São Paulo recebe mais 2 milhões de doses da CoronaVac

[ad_1]

Um novo lote de 2 milhões de doses prontas da vacina CoronaVac contra o novo coronavírus (covid-19), desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac, chegou na manhã de hoje (18) à capital paulista. É o terceiro e maior lote de vacinas que chega à América Latina, até o momento. O lote veio de Pequim, na China. 

Com o recebimento do lote, o Butantan já detém 3,12 milhões de doses disponíveis para uso imediato tão logo haja autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A produção local também já começou, com a chegada de matéria-prima para envase e rotulagem na fábrica de imunizantes do instituto.

“Temos 3,120 milhões de doses nos nossos estoques e até 15 janeiro teremos nove milhões já prontas para uso. É a primeira vacina em solo nacional, a primeira que está sendo produzida no Brasil e na América Latina. Semana que vem teremos mais vacinas chegando. Essa é a nossa função, trazer a vacina para que ela possa ser usada o mais rápido possível “, disse o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas.

De acordo com o Instituto, a conclusão do estudo clínico da vacina será divulgada no próximo dia 23 para agilizar os trâmites de certificação na Anvisa e demais órgãos internacionais de saúde. A divulgação atende à recomendação do comitê internacional independente que acompanha a pesquisa. A fase três do estudo clínico no país se encerra ainda esta semana, já que o patamar ideal de 154 voluntários com diagnóstico positivo de coronavírus foi superado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Queiroga prevê fim da obrigatoriedade de máscaras em lugares abertos a partir de novembro

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, tem feito, nos bastidores, previsão mais exata de quando o governo federal poderá “recomendar” o fim do uso obrigatório de máscaras em lugares abertos no Brasil.

Em conversas com interlocutores, Queiroga projeta que, se os números da Covid-19 no país continuarem caindo, a pasta poderá orientar a abolição do uso de máscaras ao ar livre a partir de novembro deste ano.

Nessa segunda-feira (13/9), a média móvel de casos de Covid-19 no Brasil foi de 15.336. É o menor número desde 20 de maio de 2020, início da pandemia, quando o indicador registrou 14.647 infecções, em média.

Para ler a matéria completa clique aqui.

Informações Banda B

Trump diz que adora Bolsonaro e elogia ‘trabalho duro’ dele

O ex-presidente americano Donald Trump elogiou o presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido) na madrugada deste domingo (12), durante combate entre o pugilista Evander Holyfield e o lutador de MMA brasileiro Vitor Belfort. Trump foi um dos comentaristas do evento, realizado na Flórida (EUA).

“Eu adoro o presidente do Brasil, devo dizer. Ele e seu filho [Eduardo Bolsonaro] são pessoas ótimas, e ele trabalha tão duro, trabalha tão duro, ajudando as pessoas, e espero que ele fique bem”, afirmou o ex-presidente.

O vídeo foi divulgado por Jason Miller, ex-assessor de Trump, na rede social conservador Gettr, criada por ele.

Na semana passada, Miller esteve no Brasil para participar de uma conferência conservadora, e foi questionado pela Polícia Federal durante três horas no inquérito que investiga a possível existência de uma milícia digital.

Jason Miller ao lado de Jair e Eduardo Bolsonaro

O combate terminou com vitória por nocaute do brasileiro sobre o ex-campeão mundial de boxe.