Saúde antecipa 2ª dose da Pfizer para pessoas com 51 anos nesta terça

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) antecipa para terça-feira (14/9) a segunda dose da vacina da Pfizer para as pessoas com 51 anos que receberam a primeira aplicação em 20 de junho. O atendimento será feito em 19 pontos de vacinação abertos das 8h às 17h (veja lista abaixo).

A estimativa é de 12.402 pessoas com 51 anos ou mais que inicialmente estavam programadas para completar o esquema vacinal no dia 17 de setembro possam antecipar a segunda dose. 

Todos estão sendo convocados por mensagem pelo aplicativo Saúde Já, que deverá ser apresentada na hora da vacinação.

Aqueles que não receberam a mensagem de convocação pelo Saúde Já não terão a segunda dose antecipada para esta terça-feira (14/9) e deverão, portanto, seguir a data agendada anteriormente.

Quem for convocado e não conseguir comparecer na data de aplicação da segunda dose marcada no aplicativo, pode procurar um dos pontos de vacinação em outra data em que haja aplicação de segunda dose para completar o ciclo de imunização.

Doses programadas

Também serão atendidas pessoas que já estavam com a segunda dose programada para essa data. São pessoas que tomaram o imunizante Coronavac em 20 de agosto e os que receberam a primeira dose de AstraZeneca ou Pfizer em 16 de junho.

Grupo mais vulnerável

O intervalo convencional entre as doses da AstraZeneca e da Pfizer é de aproximadamente 90 dias. A antecipação foi decidida pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da SMS, após levantamento feito pelo Centro de Epidemiologia que demonstrou que o grupo de 50 a 59 anos é hoje o mais vulnerável para o agravamento da covid-19 – com maior número de internamentos e mortes.

A faixa etária de 50 e 59 anos responde por 15% das novas infecções, 23% das internações e 19% dos óbitos confirmados por covid-19 no município.

Caso o município receba novos lotes de imunizantes, seguirá com a redução de intervalo entre as doses para outras faixas etárias.

O que fazer

Para receber a segunda dose antecipada da vacina, basta procurar um dos pontos de vacinação, das 8h às 17h, levar um documento de identificação com foto e CPF e apresentar a mensagem com a convocação.

Quem faz parte dessas faixas etárias deve acessar o aplicativo Saúde Já. Ao realizar o acesso aparecerá uma mensagem de “pop-up” com o comunicado de que aquele usuário está sendo convocado.

Quem deve receber a segunda dose antecipada na terça-feira (14/9)

– Pessoas com 51 anos ou mais vacinadas com a primeira dose da vacina Pfizer em 20 de junho (especificamente), cuja segunda dose estava prevista para 17 de setembro;

Locais de vacinação

Das 8h às 17h

1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

2 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

3 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua Augusto de Mari, 2.150 – Guaíra

4 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

5 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

6 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

7 – Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

8 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

9 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

10 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

11 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

12 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira, nº 700

13 – US Oswaldo Cruz
Rua Pedro Gusso, 3749 – Cidade Industrial

14 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

15 – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

16 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

17 – US Orleans
Av. Ver. Toaldo Túlio, 4.577 – Orleans

18 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

19 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 milhões de paranaenses estão completamente imunizados contra a Covid-19

Mais de 5 milhões de paranaenses já completaram seu ciclo vacinal e estão completamente imunizados contra a Covid-19. O novo marco foi alcançado nesta terça-feira (28), chegando a 5.018.765 pessoas que tomaram a segunda dose ou dose única – número que representa 57,55% da população adulta, estimada em 8.720.953 pessoas.

No total, já foram aplicadas 13.095.755 doses em todo o Estado. Elas são divididas entre 8.045.327 primeiras doses, 4.695.690 segundas, 323.075 doses únicas e 31.716 doses de reforço para idosos e imunossuprimidos.

“Estamos criando uma forte cobertura vacinal contra o coronavírus no Paraná, graças à adesão da nossa população à vacina e aos esforços dos municípios em aplicarem rapidamente todas as doses recebidas. Já observamos um cenário mais estável em consequência da imunização. Mesmo assim, cuidados como distanciamento e uso de máscara ainda são necessários para chegarmos ao fim da pandemia com segurança”, explica o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

Entre todos os que já iniciaram a imunização, o Paraná soma 95,97% da população acima de 18 anos. Além dos adultos, nesta semana foi iniciada a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos em todo o Estado a partir de um lote de 99.450 doses da Pfizer, distribuído no último sábado (25).

MUNICÍPIOS – Todas as doses únicas aplicadas são da Janssen (Johnson & Johnson), e representam 6,4% dos completamente imunizados. Já entre as segundas doses aplicadas, a vacina mais utilizada é a Covishield (AstraZeneca/Fiocruz/Oxford), com 48% do total; seguida pela Coronavac (Butantan/Sinovac), com 34,6%; e a Comirnaty (Pfizer/BioNTech), com 10,9%.

Curitiba lidera a vacinação de segundas doses e doses únicas em números absolutos, com 908.265 vacinas aplicadas. Na sequência, estão Londrina (247.178), Maringá (243.880), Cascavel (153.404), Ponta Grossa (125.424), São José dos Pinhais (121.616), Foz do Iguaçu (111.305), Colombo (91.779), Paranaguá (82.102) e Guarapuava (70.436).

Proporcionalmente, o município mais avançado na aplicação da D2 é Santa Cecília do Pavão, com 63,22% da população contemplada. Na sequência estão Esperança Nova (62,49%), Pontal do Paraná (62,44%), Rio Bom (62,42%) e Novo Itacolomi (62,36%).

Já com relação à dose única, os municípios que mais aplicaram a vacina foram Porto Vitória (10,07% da população), Siqueira Campos (9,7%), Itaperuçu (8,85%), Sertanópolis (8,43%) e Imbaú (7,83%). Os números são do Ranking da Vacinação, mantido pela Secretaria Estadual de Saúde.

Curitiba já é a 4ª no ranking Cidades Amigas da Internet 2021

Iniciativas como o decreto municipal de implantação das Estações de Transmissão de Radiocomunicação (ETRs) e instalação de antenas de telefonia e telecomunicações em propriedades particulares, fundamentais para a chegada da futura tecnologia 5G na capital, garantiram a Curitiba avançar mais uma posição no ranking brasileiro Cidades Amigas da Internet 2021. A capital já tinha saltado 20 posições em 2020 para ocupar o 5º lugar e, no levantamento deste ano, chega a 4ª posição.  O primeiro lugar ficou com Uberlândia (MG). 

O ranking Cidades Amigas da Internet tem como objetivo identificar, dentre os 100 maiores municípios brasileiros, aqueles que mais estimulam a oferta de serviços de telecomunicações no Brasil, por meio da elaboração de políticas e ações públicas que incentivem e facilitem a instalação de infraestrutura necessária à expansão de serviços de telecom, bem como os municípios que ainda não adotaram as polítivas necessárias.

Esforço 

“O resultado do ranking 2021 demonstra o esforço que Curitiba tem feito, nos últimos quatro anos, para discutir e aprovar novas legislações para implantação de infraestrutura. Modernizar normativas, alinhá-las à legislação federal e desburocratizar os processos de licenciamento fazem parte da preparação da capital para receber os investimentos do 5G, que trará desenvolvimento econômico, poderá ajudar na redução da desigualdade social e irá estimular ainda mais os avanços do Vale do Pinhão”, afirma Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

Esta é a sexta edição do estudo, feito pela Conexis Brasil Digital e pela Abrintel, que têm mostrado avanços importantes de algumas cidades que já alteraram sua lei municipal ou já promoveram mudanças nos processos de licenciamento.

“Ter uma legislação moderna, que incentive a instalação de infraestrutura de telecomunicações, prazos curtos e processos descomplicados para a obtenção de licenças para as antenas de celular e baixo custo de implantação são os principais quesitos que fazem uma cidade ser amiga da internet”, avalia o presidente-executivo da Conexis, Marcos Ferrari.

Ranking brasileiro Cidades Amigas da Internet 2021

  1. Uberlândia (MG)
  2. São José dos Campos (SP)
  3. Porto Alegre (RS)
  4. Curitiba (PR)
  5. Cascavel (PR)
  6. Feira de Santana (BA)
  7. Santo André (SP)
  8. Suzano (SP)
  9. Bauru (SP)
  10. Fortaleza (CE)