4 COISAS QUE VOCÊ VAI SE SENTIR VELHO

Lembra das propagandas dos animais no Trânsito? Então, essa campanha é de 1997, são 18 anos já! A “Campanha dos Bichos” a abordagem foi feita em quatro aspectos: furar sinal vermelho, parar em fila dupla e bloquear o cruzamento. Segundo a Secretaria de Trânsito de Curitiba (Setran), houve uma redução do número de acidentes em 15%, estima-se que houve um aumento de 80% da fluidez nas ruas em frente às escolas e ainda houve uma redução de 85% no número de infrações na época.


anta1 perua rato

A famosa frase “Isso sim é Renovar!”, lembra disso? Então, não sabemos ao certo quando começaram os comerciais sendo veiculados, mas já fazem mais de 12 anos. Já fizemos um post aqui “Por onde anda o Toninho da Renovar?” e descobrimos que ele está trabalhando no ramo ainda em um bairro de Curitiba. Mas era sempre na TV que  ele e seu boneco falante anunciavam as promoções na loja! HAHAHAHAHA


O nosso querido Jardim Botânico, conhecido no mundo inteiro como principal ponto turístico de nossa cidade foi inaugurado em 1991! São 24 anos, gente!  O Jardim Botânico de Curitiba foi inaugurado em 1991, com uma área de 245 mil m². Seus jardins geométricos e a estufa de três abóbadas tornaram-se um dos principais cartões postais de Curitiba.

A estufa abriga plantas características da floresta atlântica do Brasil. Sua arquitetura, em estrutura metálica e estilo art-noveau, foi inspirada em um palácio de cristal que existiu em Londres, no século 19.

O “Curitibinha” do grande cartunista Marcos Vaz é publicado desde 1993. O personagem, criado em homenagem aos 300 anos de Curitiba, em 1993, foi um dos maiores sucessos da Prefeitura de Curitiba entre os anos de 1993 e 2000. É galera, o nosso amiguinho vai fazer 23 anos este ano! :O

gibi-curitibinha-o-pia-ecologico-de-curitiba-300-anos-14154-MLB209600295_8237-F

Pouca chuva em novembro tem reflexo no nível dos reservatórios da RMC

As chuvas em novembro na Região Metropolitana de Curitiba apresentaram o pior desempenho dos últimos três anos, conforme dados do Simepar – Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná. Em Curitiba, choveu 33 milímetros, o que significa 27% da média de 122 mm para o mês.

As baixas precipitações causam impacto no nível dos reservatórios do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (Saic). Nesta segunda-feira (6), o nível médio do Saic está em 67,34%.

Em 15 de novembro, quando teve início o modelo de rodízio de 60 horas com abastecimento e até 36 horas de suspensão no fornecimento de água, o nível havia chegado a 68,75%. Entre 19 e 23 de novembro, ficou acima de 69%, ainda com reflexo das chuvas de outubro. Desde 24 de novembro, os reservatórios vêm apresentando quedas lentas, mas consecutivas.

O sumário climático do Simepar para o mês de dezembro aponta também chuvas abaixo da média em todo o território paranaense. Essa situação, segundo o instituto, está bastante alinhada com a tendência climática global da La Niña no Oceano Pacífico, com impacto de baixas precipitações no Sul do Brasil.

Mesmo com todas as obras e medidas adotadas pela Sanepar para mitigar os efeitos da crise hídrica, a recuperação dos níveis das barragens e de normalidade no abastecimento depende primordialmente da normalização das precipitações.

campanha Meta20, que visa a redução de 20% do consumo de água na RMC durante a crise hídrica, tem mantido média de 17% desde o lançamento da campanha em maio deste ano.

“Em setembro e outubro, chegamos aos 20%. É preciso lembrar a população de que a água potável deve ser consumida prioritariamente para alimentação e higiene pessoal e que é importante reaproveitarmos a água utilizada na máquina de lavar para a limpeza da casa, da área externa e calçadas”, afirma o diretor-presidente da Companhia, Claudio Stabile.

CENÁRIO – O cenário se repete no Estado – as chuvas de novembro também ficaram abaixo da média prevista. A expectativa era de 1.733,9 milímetros (mm), mas foram registrados apenas 1.1019,6 mm. Os dados são do levantamento do Simepar.

O desvio negativo foi bem expressivo, principalmente em Maringá, na região Noroeste. O município registrou o menor índice de precipitação do Estado: 33 mm, 72,9% abaixo do esperado para o período.

O monitoramento foi feito também em Antonina, Campo Mourão, Cascavel, Francisco Beltrão, Pato Branco, Guarapuava, Guaratuba, Londrina e Foz do Iguaçu.

Confira os números:

Como efeitos significativos do clima no mês passado, o meteorologista Reinaldo Kneib cita as tempestades ocorridas nas regiões Oeste e Sudoeste e a baixa umidade no solo, o que pode afetar o desenvolvimento da safra de verão.

Apesar de as chuvas de outubro terem superado em 59% a expectativa para o mês, com um acumulado de 3.006,8 mm, o ano de 2021 deve fechar com mais registros abaixo da média prevista para o Estado.

“Dezembro é conhecido como um mês quente e chuvoso, mas fora o Litoral, não teremos tantos dias chuvosos como costuma ser a média para o mês. Ou seja, dezembro será mais chuvoso que novembro, porém menos que outubro”, destaca o meteorologista do Simepar.

Curitiba recebe Festival Giro Boêmio neste sábado

A festa acontece no gramado conhecido como “parcão, ao lado do Museu Oscar Niemeyer (MON) e faz parte da programação que marca volta dos grandes eventos a capital paranaense

Curitiba recebe neste sábado (11), das 11h às 19h, no gramado do “parcão”, ao lado do Museu Oscar Niemeyer, o Festival Giro Boêmio. Segundo os idealizadores, esse é um festival plural, com shows, comida de boteco, bebidas variadas e muito mais. As entradas serão LIMITADAS, para garantir a segurança do evento, e já estão disponíveis no aplicativo Giro Boêmio (assinantes do app não pagam). Na hora do evento elas custarão R$20 e quem doar 1kg de alimento não perecível paga meia (R$10). Os alimentos serão encaminhados a instituições de caridade, a fim de promover um Natal com comida na mesa das famílias em situação de vulnerabilidade alimentar.

A música fica por conta de Anne Glober e Banda, Jazz Bop instrumental, Burger Brothers e, ainda, Tony Caster & The Black Mouth Dogs. Para comer, as opções são: Porks – Porco e Chope; Bull Prime; Pão com Bolinho; Dose de Glicose (açaí e churros); Predileta Pizzas; Don Kebab; Sirene – Fish & Chips; Churras Cwb e, ainda, Rafaelato Gelato – com seus picolés gourmets. Para beber, haverá as mais variadas opções e estilos de chopes Bonato, além de 2 espaços exclusivos: Hambre Gin e Bacco Vodka – eleita a melhor vodka do Brasil em 2021.

Ainda tem stand de flash tattoo, com o tatuador Douglas Frasson; Feira de adoção com a Adote com Consciência, Loja de roupas com a Vista Lobo; Bazar vinil com a Joaquim Livros & Discos; Feira de suculentas com a Dona Luíza Orquídeas e Suculentas; Reiki e Aroma Terapia com a Bamboo Terapia; Drinking Games e, por último, mas não menos importante, Espaço Kids, para que pais e crianças possam aproveitar juntos.

E se você acha que a festa acaba aí, ela está só começando. No mesmo dia do festival, será lançado oficialmente o aplicativo e guia de bares Giro Boêmio: “De fácil navegação e totalmente intuitivo, o aplicativo classifica os estabelecimentos de acordo com algumas características, ou seja, além de ajudar o consumidor a escolher onde frequentar, quem faz a assinatura anual do guia (R$120) ainda conta com descontos e promoções exclusivas”, explica um dos idealizadores do projeto Lucas Mazzon Flessak.

Vale lembrar que o app já está disponível em Curitiba, no sistema Android e IOS e, em breve, estará disponível em todo país. A próxima cidade a receber o Festival Giro Boêmio será Recife/PE.

SERVIÇO – FESTIVAL GIRO BOÊMIO

Data: 11 de dezembro de 2021

Horário: das 11h às 19h

Local: Gramado do “parcão” ao lado do MON.

Dúvidas e informações: contato@giroboemio.com.br