Projeto de energia limpa de Curitiba é premiado em Berlim com US$ 1 milhão

Curitiba está mais próxima de ampliar a geração de energia limpa. A cidade foi contemplada para receber suporte do C40 Cities Finance Facility, entidade internacional que facilita o acesso a financiamentos para projetos de mitigação de mudanças climáticas em áreas urbanas.

Concorrendo com mais de 120 cidades de todo o mundo, a capital paranaense foi uma das nove escolhidas durante conferência internacional realizada em Berlim (Alemanha) e agora irá receber US$ 1 milhão da entidade de sustentabilidade para estruturação do projeto de instalação de painéis solares no Aterro da Caximba e em terminais de ônibus.

Concorrendo com 120 cidades, Curitiba tem projeto de energia limpa selecionado em Berlim.
– Na imagem, projeto da Caximba Solar.
Ilustração: Divulgação

“É um grande prêmio o apoio para viabilização do projeto da Caximba Solar”, comemorou o prefeito Rafael Greca ao receber a notícia dos representantes do município na conferência em Berlim. “É a confirmação e um reconhecimento, internacional, de uma transformação importante da nossa cidade, com muita inovação e sustentabilidade”, completou o idealizador do projeto.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (28/11), durante a conferência CFFactory, de cidades, mudanças climáticas e financiamento. O apoio permite que as cidades preparem propostas de negócios financeiramente sólidas para seus projetos.

De acordo com comunicado do C40, o projeto curitibano é um dos que “identificaram prioridades para atender ambiciosas visões de serem líderes mundiais na implementação de ações climáticas sustentáveis e inclusivas”.

A prefeita de Paris e presidente do C40, Anne Hidalgo, destacou a importância da escolha para o desenvolvimento sustentável.

“Com o apoio do C40, essas cidades entregarão a transformação que os cidadãos estão exigindo para suas comunidades”, disse ela. “Os prefeitos sabem o que precisa ser feito para criar as cidades saudáveis, prósperas e sustentáveis do futuro. Os investidores e as instituições financeiras globais precisam se posicionar e se igualar à ambição ousada exibida pelos prefeitos.”

Curitiba Mais Energia
Na capital paranaense, as ações nesta área estão sendo desenvolvidas por meio do programa Curitiba mais Energia.

O projeto dos painéis foi idealizado por Greca e apresentado previamente pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente durante missão técnica que integrantes do C40 fizeram a Curitiba em agosto deste ano.

Greca destaca que este é mais um importante e vigoroso passo no movimento de transformação da cidade, que inclui uma série de projetos de inovação.

O aval e a consultoria que serão prestados pelo C40 são, agora, um passo fundamental para concretização das ações.

O projeto aprovado não terá impacto restrito ao Aterro da Caximba. Ele abre caminho para a ampliação de painéis fotovoltaicos em telhados em todos os edifícios públicos e pontos de ônibus em Curitiba, destaca a secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias.

Segundo ela, já houve avanços em uma série de questões para a viabilidade das novas energias na cidade. “Os técnicos do C40 vão nos ajudar a estruturar estes projetos, o que vai beneficiar iniciativas futuras”, explica.

Outros contemplados
Além de Curitiba, outras oito cidades foram contempladas durante a conferência: Bogotá, Bucaramanga, Cali e Montería (na Colômbia), Tshwane (África do Sul), Quito (Equador), Cidade Quezon (Filipinas) e Dar es Salaam (Tanzânia).

Financiamento

O CFF é uma colaboração do C40 Cities Climate Leadership Group e da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, que apoia cidades no desenvolvimento de projetos para reduzir as emissões de gases e frear o aumento da temperatura global.

O programa é financiado pelo Ministério Federal Alemão para o Desenvolvimento Econômico e Cooperação (BMZ), pelo Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do Reino Unido (BEIS) e pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

O C40 é uma rede formada por cidades comprometidas com a discussão e busca de soluções para problemas decorrentes das mudanças climáticas, como o aquecimento global.

Atualmente já há projetos apoiados nas cidades de Bogotá (Colômbia), Cidade do México (México) e eThekwini (África do Sul).

Programa amplo
O programa de eficiência energética Curitiba Mais Energia prevê a instalação de painéis fotovoltaicos no Palácio 29 de Março,  por meio de uma chamada pública da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), que oferta recursos de um programa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); e da Pequena Central Hidrelétrica no Parque Barigui, uma doação da Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas (Abrapch).

 

Extraído da Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/projeto-de-energia-limpa-de-curitiba-e-premiado-em-berlim-com-us-1-milhao/48473

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opção vegana faz sucesso em sorveteria curitibana

As sobremesas costumam ter atenção especial de pessoas com restrições alimentares. Diferentes de pratos salgados, nos quais é mais fácil perceber que levam carne ou algum tipo de alimento de origem animal, os doces precisam de mais informações para garantir que são veganos. Uma pedida para pessoas veganas que não leva leite ou qualquer outro insumo de origem animal é a linha da SOFT Ice Cream.

A rede apresenta sorvetes artesanais, com dedicação a cada etapa da produção de suas sobremesas. E as opções veganas da marca também estão entre as mais pedidas, até por quem não tem restrição quanto ao que consome. Mantendo muito sabor, os sorvetes veganos são feitos com as frutas, água e açúcar, não levando nenhum tipo de ingrediente de origem animal, nem conservante, emulsificante, corante ou aromatizante. O de frutas vermelhas é feito com morango, framboesa, amora e mirtilo, enquanto o de frutas amarelas leva manga e maracujá.

São três lojas SOFT em Curitiba, e casa uma tem sua opção. As unidades Batel e Palladium servem frutas vermelhas, enquanto a do MON tem frutas amarelas.

A SOFT conta com três lojas em Curitiba: Shopping Palladium (Av. Presidente Kennedy, 4121 – Piso L1 – Portão), Batel (Al. Dr. Carlos de Carvalho, 665) e Museu Oscar Niemeyer – MON (R. Manoel Eufrásio, 1550 – Centro Cívico). Mais informações no perfil oficial da rede no Instagram (@soft.icecream.co).

Congelados de alta gastronomia dão sabor ao verão paranaense

A praticidade na cozinha é sempre bem valorizada, ainda mais para quem está de férias e não quer perder muito tempo em frente ao fogão – mas também não abre mão de uma refeição saborosa. Os congelados, que já foram vistos com maus olhos por perder qualidade e sabor dos alimentos, hoje contam com opções de alta gastronomia que ganham muito em qualidade e são fáceis de preparar. Das linhas fit até pedidas dignas de restaurante, há muitas opções.

A Ragú Rotisseria& Co. é uma empresa curitibana que entrou com tudo no mercado de ultracongelados. O cardápio variado da empresa, elaborado pela chef e restaurateur Fernanda Zacarias de Alencar, destaca insumos de alta qualidade e um preparo atencioso em entradas e pratos principais. Muitos dos pratos mais pedidos são apresentados no formato ultracongelado, cujo processo mantém intactas as propriedades do alimento sem alterar sabor nem apresentação.

Essa praticidade, já apresentada em Curitiba, também ganhou o litoral. Durante o verão, a empresa montou uma pop-up store em Caiobá. “Apresentamos nessa loja um grande linha de aperitivos, antepastos, massas, molhos, massas de forno, pratos prontos para a família e nossos PFs do dia a dia”, explica Bruna Loddo, sócia de Fernanda na Ragú. No site da Rotisseria, há dicas para preparo, além das sócias deixarem aberto um canal para tirar dúvidas sobre montagem de pratos, garantindo que a refeição congelada terá um tratamento de alta gastronomia.

As massas pré-prontas estão entre as mais pedidas, apresentadas em diferentes formatos. As recheadas vem em porções de 400 gramas que atendem duas pessoas, em sabores como Queijo Canastra, Brie & Damasco e Zucca (abóbora). Já massas lisas e gnocchi (como o Tagliatelle verde e o Gnocchi clássico de batata com rústico de tomate) são apresentados por quilo. O cliente adiciona o molho que preferir à massa, do Bechamel e do Funghi até o Creme de limão siciliano, vendidos também por quilo.

A linha PF Dia a Dia traz porções individuais de 350 gramas ultracongeladas. São escolhas que vão do PF de carne moída com arroz integral, legumes e feijão, ou ainda o Frango ao curry, arroz com castanha de caju e cenouras assadas até Bobó de camarão rosa com arroz branco e farofa de dendê. O menu tem diversas pedidas vegetarianas, como Canelone de ricota e espinafre ao molho sugo e bechamel e a Panqueca integral de legumes ao molho sugo. Os ultracongelados da Ragú Rotisseria & Co. podem ser encontrados na loja de Curitiba (R. Francisco Rocha, 533 – Batel) e na praia de Caiobá, em Matinhos (R. Ipiranga, 192 – Praia Mansa). Mais informações no site ragurotisseria.com.br e ou no perfil oficial da marca no Instagram (@ragu.rotisseria).

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com