Universidades estaduais definem datas e mudanças para os vestibulares de 2022

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, as universidades estaduais do Paraná estão alterando o formato dos vestibulares. O objetivo é incentivar o ingresso de novos estudantes nas instituições respeitando as medidas sanitárias.

Na Universidade Estadual de Londrina (UEL) foi aprovada, na quinta-feira (1), a realização do Vestibular 2022 em fase única, com prova agendada para 6 de março, seguindo o modelo adotado no último concurso. As inscrições iniciam no dia 20 de setembro e vão até 3 de novembro.

O reitor da UEL, Sérgio Carvalho, afirma que a universidade registrou mais de 27 mil inscrições no Vestibular 2021, em virtude da redução do valor de inscrição e da realização da prova em um único dia, somente em Londrina.

“A universidade teve de suspender o concurso por três vezes e realizou a prova em conjunto com o Ministério Público e com as autoridades municipais e sanitárias. Esperamos que no ano que vem estejamos vivendo a normalidade, mas é importante ser conservador neste atual cenário da Covid-19”, disse o reitor.

A Comissão do Vestibular Unificado (CVU) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) também propôs modificações e readequações no Vestibular 2022. Além da alteração das provas, que eram aplicadas em dois dias e mudam para data única, o exame terá alteração no número de questões para adequação ao tempo. A duração será de até cinco horas, no período da tarde.

Segundo a presidente da Comissão Central do Vestibular, Maria Raquel Marçal Natali, as mudanças facilitam a logística e estimulam a participação dos candidatos. “Os estudantes terão mais facilidade do ponto de vista econômico, com um dia de provas apenas, procedimento também adotado por outras universidades estaduais”, explicou.

PROVAS – Outra instituição que, recentemente, realizou o vestibular foi a Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp). A prova reuniu 3.197 candidatos que concorreram a 1.083 vagas ofertadas nos cursos de graduação da universidade.

O processo seletivo também aconteceu em um único dia e a tendência é que se mantenha no mesmo formato para os próximos anos. O gabarito provisório e o caderno de provas do Vestibular Uenp 2021 estão disponíveis AQUI.

Foto: Divulgação SETI

Na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) a prova do vestibular que estava agendada para domingo (4) foi transferida para 1º de agosto, devido à situação epidemiológica da macrorregião Oeste, que abrange quatro dos sete locais de prova. São 10.766 inscritos que disputam 1.230 vagas, distribuídas em 65 cursos de graduação.

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) disponibilizou duas formas de ingresso em 2021. Uma delas foi usar a média final do último vestibular realizado e a outra foi considerar a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) nas edições de 2018 e 2019. A expectativa é que as provas acorram no mesmo formato no início do ano que vem.

INSCRIÇÕES ABERTAS 

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) abriu as inscrições nesta quinta-feira (1º) para o Vestibular de Primavera 2021. O prazo segue até 29 de julho e as provas serão aplicadas em 26 de setembro. O processo seletivo é válido para entrada de alunos em 2022. São 725 vagas distribuídas em 39 cursos de graduação.

Nesta edição, as provas serão aplicadas em um só dia, no domingo (manhã e tarde), com intervalo mínimo de duas horas entre uma prova e outra. A Coordenadoria de Processos de Seleção (CPS) manteve o mesmo conteúdo programático e obras literárias da edição anterior.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente no site da CPS/UEPG. O valor da taxa de inscrição também foi mantido em R$ 157, que pode ser pago até 30 de julho.

Para o Vestibular de Primavera, a UEPG mantém a aplicação de um rígido protocolo de biossegurança, aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde, que respeita o uso obrigatório de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social. Em cada local de provas serão alocados em torno de 250 candidatos para evitar aglomerações antes da entrada escalonada dos candidatos nas salas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

65% dos estudantes terão atividades presenciais em escolas e CMEIs de Curitiba

A maioria das famílias das 140 mil crianças e estudantes da rede municipal optou pelo formato híbrido de ensino, com aulas presenciais e videoaulas da TV Escola Curitiba, para o retorno das atividades em escolas e CMEIs, a partir de segunda-feira (2/8). 

No preenchimento do formulário para a escolha do formato, que ficou disponível até esta terça-feira (27/7) no site da Educação, 65% dos pais ou responsáveis escolheram o ensino híbrido. Os 35% restantes permanecerão no ensino remoto, com videoaulas e kits pedagógicos, sem aulas presenciais.

As unidades já estão reorganizando a distribuição das turmas. O limite de ocupação, conforme o Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais, é de até 50%.

“Todas as unidades receberam equipamentos e cuidados necessários para um retorno seguro, com máscaras, face shields, totens de álcool em gel, tapetes sanitizantes, termômetros, serviços de sanitização. Mas, quem preferir seguir no remoto, tem esta opção”, diz a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Na próxima segunda-feira (2/8), todas as 415 escolas municipais e CMEIs retomarão às atividades híbridas, com oferta de aulas presenciais somadas a videoaulas àqueles que escolheram o híbrido.

O retorno será escalonado. No dia 2, voltam os alunos do 4º, 5º, 8º e 9º anos do Fundamental. A partir de 16 de agosto, retornam os estudantes do 1º ao 3º e do 6º e 7º.

“Sempre será respeitado o limite de até 50% da ocupação previsto no protocolo, porém, como o retorno está escalonado por ciclos, a ocupação média ficará bem abaixo desse número”, afirma a secretária.

Na Educação Infantil também haverá escalonamento. De 2 a 13 de agosto, irão às unidades as crianças dos prés I e II e único, bem como as do Maternal II. A partir de 16 de agosto, podem voltar ao presencial (no formato híbrido) os berçários e as turmas de Maternal I.

A TV Escola Curitiba segue com os conteúdos na tevê aberta e nocanal do YouTube. Os canais são o 4.2 (Rede Massa), 9.2 (Paraná Turismo) e 16.4 (TV Evangelizar).

Quando as crianças e os estudantes que optaram pelo formato híbrido estiverem em casa, acompanharão as videoaulas.

Leia+

No último dia 19 retornaram às aulas em formato híbrido cem das 415 unidades da rede, aquelas onde os estudantes têm maior dificuldade de acesso ao ensino remoto. São 50 CMEIs e 50 escolas com o programa Leia +.

“O andamento das atividades presenciais nessas unidades está sendo rigorosamente acompanhado pela secretaria, para que possamos cuidar da segurança de todos, profissionais e estudantes”, explica Maria Sílvia.

Aulas da rede estadual do Paraná foram retomadas nesta quarta com mais escolas abertas

Os estudantes da rede pública estadual retornaram às aulas nesta quarta-feira (21) em todo o Paraná para o início do segundo semestre, dando continuidade às atividades do segundo trimestre letivo, conforme o calendário escolar da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR).

Assim como vem acontecendo desde 10 de maio, também segue a reabertura gradual das instituições para a retomada das atividades presenciais no modelo híbrido. Mais de 1,7 mil colégios abrem total ou parcialmente nesta semana, cerca de 500 a mais do que no encerramento do primeiro semestre. Em algumas cidades, ainda existem decretos municipais que impedem o retorno.

Na Capital, 149 dos 155 colégios receberão os alunos. Em Londrina, por exemplo, todas as 68 escolas estarão abertas, assim como as 32 de Maringá.

“Desejamos um excelente retorno aos estudantes e também aos professores, que já passaram os últimos dois dias nas escolas realizando estudos e planejamento para a metade final deste ano”, diz o secretário Renato Feder.

Desde a segunda semana de junho, a Secretaria não faz mais “rodadas de abertura” (como nos dias 10/05, 24/05 e 07/06), mas a reabertura gradual das instituições segue acontecendo em datas acordadas entre escolas e respectivos Núcleos Regionais de Educação (NREs). 

VACINAÇÃO – Nesta terça-feira (20), o Paraná chegou à marca de 223 mil profissionais da Educação Básica vacinados com a primeira dose (somando as redes públicas estadual e municipal e a privada). Os números podem ser acompanhados no site do Governo do Estado.

MEDIDAS DE PROTEÇÃO – As instituições de ensino seguem um protocolo de segurança, garantindo distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes, disponibilizando álcool em gel, reforçando a obrigatoriedade do uso de máscara e aferindo a temperatura de alunos e funcionários na entrada do colégio. Distanciamento, uso de máscara e aferição de temperatura também são regras dentro do transporte escolar.

AUTORIZAÇÃO DOS PAIS – O retorno presencial não é obrigatório. Pais, mães ou responsáveis legais que desejem a volta dos estudantes devem assinar um termo de autorização a ser entregue na instituição de ensino. Os alunos que optarem por não ir às aulas presencialmente continuarão no ensino remoto via Google Meet e também pelas plataformas digitais do Aula Paraná, na TV aberta e no YouTube, além do kit pedagógico impresso.

ORIENTAÇÕES – Na página Aulas Seguras 2021, a comunidade escolar encontra importantes orientações sobre o funcionamento das escolas para o ano letivo de 2021, com perguntas e respostas frequentes, uma cartilha com os principais procedimentos de biossegurança, cartazes com dicas para os estudantes e também o termo de compromisso para os pais e responsáveis que desejam o retorno presencial de seus filhos.