Urbs bloqueia cartões de passageiros com covid que tentam furar o isolamento

Em pouco mais de dois meses, 156 passageiros com diagnóstico positivo de covid-19 tiveram seus cartões-transporte bloqueados por tentar furar o período de isolamento social e embarcar nos ônibus da capital. 

O número de pessoas com cartão-transporte ativo diagnosticadas com covid somou 275 no período – o que representa pouco em relação aos 370 mil usuários por dia do transporte coletivo da capital. Mas mais da metade dos 275 diagnosticados tentou furar o isolamento.

Risco de contaminação

A Urbanização de Curitiba (Urbs) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) implantaram, no fim de março, um sistema de cruzamento de dados de CPF de pessoas diagnosticadas com covid-19 e portadores de cartão-transporte.

O objetivo é evitar que pacientes com covid-19 rompam o isolamento e ainda monitorar o risco de contaminação no transporte coletivo da capital. 

Os usuários do cartão representam mais de 65% dos passageiros de ônibus na cidade. A medida vale para os cartões usuário, isento (idosos e pessoas com deficiência) e estudantes.

“Cada um precisa fazer sua parte. Cuidar das medidas sanitárias e, se estiver com covid-19, se isolar”, diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs.

“Essa parceria da SMS com a Urbs é mais um mecanismo para impedir a circulação do vírus. Mas é importante também que cada uma faça a sua parte e, quem está com sintomas ou testou positivo, fique em casa, em isolamento”, acrescenta a superintendente executiva da SMS, Beatriz Battistella Nadas.

Quem testou positivo para covid-19 entra em uma lista de cartões desabilitados. Se o usuário que deveria estar em isolamento tentar passar em uma catraca para embarcar no ônibus, esse cartão “queima” e é bloqueado imediatamente e terá que ser substituído.

O passageiro que cumpriu o período e não tentou furar o isolamento não precisa se preocupar, porque o cartão é desbloqueado automaticamente após sete dias.

Como funciona

Quem tem suspeita de diagnóstico de covid-19 e é atendido na rede pública ou privada de saúde assina um Comunicado de Isolamento Domiciliar, comprometendo-se a permanecer em casa por dez dias.

A partir do resultado positivo do teste PCR, que é realizado em torno do terceiro dia de início dos sintomas, o cartão do transporte é desabilitado por sete dias. A medida vale para todos os tipos de cartões, com exceção do cartão avulso, comprado em bancas.

Para quem teve o cartão bloqueado, é possível fazer o desbloqueio, após os sete dias, pessoalmente na Urbs, após agendamento pelo site https://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/utilidades/cartao-transporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Drive do Zoo de Curitiba vai arrecadar ração para pets resgatados

Quem agendar visitas de carro ao Zoo de Curitiba a partir da próxima semana vai poder colaborar com o Banco de Ração da Rede de Proteção Animal da Prefeitura. No passeio, podem ser doadas rações comerciais para cães e gatos secas ou úmidas, em embalagens fechadas, que serão distribuídas às ONGs e protetores de animais parceiros da Rede. 

Os interessados podem entrar no Agenda Online a partir das 20h desta sexta-feira (18). Serão abertos quatro horários por dia (10h, 11h, 14h e 15h) de terça-feira a sábado. As rações serão entregues na entrada do drive-thru à equipe de recepção dos visitantes.

Foto: Pedro Ribas/SMCS

“Além de matar as saudades dos animais do Zoo e aprender sobre eles de um jeito diferente, a população vai poder ajudar pets resgatados”, diz o diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo.

O Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba existe desde 2019. Até hoje foram distribuídas 107 toneladas de alimento para os animais resgatados.

Leia mais aqui

Butantan entrega mais 2,2 milhões de doses de vacina contra a covid-19

O Instituto Butantan fez hoje (18) a entrega de mais 2,2 milhões de doses da vacina contra o coronavírus CoronaVac. O imunizante vai ser distribuído pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) para ser usado em todo o país. 

Com o lote de hoje, o Butantan alcança a marca de 52,2 milhões de doses entregues desde janeiro. A previsão é que até o final de setembro o instituto tenha disponibilizado 100 milhões de doses da vacina ao PNI.

A entrega de hoje é referente ao processamento de 3 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) recebidos da China no último dia 25 de maio. A matéria-prima permitiu a produção de 5 milhões de doses.

O Butantan espera receber até o fim deste mês mais uma remessa com 6 mil litros de IFA para poder envazar mais 10 milhões de doses. 

Segundo os últimos dados disponibilizados pelo governo estadual, já foram aplicadas em São Paulo 20,2 milhões de doses, sendo 5,8 milhões da segunda dose da imunização.