Projetos de ônibus elétricos de Curitiba terão suporte do governo alemão

Curitiba foi selecionada em chamada pública nacional para a realização dos estudos de eletromobilidade dos projetos do Novo Inter 2 e do Ligeirão no Corredor Leste-Oeste. Divulgada nesta quarta-feira (25) pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), a chamada incluiu projetos de estados, capitais, do Distrito Federal e de municípios com população acima de 500 mil habitantes.

Cinco projetos foram contemplados. Com a capital paranaense, foram selecionadas as cidades de Fortaleza, Recife, Salvador e Guarulhos.

Projetos de eletromobilidade de Curitiba terão suporte do governo alemão.

“Damos um passo importante para a evolução do transporte público de Curitiba com ônibus elétricos e à melhoria da mobilidade como um todo. Toma forma o plano apresentado pelo prefeito Rafael Greca de reduzir emissões de poluentes e do compromisso com a inovação”, afirma o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur.

A inclusão de Curitiba garantirá o apoio técnico aos estudos de pré-viabilidade nos dois projetos de implantação de ônibus elétricos em larga escala na cidade. O suporte será custeado com recursos a fundo perdido do governo alemão. São estimados 450 mil euros para os cinco projetos das cidades contempladas.

A Chamada de Projetos de Mobilidade Urbana Sustentável é uma parceria da Cooperação Alemã por meio do KfW Banco de Desenvolvimento daquele país; o BNDES; o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano (SMDRU), com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Esta foi a primeira iniciativa desta cooperação com vistas ao fomento da mobilidade sustentável no Brasil.

Os projetos-alvo da chamada foram os que buscam reduzir emissões de CO2, promover a inclusão social, o desenvolvimento de novas tecnologias, sejam sustentáveis financeiramente e alinhados aos planos urbanos existentes, promovam a integração e contribuam para a melhor eficiência do transporte público e tenham caráter inovador nas áreas tecnológica, financeira, social, de governança e operação, bem como promovam benefícios socioeconômicos e à saúde da população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rede abre agendamentos para castrações de cães e gatos em novembro

Nesta sexta-feira (15/10), às 12h, começam os agendamentos para 325 castrações de cães e gatos em clínicas contratadas pelo município. As cirurgias fazem parte do Programa Municipal de Castração Gratuita e podem ser marcadas pelo site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba

Para escolher a data, o cidadão, protetor ou responsável pela ONG deve estar logado em seu cadastro. “Apenas dessa forma é possível ter acesso às vagas disponíveis”, reforça o diretor do departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo. 

Outras 2,7 mil vagas ainda serão ofertadas no mês de novembro, no mutirão de castração da Regional Pinheirinho. Agendamentos serão abertos a partir do dia 8 de novembro (segunda-feira). 

Cuidados

A Rede de Proteção Animal reforça que os tutores devem ir sozinhos ou com, no máximo, um acompanhante ao agendamento e respeitar a antecedência recomendada para evitar aglomerações e manter o distanciamento necessário para prevenção ao contágio da covid-19. 

O uso de máscaras e a higienização frequente das mãos também são obrigatórios durante todo o tempo de permanência nos locais. Quem apresentar sintomas de infecção respiratória, deve pedir para outra pessoa levar o animal ou cancelar o atendimento.
 

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.