5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

“Cansado de frequentar sempre os mesmos lugares? Aposte nestas nossas dicas:

1. Museu Paranaense
Todo mundo sabe que ele existe, mas poucos paranaenses foram até lá para conferir o prédio e as exposições. E você sabe onde ele fica? Sabe sim!! Aquele prédio bonito na rua Kellers . Você passa ao lado dele quando vai à feirinha do Largo da Ordem. Lá onde, há muuuuuuito tempo, fazíamos o título de eleitor. Lembrou?? Uma foto pra te ajudar:

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece
Palácio São Francisco

Eu já conhecia, mas confesso que não visitava o museu fazia tempo. Gostei muito! A casa em que ele está instalado já é linda. Chamada de Palácio São Francisco, foi construída em 1929 para ser a residência da família Garmatter. Em 1938, o prédio foi comprado por Manoel Ribas, Interventor do Paraná na época, e virou a sede do Governo Estadual até 1953. O Palácio São Francisco foi sede do Tribunal Regional Eleitoral de 1961 a 1987.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece
Exposição permanente que conta a História do Paraná

A parte mais interessante do Museu Paranaense é, sem dúvida, a linha do tempo que conta a História do Paraná desde a pré-história até o início do século XX, quando os imigrantes chegaram por aqui.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece
Antigas máquinas de fazer bolacha e casquinhas de sorvete da empresa Todeschini

O Museu tem também espaço para mostras temporárias. A que mais gostamos foi a que comemora os 60 anos da Copel. Além de contar os principais fatos da empresa paranaense, a exposição traz a réplica de uma residência dos anos 50. Do outro lado, um moderno lar de 2015. A mostra “Copel 60 anos: a energia do dia a dia” fica no Museu Paranaense até o dia 30 de março.

O Museu Paranaense fica na rua Kellers, 289 e funciona de terça a sexta, das 9h00 às 18h00, sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 16h00. A entrada é de graça.

2. Schoenstatt
O nome certo é Santuário Tabor Magnificat, mas quem costuma frequentar chama mesmo de Santuário Schoenstatt. O espaço no Campo Comprido é a sede de uma pequena igrejinha construída em homenagem à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Só no Paraná são cinco delas. Para saber mais sobre o movimento católico da Mãe Peregrina clique aqui.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

Mesmo que você não seja católico, ou mesmo cristão, vale a pena visitar. O lugar é lindo! Indescritível. Uma delícia passar um tempo por lá. Tranquilo, quieto, acolhedor. Um espaço para ficar em paz.
Você pode também ir à missa no Santuário. Geralmente elas são realizadas em um salão na parte mais baixa do terreno. Veja as datas e horários no blog do Santuário.
O Santuário Tabor Magnificat fica na rua Padre José Kentenich, 552, no Campo Comprido. Veja o mapa aqui.

3. Memorial Ucraniano
O Memorial Ucraniano fica dentro do Parque Tingüi. Foi inaugurado em 1995 e homenageia os imigrantes ucranianos que chegaram ao Paraná em 1891. O principal atrativo é a réplica da antiga capela de São Miguel, construída na cidade de Mallet, interior do Paraná. Toda em madeira, ela segue o estilo bizantino.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

Lá dentro você vai encontrar objetos produzidos pelos imigrantes ucranianos, como as pêssankas (aqueles ovos pintados à mão). Do lado de fora, um mirante e uma pêssanka gigante do artista Jorge Seratiuk.

Um espaço agradável, com um grande gramado e um pequeno bosque atrás da igreja.
O Memorial Ucraniano fica no Parque Tingui, Rua Dr. Mba de Ferrante, s/nº (veja o mapa) e funciona de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

4. Capela Santa Maria
É ali no centro, perto do Teatro Guaíra, fácil de chegar. Não deixe de dar uma passadinha por lá. A Capela Santa Maria é simplesmente linda! Se você puder assistir a algum concerto, melhor ainda. Tem mais tempo para admirar a construção.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

A Capela foi inaugurada em 1939 dentro da antiga sede do Colégio Santa Maria. Hoje, o espaço virou uma bela sala de concertos. Desde 2008, é também a casa oficial da Camerata Antiqua de Curitiba. Por isso, é comum presenciar algum ensaio durante a tarde.

A Capela Santa Maria fica na rua Conselheiro Laurindo, 273, e funciona de segunda a sexta, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00, além dos horários de concertos. Veja a programação aqui.

5. Café da Livraria Arte & Letra
Depois de tantos passeios novos que tal uma pausa para ler um livro e tomar um café? Curitiba está cheia de livrarias bacanas, mas aposto que esta você ainda não conhece. A Arte & Letra fica escondidinha, atrás da Casa de Pedra, galeria da Alameda Presidente Taunay.

5 lugares em Curitiba que você ainda não conhece

Além do espaço agradável para a leitura, a Arte & Letra tem um café e algumas mesinhas do lado de fora onde é permitido ficar com seu cachorro.

Anote o endereço: Alameda Presidente Taunay, 130, Batel. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 10h00 às 20h00. Mais informações no site.”

Via/Materia original: FAMÍLIA NÔMADE.

Estrada da Graciosa vai sediar Campeonato Paranaense de Skate Downhill 2021

Nos dias 4 e 5 de dezembro são esperados mais de 50 atletas do Paraná e outros estados para disputas três modalidades do downhill, no Campeonato Paranaense, na Estrada da Graciosa. Além do Skate, Luge e Sled integram a competição, que também conta com treino livre para patinadores de Inline, no dia 04.

Organizado pela DSAP (Downhill Speed Associados do Paraná), o Downhill na Graciosa já é tradição. A estrada já sediou várias etapas do campeonato estadual e nacional. O último evento oficial aconteceu em fevereiro de 2020. Desde então, devido à pandemia, as competições foram suspensas. Agora, com um pouco mais de segurança e boa parte da população vacinada, os skatistas voltam a se encontrar para disputar o título paranaense.

“Será ótimo poder proporcionar uma competição segura e responsável aos atletas
após tanto tempo sem competições. Todo mundo está muito animado com o evento e temos certeza que será um final de semana de muita adrenalina e diversão”, estima o skatista profissional e campeão brasileiro, Daniel Lara, que também faz parte da organização do evento.

A Estrada da Graciosa

A ladeira escolhida para o desafio integra a famosa e histórica Estrada da Graciosa, antiga rota dos tropeiros ao litoral do estado, com um cenário repleto de paisagens que atraem muitos turistas para a região serrana. Entre as montanhas, muitas curvas e uma inclinação perfeita para os praticantes do downhill.

O trecho escolhido pelos skatistas tem aproximadamente 1.5 km de extensão, localizado na Comunidade Rio do Meio em Quatro Barras, bem próximo da fronteira com Curitiba. Os skatistas atingem até 70 km/h na ladeira. Na avaliação do skatista Daniel Lara, “a pista é muito boa e o maior desafio se encontra na última curva, que acaba exigindo mais habilidade dos atletas para pilotar os carrinhos ladeira abaixo”, comenta.

Igualdade de gênero

O Downhill Graciosa também é conhecido como primeiro evento a estabelecer critérios de igualdade de gênero na premiação. Em 2019, o evento foi o primeiro no Downhill a estabelecer a regra que se disseminou em outras ações da DSAP (Downhill Associados do Paraná). Nos treinos organizados pela associação, as vagas também são distribuídas igualmente para homens e mulheres.

Categorias e informações do evento


Longboard: Open masculino; Open feminino; Master e Grand master
Street Sled Open.
Street Luge Open
.
Data: 04 e 05 de dezembro de 2021.
Instagram: @dsap_dh.

Bosque Alemão e Bosque do Papa têm programação do Natal das Etnias

O Oratório de Bach, sala de apresentações no Bosque Alemão, e o Memorial da Imigração Polonesa, no Bosque do Papa, serão palco das festividades natalinas programadas pelas comunidades étnicas de Curitiba. A programação gratuita inclui espetáculo teatral, grupo de valsas vienenses e as tradicionais Festa de São Nicolau, Jaselka e Laternenfest.

Em todas as atrações serão seguidos os protocolos de enfrentamento à pandemia da covid-19. São obrigatórios o uso de máscara corretamente, distanciamento e higienização das mãos com álcool em gel.

Nesta sexta-feira (3/12), às 16h, será encenada no Oratório de Bach a peça Lugar de ser Inútil, do grupo Olho Rasteiro. A história é inspirada na obra do poeta Manoel de Barros. Dois personagens andarilhos viajam pelo mundo rupestre e nesse caminho descobrem a palavra bocó. Não sabem seu significado, mas com a ajuda do público irão atrás dessa descoberta.

No sábado (4/12), a partir das 14h30, no Memorial Polonês, será realizada a festa de São Nicolau, celebrada por eslavos, germânicos e luxemburgueses. Este ano, o Consulado de Luxemburgo promove as atrações, reunindo crianças dessas três etnias.

O programa tem também apresentação de músicas tradicionais luxemburguesas e de grupos folclóricos de Curitiba com destaque para o Grupo Folclórico Polonês Wawel, da Colônia Muricy. O ponto alto será entrega de presentes por São Nicolau às crianças. Todas receberão bolachas de mel e o livro infantil A Rainha Ester, de Júlia Malucelli, com ilustrações do cartunista Ziraldo.

A tradicional Jaselka, da comunidade polonesa, acontece no domingo (5/12), a partir das 14h. Estão confirmadas as participações de grupos folclóricos poloneses, ucraniano, italiano, alemão, árabe, grego, boliviano e espanhol. A programação finaliza com uma encenação de Natal pelo grupo Wisla de Curitiba.

No domingo seguinte (12/12), às 15h, o Memorial Polonês receberá o Grupo de Valsas do Original Einigkeit Tanzgruppe da Sociedade Thalia, que apresentará três coreografias de valsas vienenses. Depois será apresentada uma Cantata de Natal – A História do Natal – com 95 vozes da Igreja Adventista do 7º Dia, seguida de um concerto de canto lírico do Núcleo de Ópera Comunitária de Curitiba.

Festa das lanternas

Tradição germânica, a Laternenfest (Noite das Lanternas), que celebra o Dia de São Martinho, será realizada no dia 12 de dezembro, a partir das 18h30, no Bosque Alemão. Pais e filhos levam suas lanternas, cuja luz simboliza o bom caminho e o exemplo de vida do santo que se dedicou a ajudar o próximo e a ensinar o bem.

As famílias se confraternizam numa caminhada entre o Oratório de Bach e a fachada da Casa Mila, seguindo São Martinho em seu cavalo. Ao final do percurso haverá uma apresentação da Banda da Cachimba e a distribuição de bolachas natalinas.

Para participar da caminhada da Laternenfest é necessário se inscrever pelo e-mail da Coordenação de Etnias da Fundação Cultural de Curitiba: caalmeida@curitiba.pr.gov.br. As lanternas devem ser confeccionadas pelos participantes em suas casas.
 

Serviço: Natal das Etnias

Sexta-feira (3/12)
16h – Peça teatral Lugar de ser Inútil, do grupo Olho Rasteiro
Oratório de Bach – Bosque Alemão (R. Schubert, 175, Vista Alegre)

Sábado (4/12)
14h30 – Festa de São Nicolau
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

Domingo (5/12)
14h – Jaselka
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

Domingo (12/12)
15h – Cantata de Natal, Canto Lírico e Valsa
Memorial da Imigração Polonesa – Bosque do Papa (R. Mateus Leme, Centro Cívico)

18h30 – Laternenfest – Dia de São Martinho
Oratório de Bach – Bosque Alemão (R. Schubert, 175, Vista Alegre)
Inscrições devem ser realizadas no e-mail da Coordenação de Etnias da FCC (caalmeida@curitiba.pr.gov.br). As lanternas devem ser confeccionadas com os pais em suas casas