“Tempo que passa…” é tema de exposição coletiva na Universidade Positivo

Em celebração aos cinco anos da exposição “Tempo pra quê?”, realizada em 2017, dez artistas retratam críticas, afetos e memórias coletivas dos últimos anos da cidade de Curitiba na exposição “Tempo que passa…”, na Biblioteca Central da Universidade Positivo (UP).

Por meio de esculturas, pinturas, colagens e fotografias, os artistas Ana Storino, Cristina Loyola, Eduardo Dalazen, Georgete Zelazowski, Georjane Zelazowski, Ieda Iane, Leonardo Mercher, Luiz Todeschi, Maria Fernanda Cafareli e Tomoko Miyazono, de diferentes gerações, expõem diferentes pontos de vista que vão de desafios pessoais à vida urbana.

A mostra faz parte das atrações anunciadas pela Biblioteca Central da Universidade Positivo em 2022, ano em que comemora o 20.° aniversário com uma programação especial realizada pela UP Experience. A exibição acontece entre os dias 15 de agosto e 15 de outubro e está aberta ao público, no campus Ecoville, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h e aos sábados, das 8h às 13h.

Serviço

Exposição Tempo que passa…

Onde: Biblioteca Central da Universidade Positivo (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300 – Ecoville)

Quando: de 15 de agosto a 15 de outubro de 2022

De segunda a sexta-feira, das 8h às 22h

Sábados, das 8h às 13h

Entrada gratuita

Informações: www.upx.art.br e @upexperiencebr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Encontro de Mutumzeiros

A Folks & Beer recebe neste sábado 17/09, o 5º Encontro de Mutumzeiros, cerveja artesanal desenvolvida pela Cervejaria Ignorus produzida com lúpulos norte americanos, é uma cerveja que traz amargor, potência e sabor com muito equilíbrio.

A comemoração será em grande estilo, às 11h será servido uma deliciosa Feijoada, ao som de Bruno Miguel e Carine Luup, já na parte da tarde a partir das 18h é por conta do The Vedders, então se você é fã da IPA mais Famosa de Curitiba, já sabe onde encontrá-la.                                                                      

“Estamos empolgados pela oportunidade de sediar esse evento dos mutumzeiros em homenagem a essa cerveja espetacular, esperamos fazer um evento inesquecível. Convidamos a todos a comparecerem no Folks & Beer e curtir com a gente muita música boa regada de Mutum”disse Gustavo, Proprietário do Folks. No evento o copo de 400ml será vendido a preço fixo de R$15, serão realizados sorteios com brindes da marca, como bonés, camisetas, entre outros.  

“Será um dia de muita música e cerveja boa, além da Mutum, teremos vários outros estilos de cerveja no evento, escolhemos o Folks & Beer pra esse dia memorável, bem localizado e com um espaço excelente, esperamos centenas de apreciadores”, conta Gugu Beligni, organizador do evento.

Serviço

Data: 17/09/2022 – Sábado

Horário: A partir das 11h.

Local: Folks & Beer (R. Jerônimo Durski, 982 – Batel)

Entrada Gratuita

Evento em Curitiba promove informação e consumo de produtos de abelhas

Entre os dias 20 e 25 de setembro, Curitiba será palco do Primavera Doce. Com foco na divulgação de produtos derivados das abelhas, serão realizadas ações como palestra, oficina, visita guiada, live e a exposição de produtos. Realizado em celebração ao início da primavera, em 22 de setembro, o evento é voltada para apicultores, meliponicultores, cooperativas, associações, indústria de alimentos e/ou de fármacos, bebidas e o público, em geral.

O ponto central das atividades será no Ca’Dore Comida Descomplicada. Ao todo, oito expositores irão apresentar produtos derivados das abelhas, como mel, vela, cera, vinagre, própolis e hidromel, que também poderão ser adquiridos por interessados. 

As agendas serão realizadas em outros cinco pontos da capital paranaense: Mercado Municipal, Museu de Arte Indígena, Quintana Gastronomia, Orquidária Rosita e Fazenda Urbana. A programação completa estará disponível nos locais que recebem o Primavera Doce. A ação é promovida pelo Sebrae/PR, Prefeitura de Curitiba, Associação dos Comerciantes Estabelecidos do Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme) e Câmara Técnica Setorial de Meliponicultura do Paraná (CT Abelhas Nativas).

“O evento valoriza produtos, divulga a atividade e promove conhecimento para a população sobre as abelhas. Seja para quem compra, produz ou comercializa, o Primavera Doce é uma oportunidade para conhecer diferentes produtos, ter acesso a novos canais de vendas e também a ampliação dos negócios”, explica a coordenadora estadual de agronegócios do Sebrae/PR, Maria Isabel Rosa Guimarães.

Foto: Denis Ferreira Netto – AEN.

Dados da Pesquisa Pelcuária Municipal, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), informam que a produção paranaense alcançou 7.844 toneladas em 2020, número que coloca o Paraná como maior produtor brasileiro de mel pelo segundo ano consecutivo. Do total, grande parte tem origem de abelhas trazidas de outros continentes, como Europa e Ásia, com os primeiros registros sendo de 1.839, quando colônias foram trazidas de Portugal.  

Mesmo em menor quantidade, o cultivo das abelhas nativas, espécie sem ferrão, vem se destacando em terras paranaenses por conta da qualidade do produto. Números da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) mostram que o Estado possui 4.423 meliponários cadastrados, com cerca de 46.861 colmeias de 34 espécies de abelhas nativas.

“Originalmente, elas são insetos que evoluíram com a vegetação local e possuem participação ativa no processo de polinização no início da primavera, com o desabrochar das flores. Assim como o serviço ecológico de polinização, quem cria essas abelhas também estimula a preservação das matas, a diversificação de plantas e a conservação das espécies”, afirma o coordenador da CT Abelhas Nativas, Marcos Aparecido Gonçalves.

Oficina de iscas

Ministrada por Benedito Antonio Uczai, meliponicultor e proprietário da Abelha Brasil, será realizada, gratuita na sexta-feira (23) às 18h30, uma oficina sobre como montar uma boa isca para capturar abelhas. Também serão apresentadas dicas sobre locais para colocar e como transferir o inseto para uma caixa adequada. O empreendedor ainda conta que terá em exposição cinco tipos de mel e dois tipos de própolis desenvolvidos por sua empresa.

Morador de Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba, Benedito iniciou a criação de abelhas sem ferrão, também conhecida como abelha nativa, em 2005 e fundou a sua empresa em outubro de 2021. Hoje, possui caixas espalhadas por propriedades na cidade e cria 12 espécies.

“Vamos mostrar esse patrimônio único da nossa biodiversidade brasileira que a sociedade não conhece e, muitas vezes, não sabe como consumir os produtos de abelhas sem ferrão”, comenta o proprietário da Abelha Brasil.

No sábado (24), a partir das 13h30, o espaço ainda receberá o palestrante Rodrigo Gonçalves para falar sobre a “Conservação do meio ambiente com as abelhas”. De quarta até sexta-feira, o horário de funcionamento será entre 18h e 23h. Durante o fim de semana, sábado e domingo, os produtos estarão expostos entre 12h30 e 23h. O Ca’Dore Comida Descomplicada está localizado na Avenida José Gulin, 105, no bairro Bacacheri.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Construir o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.