Viaduto Pompéia é liberado para o tráfego de veículos

As alças de acesso ao Viaduto Pompéia, no Tatuquara, foram entregues pelo prefeito Rafael Greca nesta sexta-feira (25/10). O tráfego foi liberado às 16h30.

O viaduto foi concluído em setembro de 2015 pela Autopista Planalto Sul/Arteris – concessionária responsável pela rodovia BR-116 -, mas não ganhou as estruturas necessárias para viabilizar sua utilização.

Viaduto Pompéia, no Tatuquara, é liberado para o tráfego de veículos após construção das alças de acesso. Curitiba, 25/10/2019. Foto: Luiz Costa/SMCS

As alças já deveriam ter sido construídas nos anos de 2015 e 2016, mas só a partir de 26 de setembro de 2018, na atual gestão da Prefeitura, foram iniciadas. O projeto para terminar o viaduto e recuperar a região foi feito pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). As obras foram executadas sob a supervisão da Secretaria Municipal de Obras Públicas.

“Acabo de abrir ao tráfego o Viaduto Pompéia, o portal do populoso bairro do Tatuquara. Ele foi construído sem alças em 2015. Quatro anos depois, 70 famílias vulneráveis foram removidas, pois suas casas ocupavam o leito das alças de acesso à BR-116, e cinco ruas foram requalificadas com traçado e asfalto novo”, disse Greca.

“Doze linhas de ônibus fluirão melhor. Não vamos mais atrapalhar quem vai de Curitiba para Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Quitandinha, Areia Branca dos Assis, Campo do Tenente, Rio Negro, Piên. Trabalho cumprido e, aos poucos, vamos desatando os nós que encontramos”, disse Greca.

O diretor de Operações da Arteris, César Sass, apontou que dar funcionalidade ao viaduto construído em 2015 é como realizar um sonho.

“Sinto que cumprimos com nossos propósitos ao viabilizar uma estrutura que reduz congestionamentos e acidentes. O prefeito Rafael Greca nos deu a sua palavra e cumpriu com o que prometeu”, revelou Sass.

O secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, lembrou outras ações desenvolvidas no Tatuquara e que também têm impacto na vida dos moradores.

“É uma satisfação enorme entregar as alças do Viaduto Pompéia. Obra importantíssima, que se soma às 33 ruas requalificadas desde 2017, quase 19 quilômetros de asfalto novo, e à construção do Terminal Tatuquara e do Restaurante Popular”, apontou Rodrigues.

Acesso ao bairro

O acesso do bairro à pista da BR-116 no sentido Curitiba-Fazenda Rio Grande ganhou forma. A Rua Francisco Xavier, que desemboca no viaduto, foi alargada, ficando com nove metros de largura, com duas faixas para o tráfego e mais uma para estacionamento.

A via compõe o binário da Vila Pompéia e também foi asfaltada, sinalizada, já conta com calçadas novas, melhorias na iluminação e paisagismo.

A Francisco Xavier de Oliveira serve agora de saída do Tatuquara para a BR-116 e a entrada será pela Rua João Batista Bettega Junior. Entre as duas ruas, outros binários acessórios funcionarão como complemento às alças do viaduto.

Além da Francisco Xavier de Oliveira, foram feitas obras em trechos das ruas José Zanoncini e Francisca Ferreira da Luz, no entorno do Colégio Estadual Beatriz Faria Ansay, na ligação da Francisco Xavier de Oliveira com a BR-116, no sentido sul.

Sem comprometer a utilização do viaduto, seguirão em andamento até janeiro as obras na alça de acesso que permitirá o retorno da Francisco Xavier de Oliveira para a Rua Francisco Warcheski, em direção ao bairro.

A nova rua está sendo construída para atender moradores que vivem na quadra que antecede a cabeceira do viaduto, no lado esquerdo. A nova via garantirá a eles um caminho mais curto para retornar ao bairro.

Aprovação dos moradores

Vizinho da cabeceira do Viaduto Pompéia, o motorista de táxi aposentado Avir Vieira dos Santos mora há 40 anos na Rua Francisco Xavier de Oliveira. Foi testemunha da evolução do bairro.

“Aqui só tinha mato, era um lugar esquecido. Fico feliz de poder acompanhar essa benfeitoria. É asfalto novo na minha rua e o viaduto, que estava largado, tendo utilidade”, disse Santos.

Ir e vir da unidade das Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa) na BR-116, no Tatuquara, será mais simples para José Salvador Spina. Ele trabalha com carga de descarga de produtos na Ceasa e mora há mais de 30 anos na Rua Francisco Xavier de Oliveira.

“Eu criei meus filhos aqui e nunca teve nada tão bom como essas obras. A gente fica alegre e, sem dúvida, a vida melhora. Nossa região fica mais valorizada”, aponta Spina.

Há seis anos morando na região, o aposentado José Carlos Santos foi um dos primeiros a cruzar de carro o viaduto e estava comemorando a entrega da obra.

“É uma felicidade grande. Só tenho a agradecer e festejar esse viaduto, as ruas asfaltadas e tudo mais. Viva!”, disse Santos.

Mudanças no trânsito

Três ruas do bairro Tatuquara começam a ter sentido único de circulação para os veículos ainda na última quarta-feira (23/10). As alterações de trânsito foram feitas para atender as novas alças de acesso ao Viaduto Pompéia.

As mudanças incluem mão única aos motoristas que trafegarem pela Rua Francisca Ferreira da Luz, que poderão seguir apenas da João Batista Bettega Junior para a Francisco Xavier de Oliveira. Já, a Francisco Xavier de Oliveira passou a ter sentido único de circulação da Estrada Delegado Bruno de Almeida para a Rua Camilo Bueno, até o acesso ao viaduto sobre a BR-116.

Na Rua José Zanoncini, os veículos seguem somente da Francisca Ferreira da Luz para a Estrada Delegado Bruno de Almeida. As mudanças foram acompanhadas por agentes de trânsito, que orientaram os motoristas.

Itinerários dos ônibus

Com a construção das alças, a abertura do Viaduto Pompéia e as alterações no trânsito em ruas do entorno, 12 linhas de ônibus tiveram seus itinerários modificados. Responsável pela gestão do sistema de transporte coletivo da cidade, a Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs) estudou e organizou as mudanças nas linhas e produziu cartazes para informar os usuários.

As linhas que sofreram alteração do itinerário são: 680 Rurbana, 681 Dalagassa, 684 Rio Bonito, 684 Rio Bonito (semidireto – manhã), 684 Rio Bonito (semidireto – tarde), 690 Vila Juliana, 772 Tupy-Juliana, 617 Jardim Ludovica, 646 Pompéia-Janaína, 655 Jardim da Ordem, 659 Caximba-Olaria e 679 Madrugueiro-Tatuquara.

Os cartazes com o croqui das mudanças de rota foram fixados nos ônibus, pontos e terminais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pedidas gastronômicas para curtir as finais da Copa do Mundo

A seleção canarinho vai conquistando mais vitórias na Copa do Mundo, e a torcida é cada vez mais animada. Quem prefere reunir os amigos em casa para vibrar com as partidas, tem ótimas pedidas gastronômicas para receber os convidados. A Ragú Rotisseria & Co. ficará disponível até o dia 18, data da final da Copa, para pedidos feitos com três dias úteis de antecedência.

A pedida mais prática é apostar no box “A Taça Do Mundo É Nossa!” que tem diversos itens, em versões para servir seis ou doze pessoas. A caixa inclui Coxinha de costela com molho de pimenta, Empadão de frango com requeijão, Bolinha de queijo crocante, Dadinhos de tapioca e queijo canastra com melado picante, Mini brioche, costelinha assada, aioli, tomates assados e rúcula, Caseirinho de salaminho, queijo, alface e tomate, Carne de onça temperada, cebolinha e quadradinhos de broa, Mix de amendoins e Beijinho. A caixa para seis pessoas custa R$ 800, enquanto a que atende 12 convidados, sai por R$ 1.400.

Outra escolha é comprar aperitivos pré-prontos, para fritar em casa, com clássicos de festa. São opções como Mini coxinha de frango ao curry (R$ 98 com 20 unidades e R$ 240 com 50), Dadinhos de tapioca e queijo canastra com geleia de pimenta (R$ 98 com 20 unidades e R$ 240 com 50) e o Mini pastel de brie, mel e mostarda L’Ancienne (R$ 125 com 20 unidades, R$ 300 com 50). Há ainda pratos, como um dos mais pedidos da Ragú: Phylo Brie, queijo brie envolto por delicada massa phylo, coberto por nuts e mel (R$ 139, servindo de 4 a 6 porções, ou R$ 260 servindo 10 a 12 porções).

Ragú Rotisseria & Co.

O conceito da Ragú Rotisseria & Co. é fundado em alimentação saudável, fresca e variada. O espaço dinâmico alia referências de diversos países para elaborar pratos que ampliem a qualidade de vida, destacando insumos orgânicos e valorizando o consumo de comércios locais. A marca foi elaborada por Fernanda Zacarias de Alencar, uma apaixonada pela boa gastronomia que formou-se chef de cuisine e restaurateur e fez curso superior de cozinha italiana em Colorno, na Itália.

As encomendas de pratos da Copa do Mundo da Ragú Rotisseria & Co. devem ser feitas por telefone no (41) 3019-0711 ou por WhatsApp (41) 99280-1923. Os pedidos precisam ser feitos com três dias úteis de antecedência, com retirada na R. Francisco Rocha, 533 – Batel. O cardápio da Copa fica disponível até o dia 18 de dezembro.

Edson & Hudson e Gian & Giovani apresentam show ‘Boate Azul’ em Curitiba

Duas grandes duplas se reúnem para celebrar a música sertaneja, Edson & Hudson e Gian & Giovani estão juntos no projeto Boate Azul Ao Vivo, que trará o melhor do repertório de cada um e mais uma compilação de grandes sucessos do ritmo. Idealizado pela Live, o show chega a Curitiba, no dia 16 de dezembro, às 21h15, no palco do Teatro Positivo. Os últimos ingressos estão à venda a partir de R$ 160, via Disk Ingressos. A produção e realização são da RW7 Production.

Em três horas de show com blocos intercalados, e dois deles dedicados à interação das duplas, o repertório, com uma média de 50 músicas, promete reunir o melhor de Edson & Hudson e de Gian & Giovani, juntos irão cantar clássicos da música sertaneja. Entre as músicas do show estão “Nem Dormindo Consigo Te Esquecer”, “Porta Retrato”, “Olha Amor”, “Azul” e não poderia faltar aquela que inspira o nome do álbum “Boate Azul”.

A trajetória dos quatro artistas é refletida em prosa, cantoria e bom humor durante as três horas de show. “É uma grande honra fazer parte desse projeto com parceiros que temos afinidade e luta parecida. Somos admiradores da música sertaneja, desejamos que os clássicos fiquem sempre vivos nos corações das pessoas e perpetuem gerações”, comenta Edson & Hudson.

Já para Gian & Giovani, o “Boate Azul Ao Vivo” é a celebração de uma carreira de sucesso. “Depois de anos de estrada, estamos preparados para homenagear artistas e canções que inspiram a nossa carreira e a história de tanta gente. A música se renova, ninguém melhor que os nossos companheiros para representar isso, inovar conosco”, revelam.

Nascidos e criados no interior de São Paulo, Edson & Hudson em Limeira e Gian e Giovani em Franca escreveram algumas páginas na história do segmento sempre em alta. Ambas as duplas se separaram por um período e perceberam o quão importante e forte são juntos. “Boate Azul Ao Vivo” irá juntar em um só palco artistas com timbres únicos e inúmeros sucessos que marcaram época e fazem parte da vida de muitas gerações.

Serviço – Boate Azul Ao Vivo em Curitiba

Quando: 16 de dezembro de 2022 (sexta-feira)

Local: Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300)

Horários: abertura da casa às 20h15 / Show às 21h15

Ingressos: os ingressos variam de R$ 160 a R$ 440, de acordo com o setor, modalidade e lote vigentes;

Vendas: Disk Ingressos (Ventura Shopping – de segunda a sexta, das 11h às 22h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9 às 18h), na bilheteria do Teatro Positivo

**Entrega em domicílio com taxa de entrega

Classificação Etária: 16 anos. Menores de 16 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais

Realização: RW7 Production & Entertainment