Projeto Meros do Brasil inaugura espaço destinado à preservação da vida marinha em Curitiba

Espécie ameaçada de extinção, o mero, nome científico Epinephelus itajara, é um peixe marinho da família Epinephelidae, a mesma de outras grandes garoupas como chernes e badejos. Presente em grande parte da costa brasileira, o mero chega a viver 40 anos e a pesar até 400kg. 

Por sua imponência, pelo risco de extinção e importância para o ecossistema marinho, o mero tornou-se em 2002 a primeira espécie de peixe a receber uma moratória específica que estabeleceu a proibição da captura, transporte e comercialização no Brasil. Para promover a conservação dos meros e dos ambientes costeiros-marinhos, o Projeto Meros do Brasil, presente em nove estados do país desde 2018, agora lança um espaço de visitação interativo em Curitiba.

Patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, o Projeto Meros inaugura no próximo dia 01 de dezembro, no Museu de História Natural Capão da Imbuia, um espaço de visitação com informações dedicadas à espécie, onde o público poderá participar de atividades educacionais e de uma interação virtual com os meros e a vida marinha. Com entrada franca, a visitação será aberta ao público a partir do dia 02 de dezembro. 

Para o coordenador do Projeto Meros no Paraná, Dr. Matheus Freitas, a inauguração do espaço significa um grande passo na consolidação da parceria com o Museu de História Natural e a Prefeitura Municipal de Curitiba. “Para todos que participam do Projeto Meros do Brasil é uma grande satisfação ter uma das instituições mais antigas de pesquisa e divulgação científica do Paraná dando apoio às nossas ações”, comemora Matheus.

Interação e realidade virtual

Entre os destaques do novo espaço estão uma exposição com as ações de educação ambiental e pesquisa do Projeto Meros, totens interativos como a roda do ciclo de vida do peixe, o jogo da memória “Meromória” e uma intervenção artística inédita: uma réplica de um mero de metal em tamanho real, confeccionado pelo artista plástico Marcelo Pszybylski. 

Os visitantes também terão acesso a uma experiência virtual em 3D, desenvolvida por alunos do curso de jogos virtuais do Instituto Federal do Paraná (IFPR – campus Curitiba), que recria um dos ambientes marinhos que os meros habitam, os costões rochosos. Nessa atração os visitantes poderão experimentar a sensação de um mergulho contemplativo com o mero e outras espécies como águas-vivas, pirajicas, tartarugas, algas e corais.

Sobre o Meros do Brasil

Criado em 2002 em Santa Catarina, o Projeto Meros do Brasil está presente em nove estados da costa do Brasil (Pará, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina). O Projeto tem o objetivo de garantir a conservação dos ecossistemas marinhos e desta que é considerada a maior espécie de garoupa do Oceano Atlântico. Atualmente as ações do Projeto estão voltadas para a conservação da sociobiodiversidade através da pesquisa científica, educação, comunicação e da arte, e buscam envolver as comunidades locais, valorizando o seu conhecimento, e toda a sociedade, promovendo equidade de gênero, inclusão racial e de pessoas com deficiência.

Cobrindo aproximadamente 1.500 quilômetros da costa brasileira, por meio da atuação em rede, as ações do Projeto Meros do Brasil levam em conta as particularidades de cada território, e são executadas de forma colaborativa entre as equipes de todos os estados.

Sobre o Museu de História Natural Capão da Imbuia

Em funcionamento desde 1963, seu acervo reúne centenárias coleções científicas de insetos, peixes, ectoparasitas, mamíferos, répteis e anfíbios e invertebrados (não insetos), o Museu de História Natural Capão da Imbuia é reconhecido nacionalmente pela qualidade do seu trabalho na área da pesquisa zoológica, abrangendo diferentes grupos de animais.

Suas coleções são de interesse de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, tanto para consulta de dados e revisões dos organismos vivos, como para depósito de material zoológico, proveniente de atividades científicas. O Museu também trabalha no estudo das espécies ameaçadas de extinção e no cadastramento das espécies que compõem o ecossistema urbano de Curitiba, tanto terrestre quanto aquático.

SERVIÇO:

Inauguração do espaço Projeto Meros do Brasil no Museu de História Natural Capão da Imbuia

Data: Quinta-feira, 01 de dezembro de 2022

Horário: 11h

Local: Museu de História Natural Capão da Imbuia

Endereço: Rua Benedito Conceição nº 407 (entrada principal) X Rua Nivaldo Braga

Aberto ao público a partir do dia 02 de dezembro

Horário de visitação: terça a domingo das 9h às 16h45

Agendamentos de visitas guiadas para escolas: (41) 3313-5481

Entrada franca


Mais informações em https://www.merosdobrasil.org/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Grupo MiniPreço inaugura nova loja em Colombo

A corrida para comprar material escolar em 2023 vai contar com uma opção e tanto: a nova loja do Grupo MiniPreço, que será inaugurada no próximo dia 14 de janeiro, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. O espaço tem 1.300 metros quadrados e fica localizado na Estrada da Ribeira, na BR-476, ao lado da loja Marisa. O principal atrativo durante a inauguração será a venda de material escolar – o MiniPreço pretende levar à região de Colombo “a maior e mais barata volta às aulas do Brasil”.

A loja vai contar também com itens variados de utilidades do lar e decoração, além de brinquedos, papelaria, ferramentas, entre outros: são ao todo mais de 65 mil itens, com preços extremamente vantajosos, a exemplo do que já acontece nas outras lojas da rede. “Acreditamos que será um sucesso, pois a loja está localizada em uma região carente de um estabelecimento em que o cliente encontre tudo que precisa em um só lugar. Agora, Colombo vai contar com uma loja completa para toda família e todos os gostos, e com preços imbatíveis”, afirma o gerente comercial do Grupo MiniPreço, Beni Gelhorn.

A nova loja de Colombo, que terá estacionamento exclusivo, também deve aquecer a geração de empregos do município, já que serão criadas 30 vagas de trabalho diretas e outras dezenas de indiretas. O empreendimento faz parte de um plano de expansão do Grupo MiniPreço – rede que inclui as marcas Dcor & Gift e Rei dos Salvados – que prevê a inauguração de três a quatro lojas por ano, até 2027. Neste momento, cinco destas novas lojas estão em análise em Curitiba e Região Metropolitana, sendo que duas delas já poderão ser inauguradas no primeiro semestre de 2023. Todas são unidades do MiniPreço.

Com a inauguração em Colombo, o Grupo MiniPreço passa a ter 28 pontos de venda, localizados no Paraná e em mais três estados – Santa Catarina, Bahia e Espírito Santo.

Serviço:

Inauguração MiniPreço Colombo

Endereço: Estrada da Ribeira, 3.001 – Bairro Maracanã – Colombo (PR)

Data: 14 de janeiro de 2023

Horários de funcionamento: segunda-feira a sábado, das 8h às 20h; domingo, das 10h às 18h

Janeiro Branco destaca importância da saúde mental no Paraná

Estamos em janeiro, mês em que se busca a mobilização da sociedade em favor da saúde mental. A campanha ocorre em vários estados do Brasil e aqui no Paraná não é diferente.  A lei estadual nº 19.430/2018, do deputado Requião Filho (PT), instituiu o Janeiro Branco como mês de campanhas e conscientização da saúde mental no Estado.

“É um projeto muito importante que trata da importância da prevenção e da necessidade de acesso a serviços de saúde. A campanha Janeiro Branco tem o apoio do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), de forma que, neste período, as pessoas possam ser inspiradas e incentivadas a pensarem sobre a saúde mental em uma perspectiva preventiva, integral e em termos tanto individuais, quanto coletivos”, destaca o deputado.

O que é saúde mental

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos. Elas vivenciam diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. São capazes de enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e sabem procurar ajuda quando têm dificuldade em lidar com conflitos, perturbações, traumas ou transições importantes nos diferentes ciclos da vida.

A saúde metal de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida e ao modo como harmoniza seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções. Ter saúde mental é estar bem consigo mesmo e com os outros; aceitar as exigências da vida; saber lidar com as boas emoções e também com aquelas desagradáveis, mas que fazem parte da vida; reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário.

Legislação

A lei em vigor desde 2018 prevê que durante todo mês devem ser desenvolvidas campanhas de esclarecimento e outras ações educativas e preventivas tanto pelo poder público como pela iniciativa privada com o objetivo de difundir a saúde mental.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com