Temporada da NBA começa esta noite com polêmicas em aberto

A bola sobe nesta terça-feira (18), a partir das 20h30 (horário de Brasília), para Boston Celtics e Philadelphia 76ers abrirem a nova temporada da NBA, a maior liga de basquete do mundo. Conhecida por proporcionar assunto para debate mesmo quando não há partidas sendo jogadas, a liga norte-americana viveu uma intertemporada recheada de polêmicas extra-quadra, em quantidade acima do normal. O desenrolar dessas situações – que ainda estão em aberto – ao longo da temporada promete trazer um tempero especial, fazendo com que torcedores e fãs, além de salivarem para ver quem será o campeão ao final, desfrutem mais o meio da competição, às vezes não tão destacado no calendário. E as polêmicas não pouparam nem os finalistas do ano passado.

O atual campeão, o Golden State Warriors – estreante nesta terça (18), diante do Los Angeles Lakers – viveu semanas turbulentas desde que Draymond Green acertou um soco no companheiro Jordan Poole em pleno treino, já em outubro. A franquia considerava o assunto resolvido internamente, mas o vazamento do vídeo da agressão teve grande repercussão e exigiu um posicionamento dos envolvidos. Green, alegando problemas pessoais, pediu desculpas e se afastou do elenco por alguns dias. O técnico Steve Kerr declarou que não houve suspensão, apenas multa, cujo valor não foi divulgado. No último fim de semana, Poole enfim falou sobre o episódio, minimizando o impacto do ocorrido e dizendo que o colega já havia se desculpado. No entanto, com ambos os atletas envolvidos em negociações de renovação dos contratos (Poole recentemente estendeu o compromisso com o Warriors; Green ainda não) e o fato de Draymond Green ser notoriamente temperamental, esta é uma situação que será acompanhada ao longo da temporada.

NBA: Preseason-Denver Nuggets at Golden State Warriors

Golden State Warriors, com o trio Steph Curry, Jordan Poole e Draymond Green, estreia às 23h desta terça-feira (18) contra o Los Angeles Lakers – John Hefti-USA TODAY Sports/Reuters/Direitos Reservados

O Boston Celtics, derrotado na decisão em 2021-22, viveu drama ainda maior. Em setembro, o técnico Ime Udoka foi suspenso do comando da equipe por um ano. Pouco se sabe a respeito do motivo da punição, já que a equipe divulgou apenas que se tratara de uma relação imprópria com uma funcionária do staff da franquia. Os próprios atletas disseram ter sido pegos de surpresa com o anúncio e afirmaram também não saber o que de fato aconteceu. Udoka – casado com a atriz Nia Long – foi talvez o grande responsável pela transformação que o time sofreu no meio da temporada passada, subindo de produção e chegando à final apoiado na melhor defesa da liga. Até pela falta de informações, não há indícios sobre o futuro do técnico, se ele acabará demitido, ou se retornará após a suspensão. Para o lugar dele, o Celtics promoveu o assistente Joe Mazzulla a técnico interino. Mazzulla, de 34 anos, chegou a ser preso em 2009 por violência contra uma mulher. Segundo o diretor-geral (e ex-técnico) da franquia, Brad Stevens, a equipe de Boston já havia apurado o caso, quando contratou o assistente anos atrás, e confia nele. Em quadra, Mazzulla terá de superar a inexperiência, já que será responsável por dirigir a equipe e conquistar o vestiário, repleto de atletas com altas expectativas para a temporada.

Outra equipe projetada para disputar o título, o Phoenix Suns, passa por momento delicado. Também em setembro, o proprietário da franquia Robert Sarver, que também controla o Phoenix Mercury (WNBA), foi suspenso pela NBA por um ano e multado em US$ 10 milhões (o equivalente a R$ 52,9 milhões), após a conclusão de investigações a respeito de denúncias sobre comportamento tóxico do empresário. Sarver, que adquiriu as ações do Suns em 2004, foi alvo de denúncias de antigos e atuais funcionários da franquia, por comentários machistas, homofóbicos e racistas, entre outras condutas. A punição da liga, considerada branda, foi recebida com críticas e, dias depois, o bilionário resolveu colocar o patrimônio esportivo à venda. Somente o Suns tem valor estimado em US$ 1,8 bilhão (R$ 9,5 bilhões). O imbróglio extra-quadra, iniciado antes da temporada passada, pareceu a princípio não afetar o time, que fez a melhor campanha da temporada regular. No entanto, a equipe desmoronou nos playoffs – foi eliminada de forma vexatória diante do Dallas Mavericks, na semifinal da Conferência Oeste –  e exibe sinais de instabilidade no elenco. Um dos titulares, Jae Crowder, está afastado após pedir para ser trocado por perceber que perderia a vaga. Outro, Deandre Ayton, chegou a assinar com o Indiana Pacers, mas a oferta foi igualada pelo Suns. Em declarações à imprensa, o atleta não se mostrou especialmente animado em continuar defendendo o time do Arizona.

NBA: Preseason-Brooklyn Nets at Minnesota Timberwolves

O astro Kevin Durant segue defendendo o Brooklyn Nets, apesar de ter manifestado divergências com o técnico teve Nash e o diretor Sean Marks  – Matt Krohn-USA TODAY Sports/Reuters/Direitos Reservados

Diante de tantas narrativas complicadas, a história que prometia ser o grande acontecimento do intervalo entre uma temporada e outra da NBA parece ter acontecido em época distinta. Em junho, o astro Kevin Durant, de contrato renovado com o Brooklyn Nets, pediu para ser negociado pela equipe. No entanto, não houve proposta que atendesse à demanda do Nets, que não desejava perder um dos maiores talentos da história do basquete e fez altos pedidos em troca. Durant, que chegou a dar um ultimato à franquia, manifestando que, caso a equipe quisesse contar com ele, deveria mandar embora o técnico Steve Nash e o diretor Sean Marks, acabou retirando a exigência e aceitando permanecer em Brooklyn. Nash e Marks também seguem e agora todas as atenções estarão voltadas para alguma atualização neste enredo. Um início ruim pode reaquecer os rumores de insatisfação e certamente diversos times estarão interessados em contar com Durant.

Com a instabilidade espalhada, uma data pode ganhar contornos ainda mais dramáticos nesta temporada. O dia 9 de fevereiro será o último em que as equipes poderão trocar atletas e fazer ajustes em busca dos objetivos traçados agora, que podem ser atualizados no desenrolar da temporada.  Entre a primeiríssima jogada e o desfecho da temporada, quando se coroar um novo campeão, muito pode mudar. Atenção ao meio.


Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carnaval de Curitiba está de volta e com atrações que vão além do samba na avenida

Carnaval de Curitiba está de volta e com atrações que vão além do samba na avenida

A folia está de volta a Curitiba, depois de dois anos suspensa por causa da pandemia. A programação do carnaval promete agradar todos os gostos. De Zombie Walk na Rua XV de Novembro ao tradicional desfile de escolas de samba na Marechal Deodoro, o que não vão faltar são programas para turistas e moradores de Curitiba aproveitarem o feriadão. 

Entre os dias 18 e 21 de fevereiro, a cidade terá uma série de eventos musicais e culturais, tanto para quem gosta da folia de Momo como para quem prefere o chamado “carnaval alternativo” de Curitiba.

Os dias de folga serão também um convite para relaxar e curtir as atrações que fazem a fama da capital, como seus parques, bosques, jardins, museus, igrejas, feiras, mercados e endereços gastronômicos.

“O turismo em Curitiba está aquecido, tivemos um recorde de público no Natal e esperamos que o carnaval siga no mesmo ritmo. Nosso carnaval é eclético, a programação vai além do samba e estamos animados com a volta das atrações presenciais”, comenta Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo.

Confira programas para curtir Curitiba durante o feriadão de Carnaval

Extreme Metal Carnival

A novidade do Carnaval 2023 fica por conta da primeira edição do festival Extreme Metal Carnival, que acontecerá nos dias 18 e 19 de fevereiro (sábado e domingo), contando com grandes nomes do Metal Extremo Brasileiro. Os ingressos custam de R$ 80 a R$ 260. Clique aqui para comprar.

Confira a programação:

Dia 18/02: Rebaelliun (RS), Cemitério (SP), Cülpado (PR), Podridão (SP), Hokmoth (PR), Matadör (PR), Humanal (PR).

Dia 19/02: Krisiun (RS), Ethel Hunter (PR), Abadon (PR), Luciferiano (SC), Hammurabi (MG), Divulsor (PR), Postmortem (RS).

Os shows acontecem no Basemant Cultural, R. Des. Benvindo Valente, 260 – São Francisco.

Zumbis voltam a aterrorizar

Centenas de zumbis, caveiras, monstros e outros seres horripilantes voltam a “apavorar” as ruas do Centro de Curitiba no domingo de carnaval (19/2). Com maquiagens assustadoras e muito sangue artificial, adultos e crianças se divertem na marcha Zombie Walk, que já se transformou em uma tradição carnavalesca da cidade.

O evento, que retorna após dois anos de suspensão, acontecerá na Praça Osório, das 11h às 18h. A versão de 2023 deve repetir o percurso que passa pela Rua XV, Paço Municipal de Curitiba, na Praça Generoso Marques, e termina na Praça Santos Andrade.

Barracas de maquiagem para auxiliar os zumbis de última hora e shows de bandas locais, além de apresentação de bailarinos com a música “Thriller”, de Michael Jackson, prometem animar. A última edição, em 2020, contou com 20 mil pessoas. Todo o evento é gratuito.

Psycho Carnival

O som pesado do Psycho Carnival, considerado um dos maiores festivais de rock do Brasil, terá agenda de 17 a 20 de fevereiro, em várias casas de shows.

Considerado um dos maiores festivais de rock do país durante o carnaval, o evento tem trazido para Curitiba bandas de várias partes do Brasil, América do Sul e Europa e tem uma programação recheada de shows imperdíveis.

No line-up bandas como Replicantes (Porto Alegre), 13 Bats (Espanha), Cowboys from Hell e Rat Demons (Colômbia), Church of Confidence, Damage Done by Worms e Pisscharge (Alemanha), Disturbance (Holanda) e Diablos Suicidas (Chile). Ao todo, 39 grupos vão agitar os amantes do psychobilly e rockabilly.

Os ingressos estão disponíveis para compra a 120 reais por dia, com opção de pacotes de 4 dias por 400 reais. Clique aqui para comprar.

Blocos animam o pré-carnaval

A programação oficial inicia no dia 4 de fevereiro, com apresentação de blocos como os Garibaldis e Sacis na Praça João Cândido (que abriga as Ruínas de São Francisco). No dia seguinte a folia toma a Marechal Deodoro.

No dia 12, na semana de véspera do carnaval, o Garibaldis e Sacis se apresenta no Sítio Cercado.

Desfiles das Escolas de Samba

O grupo especial tem cinco escolas: Enamorados do Samba, Mocidade Azul, Acadêmicos da Realeza, Imperatriz da Liberdade e Os Internautas.

No grupo de acesso são quatro: Embaixadores da Alegria, Leões da Mocidade e Unidos de Pinhais e a nova escola a Deixa Falar.

No dia 18 de fevereiro estão marcados os desfiles do Carnaval Nerd e do bloco Rancho das Flores, da terceira idade.

Na sequência vêm as apresentações do grupo de acesso, com quatro escolas de samba no sábado. No domingo estão agendadas as apresentações do Grupo Especial, com cinco escolas de samba disputando o título do carnaval deste ano.

Toda a programação na Marechal Deodoro é gratuita.

Carnaval Católico no Hauer

O Gabaon acontecerá entre os dias 18 e 21 de fevereiro, na Canção Nova no Hauer (em frente ao Shopping Cidade).

Cerca de 6 mil pessoas são esperadas em um dos maiores carnavais católicos do Brasil. A programação de 2023 acontece das 7h30 às 22h, com pregações, shows de bandas e cantores católicos, atrações para crianças, praça de alimentação e celebração de missa todos os dias às 16h.

O evento, organizado pela Renovação Carismática Católica, com apoio da Arquidiocese de Curitiba, tem ingressos a R$ 5 por dia. Mais informações no site da Arquidiocese de Curitiba.

Circuito Off

Para quem quer fugir da folia e descansar, planejar passeios por cartões-postais de Curitiba pode ser uma ótima ideia. A grande maioria dos 30 parques e 15 bosques funcionam a semana inteira, confira todas as opções, endereços e horários clicando aqui.

A tradicional Feirinha do Largo da Ordem, de domingo (3/3), é uma ótima opção para quem quer relaxar, escolher umas lembrancinhas e levar artesanato de boa qualidade para casa.

Para quem quer dar aquela passeada geral pela cidade, a Linha Turismo da Prefeitura circula pelos principais pontos turísticos, entre eles, parques, museus, teatros, mirantes, espaços culturais, centro histórico, bairro gastronômico, memoriais étnicos e o Mercado Municipal.

Com a aquisição do cartão de embarque, no valor de R$ 50, os embarques são ilimitados em todos os atrativos do percurso, pelo período de 24 horas e até o dia 20 de fevereiro está funcionando todos os dias.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Senado conclui 1º restauração de obras danificadas nos atos golpistas

O Senado terminou a recuperação de uma das 14 obras de arte que foram danificadas durante os atos golpistas de 8 de janeiro. A primeira obra restaurada é o quadro Trigal na Serra, produzido em 1967 pelo pintor brasileiro Guido Mondin. A tela será reposta na recepção da presidência da Casa.

Após a retomada do controle do Congresso pelas forças de segurança, o quadro foi encontrado no chão, separado da moldura. A obra estava encharcada de água e tinha sofrido arranhões provocados por estilhaços de vidro.

O trabalho de recuperação foi feito pelo laboratório de restauração do Senado. Foram retirados fungos provocados pela umidade e fragmentos de vidro. Uma prensa foi utilizada para planificar a tela, que também ficou empenada.

Guido Mondin produziu cerca de 4 mil telas, que estão expostas no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa.  Além de pintor, ele atuou como deputado federal e ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Mondin morreu em 2000, aos 88 anos.

De acordo com a Advocacia-Geral da União (AGU), até o momento, os prejuízos causados pela depredação às instalações do Congresso, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF) chegaram a R$ 18,5 milhões. O valor está sendo cobrado na Justiça pelo órgão para garantir o ressarcimento aos cofres públicos.

Desde que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito em segundo turno, no final de outubro de 2022, apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro demonstram inconformismo com o resultado do pleito e pedem um golpe militar no país, para depor o governo eleito democraticamente. As manifestações dos últimos meses incluíram acampamentos em diversos quartéis generais do país e culminaram com a invasão e depredação das sedes dos Três Poderes, em Brasília, no dia 8 de janeiro.

Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com