Tico Kuzma é o novo presidente da Câmara Municipal de Curitiba

Em sessão especial na tarde deste sábado (2), a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) elegeu os sete integrantes da Mesa Diretora para o biênio 2021-2022, além do corregedor e vice. Seis dos nove cargos serão ocupados por parlamentares reeleitos; outros três, por “novatos” no Legislativo. No quinto mandato, Tico Kuzma (Pros) foi eleito com unanimidade, em votação nominal, o novo presidente da Casa. Não houve candidaturas avulsas.

Além de Kuzma, farão parte da Comissão Executiva as vereadoras Flávia Francischini (PSL) e Professora Josete (PT), respectivamente as novas primeira e segunda-secretária da instituição. A votação da primeira parlamentar foi unânime, com 38 votos. A de Josete teve 36 votos favoráveis; 1 contrário, de Ezequias Barros (PMB); e 1 abstenção, de Eder Borges (PSD).

>> Confira mais fotos no Flickr da CMC.

Formado por 21 vereadores, de 12 dos 20 partidos com cadeira na CMC, o maior dos três blocos parlamentares constituídos para a eleição da Mesa também indicou, conforme o quociente partidário, o primeiro vice-presidente deste biênio: Alexandre Leprevost (Solidariedade), eleito com unanimidade. Liderado por Mauro Bobato (Pode), o “blocão” reuniu Solidariedade, Novo, PT, Pode, PSL, PV, MDB, PP, Republicanos, PTB, DC e Pros.

Também de acordo com o quociente partidário, os outros dois blocos e a bancada do DEM tiveram, cada um, direito à indicação de um representante à Mesa. Indicado pelo bloco PDT, PSB, PMB e Patriota, Tito Zeglin (PDT) será o segundo vice-presidente da Casa. Pelo bloco formado por PSD, Cidadania e PSC, Professor Euler (PSD) foi eleito para a terceira-secretaria.

Tanto Zeglin quanto Euler retornam à Mesa, já que ocupavam, no biênio 2019-2020, a primeira vice-presidência e a segunda-secretaria, respectivamente. As votações foram unânimes, assim como a eleição de Mauro Ignácio (DEM) para a quarta-secretaria. O partido, único a não integrar nenhum bloco, foi o último a ter direito às indicações aos cargos. A eleição não teve candidaturas avulsas para nenhum dos cargos.

Os artigos 25, 26, 27 e 28 do Regimento Interno dispõem sobre a formação e as competências da Mesa Diretora. Nos artigos 38 e 39, são especificadas as atribuições do presidente, a quem cabe se pronunciar em nome da Câmara Municipal, dirigir seus trabalhos e fiscalizar sua ordem.

Já os artigos 41 a 44 do Regimento Interno tratam das funções dos vice-presidentes e dos secretários. No artigo 45, o mote é a Comissão Executiva, formada pelo presidente, o primeiro e o segundo-secretário, órgão permanente de direção administrativa e financeira do Poder Legislativo do Município.

Corregedoria
Após a escolha dos sete cargos da Mesa Diretora, os vereadores elegeram Amália Tortato (Novo) a corregedora e Osias Moraes (Republicanos) o vice-corregedor da CMC. Eles tiveram 24 votos, contra 14 obtidos pela chapa formada por Marcelo Fachinello (PSC) e Maria Leticia (PV).

Os mandatos também são de dois anos, vedada a reeleição na mesma legislatura. Cabe à corregedora, substituída em eventual impedimento pelo vice, promover a manutenção do decoro, da ordem e da disciplina na CMC; dar cumprimento às determinações da Mesa referentes à segurança interna e externa da Casa; fazer sindicância sobre denúncias de ilícitos ou infrações ético-disciplinares referentes a vereadores; analisar processos internos, com o objetivo de aprimorar o cumprimento dos princípios da administração pública; e fiscalizar o cumprimento dos prazos previstos no Regimento Interno.

Via: Câmara Municipal de Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba vacinou 695.294 pessoas contra a covid-19

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até domingo (20), 695.294 pessoas com a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Até esta data foram vacinados: 302.048 idosos, 93.514 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação), 6.859 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência, 14.704 trabalhadores das forças de segurança, 80 indígenas, 8.908 gestantes e puérperas, 7.623 pessoas com deficiência, 111.855 pessoas com comorbidades, 35.320 educadores (entre professores e trabalhadores da Educação Básica) e 114.483 pessoas do grupo sem comorbidades (convocadas por idade).

Segunda dose

Em Curitiba, 234.901 pessoas receberam a segunda dose da vacina até domingo (20). A vacinação com a segunda dose está sendo feita nas instituições de longa permanência, em profissionais de saúde e idosos.

Cronograma

Nesta segunda-feira (21), Curitiba vacina a população com 50 anos ou mais. A orientação é que os nascidos no primeiro semestre (1º de janeiro a 30 de junho) busquem um dos pontos de vacinação das 8h às 12h. Já os nascidos no segundo semestre (1º de julho a 31 de dezembro) devem buscar a imunização entre 13h e 17h

Também estão sendo atendidas com a primeira dose pessoas com comorbidades entre 18 e 59 anos, pessoas com deficiência permanente acima de 18 anos, gestantes e puérperas, trabalhadores de drogarias e farmácias de manipulação, funcionários da Fundação de Ação Social (FAS), idosos com 60 anos ou mais que ainda não tenham recebido a vacina e profissionais de Saúde com registro em conselho de classe de 14 áreas.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 1.038.672 doses de vacinas, sendo 740.972 para primeira dose e 297.700 para segunda dose. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

Além da reserva técnica, a SMS precisa manter um estoque de vacinas para garantir a imunização de remanescentes dos grupos já contemplados – pessoas que por algum motivo não fizeram a imunização nas datas estipuladas. Por exemplo, quem estava em processo de confirmação de comorbidade ou não comparecido no dia programado para sua imunização. Essas pessoas têm o direito e serão vacinadas quando comparecerem aos postos de vacinação.

CIEE tem 2,5 mil vagas de estágio no Paraná; saiba como se inscrever

O programa de estágio do Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE-PR) possui mais de 2,5 mil vagas abertas, em diversas cidades do estado. Deste total, 1,3 mil vagas são para Curitiba e região. Podem participar estudantes a partir de 16 anos, matriculados em ensino médio, técnico ou superior.

As áreas com mais oportunidades são para estágio em administração, com 497 vagas, e tecnologia em processos gerenciais, com 427 vagas disponíveis no estado.

Os interessados podem se inscrever no programa e verificar as vagas disponíveis pelo site do CIEE ou tirar dúvidas pelo telefone 0800 300 430.