Sai desse corpo! Saiba como desintoxicar o organismo após festas de fim de ano

Atire a primeira pedra quem nunca ‘enfiou o pé na jaca’ nas festas de fim de ano e depois, remoído pela culpa, foi atrás de alguma dieta milagrosa ou receita mágica para reduzir o inchaço do corpo e o peso na consciência. Mas será que elas funcionam mesmo? O nutricionista funcional Diogo Cirico explica que dá para fazer uma limpeza do nosso corpo, mas não tem elixir encantado. “Tudo que precisamos para ativar o sistema destoxificante, responsável por ‘limpar’ nosso organismo, está nos alimentos. Basta saber o que comer”, explica.

Diogo relata que esse sistema é fundamental para manter nosso corpo saudável. “Nessa limpeza diária as substâncias identificadas como potencialmente tóxicas vão sendo eliminadas. Para o sistema destoxificante funcionar bem, é preciso ter uma alimentação variada e rica em nutrientes diariamente”, diz Cirico, que é responsável técnico pela Growth Supplements.

Dieta detox para compensar os excessos das festas de fim de ano funciona?

Se a pessoa tem uma dieta saudável, já oferece naturalmente os nutrientes que o organismo precisa para fazer o ‘detox’ e não vai ter trabalho nenhum. “Nesse caso, quando chega o final do ano e eu enfio o pé na jaca, basta que eu retome a alimentação saudável na sequência para que o meu organismo continue limpo, livre das toxinas que nos fazem mal”, completa.

O problema nunca foi o que você come entre o Natal e o Ano Novo, mas sim o que se come entre o Ano Novo e o Natal. Se a sua dieta não é saudável, se você come muita comida industrializada, a história é diferente. “O consumo de uma dieta com baixo valor nutricional ocasiona certo nível de intoxicação diariamente, não estou dando o combustível para o meu sistema destoxificante funcionar bem. Nesse caso, o excesso acumulado não vai sair se eu ficar tomando suco verde por uma semana depois do período de festas. O que vale é o que se coloca no prato diariamente”, avisa o nutricionista.

Alimentação variada e rica em nutrientes é o caminho para se livrar das toxinas

Cirico explica que, para manter nosso ‘autodetox’ sempre ligado, é preciso consumir alimentos de alto valor nutricional, com vitaminas e minerais, além de alimentos que possuem fitoquímicos como, por exemplo, frutas, sementes, cereais, soja, temperos como pimentas, açafrão da terra, uvas e vinho tinto.

Coloque na sua lista

Quem quer se livrar das toxinas precisa incluir na dieta, diariamente, alimentos com grande carga de antioxidante, como os polifenóis, vitaminas C e E. A melhor forma de fazer isso é variando o cardápio sempre. “Nosso sistema destoxificante precisa de resveratrol (suco de uva, vinho tinto e alimentos de cor roxa); quercetina (cebola, alho, brócolis); vitaminas B6 (milho, leite, morango); B9 (sementes, gérmen de trigo, leguminosas); além de magnésio (espinafre, couve, aveia, abacate, coco, feijão e castanha do Pará) e zinco (carnes vermelhas, pescados, frutos do mar, frango, aveia, arroz integral, gergelim, nozes e castanhas). Se você consumir todos esses alimentos combinados, de forma incorporada à sua rotina, não vai ser um ‘pé na jaca’ nas festas de Natal e Ano Novo que vai te tirar do rumo da saúde”, brinca.

Suco tá liberado, mas sozinho não resolve o problema

E o suco verde?

Se você já se alimenta de forma saudável, sabe que vai acabar se excedendo na comilança de fim de ano e quer dar uma forcinha ao organismo, aí sim, vale optar por um daqueles sucos feitos com couve, gengibre, laranja e outros alimentos funcionais. “E nem precisa ser apenas depois da farra gastronômica. Em qualquer período vai fazer bem. Agora, se você passou o ano inteiro se alimentando mal, esquece o suco detox, porque vai só gastar dinheiro à toa. O único jeito é mudar já o que você coloca no prato todos os dias”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colágeno Líquido: Porque incluir a ingestão da proteína no dia a dia

Garantir saúde e bem-estar por toda a vida independente da faixa etária é, sem dúvida, uma preocupação cada vez mais evidente em boa parte da população. Com o passar dos anos o organismo acaba perdendo muitas das suas propriedades e, embora naturais e inevitáveis, os efeitos podem ser retardados com cuidados preventivos. Além dos hábitos saudáveis de alimentação, hidratação e prática de exercícios físicos, a tecnologia tem avançado para oferecer produtos que auxiliam a garantir a qualidade de vida em qualquer idade.

Muitas são as opções disponíveis no mercado para colaborar com o estilo de vida sadio, e nos últimos anos uma prática tem ficado bastante popular por oferecer diversos benefícios ao organismo: a ingestão de colágeno. Extremamente importante para a saúde das células, o colágeno representa em torno de 30% das proteínas do nosso corpo e é responsável pela firmeza, estrutura e elasticidade da pele, além de essencial na construção dos ligamentos, tendões, articulações e músculos. Mas com o tempo, o corpo vai diminuindo a produção natural de colágeno e passa a sentir os efeitos, como perda da massa muscular, rugas na pele, fragilidade do cabelo, etc.

“É uma proteína produzida naturalmente pelo nosso organismo, mas a partir dos 30 anos a produção diminui. Por isso a reposição com suplementos à base de colágeno é necessária”, explica Anna Paula Brito, nutricionista da Qualinova, empresa brasileira que oferece uma gama de produtos voltados a alimentação inteligente, saúde e bem estar. “O consumo de colágeno hidrolisado irá ajudar a balancear os níveis da proteína do corpo. Além disso, o colágeno é repleto de aminoácidos como a glutamina, glicina, arginina e prolina. Cada um deles desempenha um papel diferente no organismo, trazendo diferentes benefícios. Por isso é tão importante considerar a suplementação de colágeno”, acrescenta.

Mas como essa suplementação deve ser feita? Segundo a especialista, a idade do paciente e a quantidade certa podem fazer diferença no melhor aproveitamento da ingestão do colágeno. “A partir dos 25 anos, os níveis de colágeno diminuem, deixando nosso corpo vulnerável aos sinais de envelhecimento da pele, unhas e cabelos. Portanto essa é a idade ideal para começar, embora o consumo possa ser realizado tanto antes quanto depois dessa faixa etária. Falando de quantidade, pesquisas apontam que a dose diária recomendada de colágeno hidrolisado é de 10 gramas, sendo perfeita para as necessidades de um corpo adulto e com a qual os benefícios serão notados na pele, ossos, unhas e cabelos”, diz. A hora correta para consumir também pode impactar na absorção. A recomendação é ingerir colágeno com o estômago vazio, buscando evitar a competição no processo de absorção com outros componentes dos alimentos, como os aminoácidos. Portanto, o ideal é consumi-lo com uma distância de pelo menos 1 hora do consumo de outros alimentos, de preferência com o estômago vazio”, complementa a nutricionista.

Colágeno Líquido X Colágeno em Capsula

Outra questão levantada na hora de adotar o consumo de colágeno é o formato ideal. As formas mais comuns disponíveis no mercado são o colágeno líquido e em capsula. Anna Paula Brito esclarece a diferença entre eles. “A cápsula requer ingestão de líquido e possui baixa concentração de colágeno. O colágeno líquido é prático e por estar pronto para o consumo, é totalmente utilizado pelo corpo e totalmente absorvido”, explica. A opção líquida também representa a quantidade ideal em uma única dose.  “Um frasco com 10 gramas de colágeno hidrolisado equivale a 20 cápsulas. Portanto, por ter a proteína em maior concentração e ser digerido mais rápido, facilita o uso e a absorção completa pelo organismo, o que aumenta a comodidade no consumo”, completa.

Alimentação pós-pandemia: o que veio para ficar?

A pandemia chegou e, com ela, todos tiveram que fazer mudanças nas suas rotinas, tanto para preservar a saúde e evitar a contaminação quanto para diminuir o estresse causado pelos ajustes repentinos na rotina. E o que mais mudou? A forma de comprar produtos e até de preparar. Muitos passaram a comer em casa e, consequentemente, alteraram os hábitos alimentares, priorizando a escolha de alimentos mais naturais que fortalecem a imunidade e ajudam na manutenção do organismo.

Em um primeiro momento, as pessoas passaram a comprar mais on-line ou por aplicativos e essa também é uma tendência que ficará fortalecida. Mas, com o tempo, alguns  passaram a apreciar o conforto de fazer as suas próprias refeições, tanto para economizar quanto para manter uma alimentação mais equilibrada. A pesquisa “Alimentação na Pandemia – Como a Covid-19 impacta os consumidores e os negócios” feita pelo Instituto Qualibest junto à consultoria Galunion mostrou que, quando perguntados sobre as tendências culinárias que continuarão depois que a pandemia passar, 74% dos pesquisados responderam: comida saudável, dietas funcionais; outros 73%, citaram a priorização da escolha pela naturalidade e frescor dos alimentos.

“A busca por uma alimentação mais equilibrada que impacta diretamente na saúde do organismo é uma realidade. Indiferente de idade ou se a pessoa é atleta ou não, a pandemia mudou valores, condutas e rotinas. Por isso, a procura pelos alimentos saudáveis cresceu nos últimos anos e, acreditamos que isso continuará. Há muitas informações disponíveis sobre o tema e quem experimentou, não vai voltar atrás”, afirma Anninha Baptista, que, junto com Carol Cerqueira, fundou a MadeReal, empresa que, desde 2018 vem oferecendo granolas, bombs e crackers – tudo 100% plant-based, ou seja, sem uso de origem animal.

A preocupação com a alimentação veio para ficar. Segundo relatório de tendências de alimentos divulgado pelo Whole Food Market, as pessoas estão dispostas a fazer escolhas mais saudáveis e sustentáveis. E esse tipo de alimentação inclui hábitos como menos açúcar e sódio para prevenir doenças como diabetes, colesterol e obesidade e, também, escolhas conscientes com a busca por alimentos orgânicos e do tipo plant- based, que priorizam o uso de legumes, frutas e castanhas.

“É possível comer bem fazendo escolhas saudáveis. O mercado vem se adaptando ao gosto do público, oferecendo produtos saudáveis e que também são saborosos. Na RealMade, priorizamos a qualidade, com o objetivo de oferecer alimentos práticos, facilitando a vida de quem não tem muito tempo para preparar suas refeições, sem deixar de lado os princípios ativos que fazem bem ao organismo”, completa Carol Cerqueira.

Um dos preferidos dos consumidores é a granola vegana de caramelo salgado. Perfeita para ser saboreada com fruta ou até mesmo na salada e o melhor: sem perder a crocância. Rica em fibras e com baixos índices de gordura, pode ser incluída em dietas mais restritivas e é composta por pistache, noz pecan, cranberry, lascas de coco e semente de abóbora. Já a granola proteica, sem adição de açúcar, tem um leve sabor de coco, finalizada com toque suave de canela e de cardamomo. Completam esse cenário degustativo castanha de caju, amêndoa, semente de girassol e de abóbora e flor de sal.

A MadeReal também chama a atenção dos consumidores com os famosos Bombs – combinados que aliam nutrientes e sabor em favor da saúde. 

Tem bomb para fortalecer a imunidade; probiótico; pré-treino; para evitar a fadiga, para promover boas noites de sono e detox. Tem o Bomb 01 (indicado para dar um “up” na Imunidade; O Bomb 02 (indicado para auxiliar na digestão) que tem como principal ativo o vinagre de maçã; o Bomb 03 (Xô Preguiça), que é um excelente pré-treino; o Bomb 04 (Xô Fadiga); o Bomb 05 (Bons Sonhos) que ajuda a melhorar as noites de sono através da combinação de tintura de mulungu, alface, maracujá e erva doce; e o Bomb 06 (Detox) que é indicado para quem quer fazer um detox.

Quem busca um lanchinho saudável não pode deixar de experimentar os crackers, disponíveis nos sabores Original, Lemon Pepper e Canela. São todos sem glúten, veganos, crocantes e preparados com ingredientes ricos em nutrientes como a castanha do Pará, semente de girassol, semente de chia e gergelim. Os de lemon trazem na combinação de ingredientes um toque suave de pimenta do reino e do limão. Já os de canela, trazem o toque do açúcar de coco e da canela. 

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com