Reunião alinha operação do ferry boat de Guaratuba durante o verão

Representantes do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) participaram nesta terça-feira (21) da primeira reunião para discutir medidas a serem tomadas na travessia da Baía de Guaratuba durante a operação verão deste ano.

O principal objetivo é reforçar a segurança dos usuários durante esse período de maior movimento na travessia, em que, devido ao grande número de turistas e viajantes no Litoral, o tempo de espera para cruzar a baía não pode ultrapassar os 22 minutos.

Pelo mesmo motivo, ficam proibidos veículos com mais de três eixos e/ou superiores a 14 metros de comprimento nas embarcações. Essa integração geral vai ajudar a embasar as operações de fiscalização e controle a partir de dezembro.

Participaram da reunião a equipe de fiscalização do DER/PR, representantes da Prefeitura de Guaratuba, do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) da Polícia Militar do Paraná e da concessionária que opera a travessia.

Outras reuniões serão agendadas futuramente, para continuar a discussão sobre melhorias no serviço ao longo desses meses de maior procura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fim de semana ensolarado termina com 31 atendimentos ao mar; adolescente de 15 anos morreu

O fim de semana ensolarado, com temperaturas próximas dos 30°C, levou muita gente ao Litoral do Paraná. Assim, o número de incidentes no mar também foi alto, segundo balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros nesta segunda-feira (29). De acordo com os dados, foram 31 atendimentos, com uma morte na cidade de Guaratuba.

A vítima fatal era moradora de Curitiba e estava com a família no Balneário Nereidas. O Corpo de Bombeiros alerta que a área não era atendida por guarda-vidas.

Em Pontal do Paraná, uma adolescente de 13 anos foi socorrida em estado grave após se afogar. Ela foi encaminhada ao Hospital Regional do Litoral.

Segundo o tenente Malaquias, do Corpo de Bombeiros, é fundamental procurar por lugares seguros ao entrar ao mar. “No Litoral do Paraná temos diversas correntes de retorno, então se ele não conhecer a área e ficar preso ao fundo, a probabilidade de afogamento é grande”, descreve.

Os atendimentos do fim de semana aconteceram em Morretes (2), Pontal do Paraná (7), Matinhos (11), Guaratuba (9) e Ilha do Mel (2).

Informações Banda B

Antonina segue Paranaguá e anuncia não realização do Carnaval 2022

A prefeitura de Antonina – no litoral do Paraná – seguiu Paranaguá e também anunciou a não realização do Carnaval 2022. No município, eram esperadas cerca de 60 mil pessoas para participar do evento, mas, por conta da pandemia de Covid-19, foi anunciado o cancelamento. A postagem foi feita por meio das redes sociais.

Mais cedo, Marcelo Roque, prefeito de Paranaguá, anunciou por meio das redes sociais nesta segunda-feira (29) a não realização do Carnaval em 2022. No Facebook, o prefeito disse que o retorno precisa ser gradual e é o “momento de reflexão e cuidado”.

Com a decisão da prefeitura, Paranaguá se tornou o primeiro município do litoral do estado a anunciar que não realizará o evento no ano que vem por conta da pandemia.


As prefeituras de Matinhos e Guaratuba, também no litoral do Paraná, ainda não se manifestaram no sentido de cancelar o carnaval de 2022.


Cancelamentos em São Paulo


Ao menos, 70 cidades do interior de São Paulo já cancelaram os eventos de Carnaval com medo de uma quarta onde de Covid-19.


Ômicron


Uma nova variante vem preocupando cientistas do mundo inteiro, a ômicron. Ela foi descoberta na África do Sul e apareceu já em alguns países.