Universidades Estaduais definem calendários acadêmicos para 2021

Os Conselhos de Ensino, Pesquisa e Extensão das universidades estaduais do Paraná estão definindo os calendários das atividades dos cursos de graduação referentes ao ano letivo de 2021. Em decorrência da gravidade da pandemia de Covid-19, as instituições suspenderam as aulas presenciais e precisaram readequar os seus calendários letivos.

UEPG e UEM – Na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o ano letivo terá início no dia 31 de maio para os veteranos. Já para os calouros, a previsão de ingresso é em 14 de junho. O calendário acadêmico prevê, ainda, o recesso das atividades entre 3 e 30 de maio, com exceção do curso de Medicina, que iniciará o ano letivo em 17 de maio.

Devido ao momento de excepcionalidade da pandemia a oferta das disciplinas será flexibilizada. O estudante poderá cursar as disciplinas, independente da série na qual está lotado conforme previsto no Projeto Pedagógico do Curso.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) também aprovou o calendário acadêmico de 2021. O início do ano letivo ficou definido para agosto deste ano, com término em maio de 2022. Desta forma, as aulas do primeiro semestre iniciam no dia 9 de agosto com término em 15 dezembro e as do segundo semestre começam em 10 de janeiro de 2022, com final em 14 de maio de 2022.

UEL e UNICENTRO – A Universidade Estadual de Londrina (UEL) definiu, no final de abril, o calendário acadêmico para os 53 cursos de graduação referentes ao ano letivo de 2021. As aulas terão início em 2 de agosto e prosseguem até 23 de junho de 2022. As atividades em curso atualmente representam o ano letivo de 2020 e terminam no próximo dia 25 de junho.

Os estudantes dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Odontologia iniciam o ano letivo no dia 16 de agosto. Isto porque esses cursos terão atividades práticas, terminando as aulas mais tardiamente.

Segundo a Pró-reitora de Graduação da UEL, Marta Fávaro, a proposta foi elaborada e aprovada considerando excepcionalidades e um calendário acadêmico estendido, levando em conta as condições sanitárias que o país e o Paraná deverão enfrentar no decorrer deste ano.

“Concluímos que seria melhor termos um ano letivo um pouco estendido, pois isso daria uma flexibilização maior para que os Colegiados de Cursos pudessem organizar as ofertas das atividades, de modo a atender de forma mais efetiva os acadêmicos”, ressalta a Pró-reitora.

O calendário acadêmico de 2020 foi estendido na Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). As aulas de 2020 irão até o próximo dia 12 de maio. O ano letivo de 2021 tem seu início previsto para os meses de junho ou julho. O Conselho Universitário da Unicentro irá se reunir nas próximas semanas para analisar e aprovar o novo calendário.

UNIOESTE, UENP E UNESPAR – Uma decisão parecida foi adotada pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). O Conselho Universitário da instituição aprovou no final do ano passado a readequação do calendário acadêmico dos cursos de graduação, referente ao ano letivo de 2020. O calendário aprovado foi para ensino 100% remoto e abrangeu todas as disciplinas, séries e alunos, para a conclusão do ano letivo de 2020.

As matrículas para disciplinas com oferta de forma remota foram realizadas nos dias 9 e 10 de dezembro de 2020, e as atividades letivas iniciaram no dia 18 de janeiro deste ano.

Na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), o calendário está seguindo etapas distintas para cada área dos cursos. Alunos de Ciências Sociais Aplicadas iniciaram o ano letivo de 2021 no dia 5 de abril e os estudantes dos cursos de Licenciaturas e demais Bacharelados irão iniciar as aulas no próximo dia 15 de maio. Novos alunos aprovados no vestibular, bem como acadêmicos de cursos da área da saúde ainda não possuem uma previsão para iniciar as aulas.

Sistema parecido ao da UENP também está sendo adotado pela Universidade Estadual do Paraná (Unespar). O calendário acadêmico para o ano 2021 está sendo executado conforme a necessidade e perfil de cada curso. A maioria dos estudantes matriculada nos cursos de graduação nos 2º, 3º e 4º anos iniciou as aulas no dia 26 de abril. Entretanto, para os primeiros anos, o início do ano letivo acontecerá após o resultado da prova de redação do vestibular da universidade. A previsão é que, para este público, as atividades iniciem em junho.

VESTIBULAR – As datas dos processos seletivos para ingresso em 2021 nas universidades também sofreram alterações.

A UEPG foi a primeira universidade, desde o início da pandemia, a aplicar as provas de maneira presencial. O processo seletivo ocorreu domingo e segunda-feira (2 e 3 de maio). Na UEL o vestibular será realizado no dia 30 de maio, em fase única. Outras informações das etapas de seleção estão disponíveis na página da universidade.

Na UEM as provas serão aplicadas nos dias 23 e 24 de maio, com a divulgação do resultado do processo seletivo previsto para o dia 15 de junho. As inscrições podem ser feitas até 07 de maio pelo site.  A UENP está com inscrições abertas até 6 de junho para o vestibular 2021. As provas serão realizadas no dia 20 de junho.

Também é possível fazer a inscrição para o vestibular da Unioeste. Os estudantes devem se candidatar pela internet até o dia 4 de junho, e as provas estão agendadas para 4 de julho. O ensalamento para os alunos que irão realizar o vestibular da Unicentro já está disponível. As provas acontecem no próximo fim de semana, dias 9 e 10 de maio.

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) dividiu o vestibular em duas modalidades: Processo Seletivo de Ingresso I (PS1): utilização do Enem 2018 ou 2019 ou aproveitamento da média final do Vestibular Unespar 2018 ou 2019. Processo Seletivo de Ingresso II (PS2): aproveitamento das notas do último ano do ensino médio e aplicação da prova de redação. A prova de redação na modalidade PS2 será aplicada entre os dias 9 a 12 de maio. O ensalamento já está definido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MEC publica edital de adesão ao Sisu 2022

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (28) o edital de adesão das instituições públicas de educação superior ao primeiro processo seletivo de 2022 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O prazo é de 8 a 12 de novembro e a adesão deve ser feita por meio do sistema de gestão do Sisu.

O documento com o cronograma e procedimentos foi publicado no Diário Oficial da União.

É de exclusiva responsabilidade da instituição participante descrever, no documento de adesão, as condições específicas de concorrência às vagas por ela ofertadas. Aquelas que precisarem retificar informações sobre a adesão terão de 15 a 19 de novembro para enviar os novos documentos ao MEC, também por meio do site do Sisu.

O edital de adesão ao Sisu prevê ainda que seja disponibilizado, pelas instituições, o acesso virtual para que os estudantes selecionados pelo programa possam encaminhar a documentação exigida e efetuar suas matrículas de forma remota, caso não possam realizar os procedimentos necessários de forma presencial.

Cabe a elas, ainda, divulgar, tanto em suas páginas na internet como em locais de grande circulação de estudantes, as condições específicas de concorrência às vagas ofertadas no âmbito do Sisu, conforme seus documentos de adesão, bem como editais próprios e a sistemática adotada para a convocação dos candidatos.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC para acesso de estudantes a um curso de graduação em universidades públicas do país, sejam elas federais, estaduais ou municipais. As vagas são abertas semestralmente e, para participar, é preciso ter garantido um bom desempenho nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter zerado a redação.

Para a seleção dos candidatos, serão exigidos, exclusivamente, os resultados obtidos pelos estudantes no Enem de 2021, que será aplicado nos próximos dias 21 e 28 de novembro. Após a divulgação da data do resultado do Enem 2021, o MEC publicará o edital com o prazo de inscrição e demais procedimentos para o Sisu do primeiro semestre de 2022.

Universidades estaduais estão com inscrições abertas para o vestibular 2022

As universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM) e do Paraná (Unespar) estão com inscrições abertas para os vestibulares. Ao todo, são 7.948 vagas para 191 cursos em diferentes cidades. O ingresso dos estudantes está programado para 2022.

Na UEL, as inscrições do Vestibular 2022 vão até 3 de novembro e as provas serão aplicadas em 6 de março do ano que vem, somente em Londrina. São 2.509 vagas em 52 cursos de graduação. Já outras 616 vagas serão ofertadas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Aplicado em fase única, como na última edição, o vestibular terá duas provas: Prova de Conhecimentos, contendo 50 questões, e Prova de Redação, constituída pela proposta de um único tema.

Segundo a coordenadora de Processos Seletivos da UEL, Sandra Garcia, a expectativa é repetir a mesma quantidade de candidatos registrada este ano, ou seja, mais de 27 mil inscritos. “O otimismo está relacionado ao bom desempenho da UEL nos rankings que atestam a qualidade do ensino e no trabalho realizado pela equipe de aplicação e fiscalização do último vestibular”, disse.

Na UEM, o vestibular 2021 segue com inscrições abertas até 20 de outubro, com ingresso dos estudantes programado para 2022. Devido à pandemia, a universidade teve que readequar o calendário acadêmico. São ofertadas 2.367 vagas, das quais 1.032 universais e 1.335 para cotistas (sociais e negros).

As provas serão aplicadas em 20 de fevereiro de 2022 nas cidades de Maringá, Apucarana, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Cidade Gaúcha, Curitiba, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama.

NOVO MODELO – Para o próximo ano, a Unespar oferece 3.072 vagas para ingresso em 71 cursos de graduação, por meio de dois processos seletivos. O primeiro se dará com a utilização das médias finais (notas) dos vestibulares da instituição (edições de 2018, ou 2019, ou 2020), ou a média final (nota) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) das edições entre 2015 e 2020.

O segundo acontecerá por meio das vagas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – Enem 2021. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet (AQUI).

OUTRAS INSTITUIÇÕES – As universidade estaduais de Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro), do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Norte do Paraná (Uenp) devem divulgar os calendários dos próximos vestibulares nos meses de novembro e dezembro.