Vinícola de Curitiba lança edição limitada de garrafa de 6 litros

Apenas 100 unidades produzidas pela Valdevino de um blend especial serão comercializadas

Um vinho exclusivíssimo apresentado em formato inédito é a grande novidade da Valdevino Vinhos Finos para as festas de final de ano. A vinícola brasileira acaba de lançar uma edição limitada de garrafas Imperial, de 6 litros, com um blend único: o Valdevino Limited Edition. Serão apenas 100 unidades produzidas e enumeradas – o que as tornam sugestão ideal para presentear colecionadores e apreciadores de um bom vinho, especialmente com a proximidade do Natal.

O blend exclusivo, produzido em Mendonza, na Argentina, conta com quatro castas: 85% de uvas Malbec, 6% Cabernet Sauvignon, 6% Cabernet Franc e 3% Petit Verdot. O vinho passa por envelhecimento de 24 meses em barricas de carvalho francês de primeiro uso. Outro diferencial da produção é que o Valdevino Limited Edition não passa por peneiragem em seu embotelhamento. Assim, possui mais resíduos de frutas, dando mais corpo e robustez ao produto.

“Os últimos meses foram muito intensos para a Valdevino. Chegamos ao mercado com uma proposta ousada e fomos acolhidos rapidamente pelos amantes de bons vinhos. Para celebrar esse final de 2021, resolvemos lançar um produto único, que despertasse a curiosidade do público e, principalmente, surpreendesse pelo seu blend e apresentação. O resultado de todo esse trabalho é o Valdevino Limited Edition, um vinho de excelência nos mais variados aspectos, que demonstra toda a nossa versatilidade”, comenta Francisley Valdevino da Silva, proprietário da Valdevino.

Valdevino Vinhos Finos

A Valdevino Vinhos Finos já nasceu internacional. A marca, comandada por Francisley Valdevino da Silva, tem produção no Brasil e na Argentina. São onze rótulos da linha tradicional, entre brancos, tintos, espumantes e rosés. A linha de vinhos argentinos vem do terroir de Maipu e Tunuyán, na celebrada província de Mendoza, reconhecida mundialmente pela sua premiada produção. Para atuar no país vizinho, a Valdevino conta com uma estrutura própria e 100% independente. A tradição vinícola da região entrega muita elegância e complexidade aos rótulos que seguem os principais conceitos aplicados há muitas décadas na produção em Mendoza. Já vinhos brasileiros da Valdevino são elaborados com uvas cultivadas na cidade gaúcha de Bento Gonçalves.

“Com as nossas primeiras linhas, com vinhos nacionais e argentinos, conseguimos mostrar um pouco da versatilidade que queremos apresentar ao mercado. Vinhos extremamente agráveis ao paladar, para os mais variados momentos do ano e com uma grande possibilidade de harmonizações. Hoje, os nossos rótulos estão disponíveis no Brasil, mas em pouco tempo queremos espalhar nossa produção pelo mundo, consolidando internacionalmente a nossa produção, focada em um público exigente e que valoriza os momentos mais agradáveis da vida”, completa Silva.

Para mais informações sobre a vinícola Valdevino Vinhos Finos e toda sua linha de produtos, acesse o site www.valdevinovinhos.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Oficina de pedrarias e Papo de Artesão estão na agenda da semana

Oficinas e Papo de Artesão na agenda da semana.

O Liceu de Ofícios Criativos oferece duas oficinas presenciais gratuitas e um bate-papo on-line com artesãs na próxima semana. As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

Como a sede do Liceu de Ofícios Criativos, no São Francisco, está em reforma, as aulas presenciais são feitas no Liceu de Ofícios Curitiba (Rua Monsenhor Celso, 35, Centro), até a conclusão dos reparos.

Instagram que vende

Na terça-feira (9/8), a social media Emilie Nascimento (@emilie.nascimento) mostra como vender mais usando o Instagram em uma oficina presencial. Entre os temas abordados estarão: Por que escolher o Instagram?; Para quem você fala?; Raio-x de um perfil que vende (foto de perfil, nome de usuário, biografia, link, destaques, identidade visual, conteúdo); e Ferramentas que vão te ajudar.

Papo de Artesão

Na quarta-feira (10/8), o encontro virtual é com as artesãs Adriana Metzger, Mônica Mota e Pricila Almeida, no Papo de Artesão (@papodeartesao). Elas mostram que é possível superar medos e perder a timidez com o tema: Superação Digital.

“Um dia vamos olhar para trás e ver o quanto evoluímos e quanto tivemos que nos superar para chegar onde estamos. Durante a pandemia muitas crenças limitantes tiveram que ser removidas e isso é apenas o começo”, declara Adriana.

O encontro acontece a partir das 15 horas no canal do Liceu de Ofícios Criativos pelo Youtube.

Decoração em pedraria

Na quinta-feira (11/8), a artesã Ana Nilcen (@brilho_daestrela) ensina a técnica de nós em fio de nylon e tramado de pedras que pode ser usada em vários itens de decoração.

Para participar não é necessário levar nenhum material. A artesã vai explicar como usar a técnica em enfeite de guardanapo, pingente de cortina e móbile.

Para receber por WhatsApp os informativos sobre cursos, novidades e outros conteúdos relacionados, salve o número (41) 3250-7710 no celular e envie a mensagem “EUQUERO”.

Novo endereço

Os cursos acontecem no Liceu de Ofícios Curitiba (Rua Monsenhor Celso, 35, Centro). O espaço oferece convênio com o Estacionamento da Ordem (Rua Treze de Maio, 635), para o período de quatro horas por R$ 10.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Projeto Bússola retoma as aulas para meninas do Tatuquara

Projeto Bússola retoma as aulas para meninas do Tatuquara

Meninas do Tatuquara terão a oportunidade de aprender conteúdos de português e matemática brincando. Neste sábado (6/8), serão retomadas as atividades do Projeto Bússola, uma iniciativa da ONG Asec (Associação de Promoção Social Educação e Cultura), que desenvolve atividades de promoção social em trabalhos voluntários para comunidades carentes.

As aulas são desenvolvidas e ministradas por 20 universitárias voluntárias, cursando ou formadas em pedagogia, letras e matemática.

Só para meninas

A atividade é exclusivamente para meninas na faixa etária de 6 a 12 anos e acontecem no Clube da Gente Tatuquara, sempre aos sábados, das 9h às 11h. Há vagas para o segundo semestre. Interessados podem obter informações pelo WhatsApp (41) 99660-5868.

Durante as aulas, são aplicados jogos didáticos, oficinas pedagógicas e artísticas, teatro, música, dança, desenho. O objetivo é ampliar o universo cultural das meninas.

São duas oficinas de 50 minutos, simultâneas, onde as meninas são divididas em dois grupos conforme as idades. Até agora, já passaram pelo Projeto Bússola 60 crianças e atualmente estão inscritas 33 meninas.

Sequelas da pandemia

De acordo com a coordenadora do projeto, Ana Júlia Pereira Kloster, 20 anos, a ideia surgiu durante a pandemia, quando o isolamento aumentou de forma substancial o descompasso entre ensino público e privado.

“O projeto foi pensado com intuito de suprir essa necessidade. Nós já tínhamos feito uma ação no Tatuquara e temos conhecimento que outra ONG tem um trabalho parecido com meninos, então resolvemos fazer este trabalho com as meninas”, explicou Ana Júlia.

Durante o intervalo de 20 minutos entre as oficinas é oferecido um lanche. Durante esse período ocorrem as tutorias, em que as voluntárias ajudam as meninas a estabelecerem metas pessoais e acadêmicas.

Interesse pelos estudos

“Nós percebemos muitos problemas de autoestima, crianças dispersas e como consequência elas enfrentam dificuldades no aprendizado. Procuramos suprir essas lacunas com aulas estimulantes para cativar a atenção e desenvolver o aprendizado”, disse Ana Júlia.

“Mesmo nesse curto período que passamos juntas vemos como faz diferença na vida dessas crianças. A gente recebe relatos de mães que observam o aumento de interesse das crianças pelos estudos. Isso é muito gratificante”, disse.

Transformação das voluntárias

Ana Júlia explicou também que além de ajudar as crianças, a atividade também causa impactos positivos nas voluntárias, porque muitas começam a atividade, mas poucas persistem, por causa da distância, do lanche que tem que ser providenciado, além do preparo do material que demanda tempo.

“Quem persiste acaba tendo uma transformação interior porque está se dedicando aos outros e para isso precisa sair da sua ‘bolha’ e doar um pouco do seu tempo no final de semana”, comentou.

Serviço: Projeto Bússola

Local: Clube da Gente Tatuquara (Rua Evelázio Augusto Bley, 151 – Tatuquara)

Data e hora: aos sábados, das 9h às 11h

Informações: WhatsApp (41) 99660-5868

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba