teatro Guaíra, fácil de chegar. Não deixe de dar uma passadinha por lá. A Capela Santa Maria é simplesmente linda! Se você puder assistir a algum concerto, melhor ainda. Tem mais tempo para admirar a construção.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

A Capela foi inaugurada em 1939 dentro da antiga sede do Colégio Santa Maria. Hoje, o espaço virou uma bela sala de concertos. Desde 2008, é também a casa oficial da Camerata Antiqua de Curitiba. Por isso, é comum presenciar algum ensaio durante a tarde.

A Capela Santa Maria fica na rua Conselheiro Laurindo, 273, e funciona de segunda a sexta, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00, além dos horários de concertos. Veja a programação aqui.

5. Café da Livraria Arte & Letra
Depois de tantos passeios novos que tal uma pausa para ler um livro e tomar um café? Curitiba está cheia de livrarias bacanas, mas aposto que esta você ainda não conhece. A Arte & Letra fica escondidinha, atrás da Casa de Pedra, galeria da Alameda Presidente Taunay.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

Além do espaço agradável para a leitura, a Arte & Letra tem um café e algumas mesinhas do lado de fora onde é permitido ficar com seu cachorro.

Anote o endereço: Alameda Presidente Taunay, 130, Batel. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 10h00 às 20h00. Mais informações no site.”

Via/Materia original: FAMÍLIA NÔMADE.

Matrículas para novos estudantes na rede de Curitiba podem ser feitas a partir do dia 3

Quem perdeu os prazos regulares de matrículas no ano passado, para crianças de 4 anos ou mais (pré-escola e Ensino Fundamental), ainda pode fazer a matrícula para o ano letivo de 2021.

A partir de 3 de fevereiro as famílias podem procurar uma das unidades da rede municipal de ensino.

As matrículas para novos estudantes (que não fizeram cadastramento) e outros casos (como mudança de cidade) estarão abertas a partir do próximo dia 3 e também podem ser feitas ao longo do ano, em caso de necessidade da família (como mudanças de cidade).

Os pais ou responsáveis devem procurar diretamente as unidades, respeitando o distanciamento social e com uso de máscara.

É necessário levar a certidão de nascimento da criança, histórico escolar, carteira de vacinação, CPF e RG do responsável e comprovante de residência da família (conta de energia elétrica).

Volta às aulas híbrida

O ano letivo de 2021 será iniciado no dia 18 de fevereiro em duas modalidades, com modelo híbrido ou remoto, no qual parte dos estudantes irá presencialmente para a unidade e os demais acompanharão os conteúdos por meio de videoaulas, como tem ocorrido desde abril de 2020 devido à pandemia do novo coronavírus.

A escolha do modelo caberá as famílias, e pode ser mudada a qualquer momento. Quem optar pelas aulas presenciais assinará um termo de responsabilidade e levará o filho para unidade.

No outro modelo, o estudante terá acesso ao mesmo conteúdo da sala de aula, conforme seu ano escolar, por meio das videoaulas da TV Escola Curitiba.

As normas e orientações para o retorno presencial estão no Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais.

Veja aqui a íntegra do protocolo.

Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas

O Ministério da Economia lançou hoje (20) o Balcão Único, um projeto que permitirá aos cidadãos abrirem uma empresa “de forma simples e automática, reduzindo o tempo e os custos para iniciar um negócio no Brasil”. A primeira cidade a aderir ao projeto foi São Paulo, que já disponibilizou o novo sistema no dia 15. A próxima cidade a oferecer a ferramenta será o Rio de Janeiro. As informações são da Agência Brasil.

De acordo com o ministério, por meio de um formulário único e totalmente digital, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer vários órgãos públicos.

Tudo poderá ser feito no mesmo ambiente virtual: recebimento das respostas necessárias da prefeitura; registro da empresa; obtenção do número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e inscrições fiscais; desbloqueio do cadastro de contribuintes; recebimento das licenças, quando necessárias; e ainda o cadastro dos empregados que serão contratados. O Balcão Único permitirá ainda que os empreendedores possam, no momento da abertura da empresa, realizar o cadastro de empregados pelo e-Social.

Em nota, a pasta explicou que, segundo relatório do Banco Mundial, para abrir uma empresa nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo era necessário cumprir 11 procedimentos – alguns, em órgãos distintos – o que levava, em média, 17 dias e gerava um custo que representa 4,2% da renda per capita. Esses dados colocaram o Brasil na 138ª posição no quesito abertura de empresas, entre os 190 países avaliados pelo Banco Mundial.

“A transformação digital em um Balcão Único no modelo de one stop shop fará o Brasil ganhar posições no ranking mundial quanto à facilidade de fazer negócios”, disse o Ministério da Economia.

Depois de São Paulo e Rio de Janeiro, o governo federal quer expandir o sistema para todo o Brasil.

O projeto é liderado pela Receita Federal e pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital e foi desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).