UFPR define calendário de 2021 com 1º semestre encerrando em dezembro

O 2º semestre de 2021 começa em 31 de janeiro de 2022, com aulas até 7 de maio de 2022

A Universidade Federal do Paraná aprovou nesta segunda feira (16) o plano de adequação do calendário acadêmico – afetado pela pandemia da Covid 19 – ao calendário civil. A resolução foi votada em sessão remota do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). Pelo novo calendário, o primeiro semestre letivo de 2021 será de 20 de setembro a 18 de dezembro, ainda de forma virtual.

A professora Maria Josele Bucco Coelho, pró-reitora de Graduação e Educação Profissional (Prograd), explica que a comunidade universitária convergiu para a aprovação de um calendário único.

“Foi um processo de diálogo muito intenso, com forte preocupação de acolher os anseios da comunidade acadêmica e também proporcionar qualidade de ensino para todos os cursos”. Além da adequação do calendário, os debates consideraram as entradas de calouros, períodos de exames finais, lançamento de notas e matrículas.

O período de recesso será em janeiro de 2022. O segundo semestre de 2021 começa em 31 de janeiro de 2022, com término em 07 de maio de 2022. Segundo a pró-reitora, as datas contemplam os anseios de de estudantes e do fórum de coordenadores de curso, em relação ao número de semanas necessárias para integralização dos dois semestres.

Já o curso de Medicina, que sempre teve um calendário especial dentro da Instituição, continuará com uma programação de 18 semanas. Tanto no campus de Curitiba, quanto em Toledo, o primeiro semestre de 2021 de Medicina será de 20 de setembro de 2021 a 05 de fevereiro de 2022. O segundo semestre de 2021 será de 28 de fevereiro a 02 de julho de 2022. Para cursos com muitas disciplinas práticas represadas, a Prograd abriu a possibilidade de adesão ao calendário de 18 semanas, com proposição e aprovação dentro de cada setor.

Em breve, a Prograd publicará as instruções normativas com as especificações de outras datas do calendário acadêmico.

Em julho, a universidade informou que poderia levar até quatro anos para que o calendário letivo se readequasse ao calendário civil

Informações Banda B

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.