Universidades iniciam retomada das atividades presenciais em Curitiba; veja o que diz cada instituição

Pelo menos cinco importantes instituições de ensino superior de Curitiba já definiram ou discutem a retomada de atividades presenciais após pouco mais de um ano e meio desde que o Paraná declarou estado de calamidade pública em virtude da pandemia de Covid-19. Nesta quinta-feira (30), a Banda B procurou algumas instituições para entender de que forma ocorrem as discussões sobre o tema e quais são os planos para os próximos meses.

Todas as instituições consultadas pela reportagem destacaram, de forma unânime, que o retorno presencial aos ambientes de ensino acontece gradualmente e leva em consideração a segurança dos funcionários, estudantes e demais envolvidos.

A postura delas está principalmente associada ao avanço da vacinação contra a Covid-19 no país. De acordo com o último levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa, uma parceria entre O Estado de S.PauloG1O GloboExtraUOL Folha de S.Paulo, o Brasil tinha até esta quinta-feira (30) 146.605.293 pessoas vacinadas com a primeira dose do imunizante contra a doença, o que corresponde a 68,73% da população. O número de brasileiros que já completou o esquema vacinal, ou seja, tomaram a segunda dose ou dose única, chegou 91,4 milhões: 42,87% da população.

Em relação ao Paraná, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) informou nesta quinta-feira (30) que 96,52% da população adulta já recebeu ao menos uma dose da vacina contra o novo coronavírus. A percentagem de pessoas deste público que está completamente imunizada alcançou 59,78%.

Sobre Curitiba, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou nesta quarta (29) que 1 milhão de pessoas estão com a imunização completa – 69%. Ao todo, 98,7% da população curitibana com mais de 18 anos já recebeu ao menos uma dose do imunizante.

Banda B solicitou também um posicionamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Paraná sobre o cenário de retomada de atividades presenciais por parte das instituições de ensino superior. Em nota, a Sesa orientou que os cuidados sanitários sejam colocados em prática, tais como: aferição da temperatura, distanciamento e uso de máscara.

Universidade Federal do Paraná

Segundo a Universidade Federal do Paraná (UFPR), uma equipe interprofissional que envolve vários setores está responsável por planejar a retomada gradual das atividades presenciais na instituição. Para o desenvolvimento das medidas discutidas, a Comissão de Retomada das Atividades Presenciais julgou características e especificidades de cada campus universitário, diz a universidade no site oficial.

O ano letivo de 2021, que se iniciou em 20 de setembro, já conta com atividades híbridas, remotas e presenciais. Ao todo, nove setores da universidade disponibilizam mais de 170 disciplinas presenciais no formato de atividades práticas emergenciais, todas aprovadas pelos comitês de biossegurança setoriais. Segundo a UFPR, os cursos de Odontologia, Química, Medicina (Curitiba), Técnico em Petróleo e Gás, Geologia, Luteria e Engenharia Industrial Madeireira são os que mais estão ofertando atividades presenciais.

Veja abaixo as medidas tomadas pela universidade para garantir o retorno presencial de atividades:

  • Testagem: Através do setor de Ciências Biológicas da UFPR, que coordena um projeto de testagem da comunidade, testes serão realizados em pessoas que apresentarem sintomas ou que tiverem contato com alguém contaminado ao passo em que ocorre a retomada gradual de atividades;
  • Caminho no monitoramento: o Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Saúde (NEPES) da UFPR irá acompanhar e orientar os casos suspeitos ou confirmados de Covid-19;
  • Mapeamento de ambientes: espaços da instituição estão sendo avaliados pela UFPR através de mapeamento tridimensional com uso de técnicas de levantamento a laser para garantir que não haja aglomerações;
  • Controle de acesso: um sistema de gestão de monitoramento de acesso foi implantado na entrada de espaços da universidade com alta circulação de pessoas. A ferramenta, que visa auxiliar o controle de acesso aos locais, pode ser usada por alunos, professores e servidores técnico-administrativos. Com o cadastro do usuário no aplicativo, é possível rastrear pessoas que estiveram presentes em laboratórios ou salas. No caso de alguém ser infectado pela Covid-19, é possível notificar e emitir um aviso a todos que tiveram contato com ela.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

A PUC-PR informou, em nota, que planeja aumentar o número de atividades presenciais em seus campi a partir de outubro. A instituição destacou que a decisão considera o alto índice de vacinação entre professores e funcionários, além do desejo dos estudantes.

Confira a nota na íntegra:

“Considerando o alto índice de vacinação de seus professores e colaboradores e a manifestação dos estudantes, a PUCPR planeja para o mês de outubro um aumento das atividades presenciais em seus câmpus.

As aulas permanecerão no modelo Hyflex implementado em 2021, porém, com maior número de atividades presenciais nos câmpus. Nos próximos dias, a Universidade fará uma consulta com os estudantes sobre as perspectivas de um retorno presencial e é importante que todos manifestem também suas considerações sobre o aumento das atividades presenciais com seus professores e coordenadores de curso.

Salientamos que os estudantes que não estiverem à vontade ou se sentirem inseguros com o retorno da presencialidade não serão obrigados a participar das aulas no câmpus e não sofrerão qualquer penalidade. Ainda assim, todos os esforços da Universidade para um retorno presencial estão de acordo com as normas sanitárias prezando pela segurança de seus colaboradores, professores e estudantes. A PUCPR permanecerá atenta às recomendações das Secretarias de Saúde.”

Universidade Tuiuti do Paraná

A Universidade Tuiuti do Paraná disse, de forma breve, que a instituição já oferta aulas práticas na modalidade presencial e que pretende aumentá-las de forma gradativa. Veja abaixo a nota:

A Universidade Tuiuti tem realizado aulas práticas presenciais e vem aumentando de forma gradativa, sempre seguindo com todas as recomendações de Biossegurança.”

Centro Universitário Curitiba

O UniCuritiba afirmou que o planejamento acerca do retorno das atividades presenciais ocorre de forma consistente e leva em consideração a segurança, qualidade e bem-estar da comunidade acadêmica. Um treinamento, segundo o centro universitário, foi realizado com uma equipe.

Dentre as medidas tomadas pela instituição estão:

  • Questionário: aqueles que pretendem realizar alguma atividade nos espaços do UniCuritiba devem preencher um questionário online antes do comparecimento;
    • A instituição, porém, não detalhou o que contém neste questionário.
  • Aferição de temperatura;
  • Uso obrigatório de máscara;
  • Instalação de tapetes sanitizantes;
  • Totens e displays de álcool em gel;
  • Ambientes abertos e sinalização de protocolos.

Leia a nota na íntegra:

“O UniCuritiba trabalhou em um plano consistente para o retorno seguro das aulas presenciais, mantendo o compromisso com a qualidade, segurança e bem-estar de toda a comunidade acadêmica. Além do treinamento realizado com a equipe, a instituição conta com um protocolo de ações para aqueles que estão retornando ao presencial, com o preenchimento de um questionário online antes de qualquer necessidade de presença física nas unidades; aferição de temperatura, uso obrigatório de máscara; instalação de tapetes sanitizantes, totens e displays de álcool em gel; ambientes abertos e ventilados e ampla sinalização dos protocolos, para manutenção do distanciamento social e controle da lotação dos espaços.

Vale ainda destacar que a retomada está sendo realizada de forma gradual e de acordo com as normas gerais de prevenção ao Covid-19 estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde, seguindo também os moldes propostos pelo Governo do Estado do Paraná e as regras estabelecidas por cada município. O UniCuritiba está sempre aberto e disponível para dúvidas e informações.”

Universidade Positivo

Assim como a PUC-PR, a Universidade Positivo (UP) também dará início ao retorno das atividades presenciais, de forma gradual, em outubro. As atividades nesta modalidade serão retomadas a partir da próxima segunda-feira (4).

Segundo a UP, vários espaços poderão ser frequentados pela comunidade acadêmica. Veja abaixo:

“A Universidade Positivo (UP) comunica que na próxima segunda-feira, 4 de outubro, seguirá com o retorno seguro e gradual de atividades e algumas disciplinas de 27 cursos de graduação, conforme Resolução publicada na sexta-feira, 24 de setembro. Os acadêmicos poderão voltar aos campi Ecoville, Osório e Santos Andrade, na capital paranaense, em datas específicas e programadas pelos coordenadores, para aulas práticas e integrativas.

A data também marca a reabertura dos espaços culturais dos Teatros e Centro de Eventos e Exposições. Para garantir a segurança de todos na retomada, muitas aulas continuam em formato remoto e as atividades práticas presenciais acontecem de acordo com o Manual de Biossegurança da UP e as normas instituídas pelas autoridades sanitárias locais e nacionais.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Prefeitura de Curitiba promove mutirão de recolhimento de lixo eletrônico no sábado

Prefeitura de Curitiba promove mutirão de recolhimento de lixo eletrônico no sábado

No sábado (3/12), os curitibanos têm a última oportunidade do ano de descartar corretamente os aparelhos eletrônicos e cabos fora de uso que estiverem ocupando espaço em casa. O mutirão da Prefeitura de Curitiba acontece em dez pontos diferentes da cidade, das 9h às 15h.

Veja os endereços abaixo.

Podem ser levados computadores, geladeiras, smartphones, fornos elétricos, micro-ondas, aparelhos de som, ventiladores, desumidificadores, torradeiras, batedeiras, aspiradores, mixers, secadores, calculadoras, câmeras digitais, rádios, tablets, notebooks, impressoras, carregadores de celular, entre outros.

O recolhimento é feito pelas associações de reciclagem do Ecocidadão. As peças serão separadas e encaminhadas para darem origem a outros bens. O plástico presente nos aparelhos pode ser usado como matéria-prima para os novos.

A gerente de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Leila Maria Zem, reforça que, levando os eletroeletrônicos aos mutirões, além de colaborar com as famílias dos catadores, e no fortalecimento da cadeia de reciclagem, elimina-se o risco de descarte incorreto. “Em aterros sanitários ou bota-fora irregulares, os compostos químicos podem contaminar o solo e os lençóis freáticos”, explica.

Volta em março

Os recolhimentos mensais voltam a acontecer apenas em março, em função dos meses de férias escolares de verão. Até lá, quem precisar encaminhar o lixo eletrônico pode levar diretamente a um dos Ecopontos Mistos, ou a algum dos pontos fixos das regionais Boqueirão, Tatuquara e Cajuru.

No ICI

Continua disponível o recolhimento do material, também, no  Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), no Cabral. Quem faz o recolhimento é a Associar, do Ecocidadão, todas as primeiras sextas-feiras do mês. Inicialmente, a ação foi estendida, além do material gerado no ICI, aos servidores do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e moradores da primeira quadra da Rua São Pedro, onde fica o ICI.

Mais informações sobre o descarte correto de resíduos e os serviços disponíveis estão no site coletalixo.curitiba.pr.gov.br e no site da Família Folhas.

Mutirão de recolhimento de lixo eletrônico

Data: 3/12 (sábado)

Horário: das 9h às 15h

Locais

    • Parque Barigui: acesso pela BR-277, no estacionamento em frente ao heliponto
    • Parque Bacacheri: acesso pela Rua Dr. Eurico César de Almeida
    • Administração Regional Cajuru: Avenida Prefeito Maurício Fruet, 2.150
    • Parque São Lourenço: Rua José Brusamolin, 125 – acesso pela Rua Mateus Leme
    • Parque Tingui: acesso pela Rua José Casagrande, próximo à ponte
    • Rua da Cidadania do Pinheirinho: Avenida Winston Churchill, 2.033 (no estacionamento, em frente à UPA)
    • Largo Padre Albino Vico: na frente da Paróquia Santuário São José, com acesso pela Avenida República Argentina
    • Praça Menonitas: Rua Antônio Kosovski, 3.425, c/ Rua Major Theolindo Ferreira Ribas
    • Praça Des. Armando Carneiro: esquina das ruas Lourival Portella Natel e Levino Schier
    • Horto Municipal do Guabirotuba: Avenida Senador Salgado Filho, 947

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Sabores de Natal chegam nas lojas Café Cultura com café especial e sobremesas

O clima de celebração que dezembro traz é recebido com sabores exclusivos no Café Cultura. A rede catarinense preparou um cardápio com várias opções de bebidas e doces inspirados na festividade, que estão disponíveis nas mais de 30 lojas pelo Brasil. Um blend de café próprio, biscoito natalino e outras surpresas fazem parte das pedidas.

O Santa Blend é um blend exclusivo da rede Café Cultura, disponível apenas durante o Natal. Os grãos selecionados foram cultivados no solo de Alfenas, Minas Gerais. De corpo leve, tem acidez equilibrada e alta doçura, revelando notas de frutas secas e avelã tostado com aroma de butter toffee.

Outra saborosa surpresa da temporada é a Torta de chocolate sem glúten. Ideal para pessoas com restrições alimentares, mantém o sabor do chocolate e ainda leva decoração temática. O biscoito Ginger Bread tem o clássico boneco de gengibre, disponível em uma embalagem que funciona como lembrança de Natal. Ele também é servido com café: é o Ginger Coffee, o tradicional café com leite acompanhado pelo biscoito. Para os dias quentes, a pedida é o Frappè de morango, preparado com a fruta, dose de espresso e leite, além de chantilly.

Para aprimorar o clima, a decoração especial também toma conta das lojas. Os cafés com leite ganham estêncil de canela ou de cacau em pó, e os cafés para levar têm copos com mensagens de Feliz Natal. As sacolas também recebem artes temáticas, o que as deixam ideais para presentear, combinando itens natalinos como o Ginger Bread com copos térmicos da rede, por exemplo.

Sobre o Café Cultura

A rede Café Cultura foi fundada pelo casal Joshua Stevens e Luciana Melo em 2004, em Santa Catarina. A preocupação com toda a cadeia de produção dos cafés é foco da marca, que ganhou projeção nacional com o conceito Farm to Cup, de controle dos grãos da fazenda até a xícara.

A rede Café Cultura conta com seis endereços em Curitiba: ParkShoppingBarigüi (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600), Soho Batel (R. Saldanha Marinho, 1050), Batel (R. Coronel Dulcídio, 558), Cabral (R. São Pedro, 696), Pátio Batel (Av. do Batel, 1868) e São Lourenço (R. Mateus Leme, 4715 – Abranches). Para mais informações, acesse o site.