Prefeito de Tamandaré é investigado por suposto esquema de propina em troca de crematório

O prefeito de Almirante Tamandaré, Gerson Colodel (MDB), é um dos alvos de uma operação que apura um suposto esquema de propina em troca da instalação de um crematório no município da região metropolitana de Curitiba. Além dele, são investigados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) um vereador e outros três secretários municipais.

À Banda B, Leonir Batisti, coordenador estadual do Gaeco, afirmou, nesta quinta-feira (11), que o suposto esquema está ligado à aprovação de um projeto de um cemitério no município.

“O empresário em questão está pretendendo fazer um projeto de uma instalação de um crematório, de um cemitério, e está tendo dificuldades. Em determinado momento, algumas pessoas mencionam a este empresário que ele deveria tratar com agentes políticos. No caso, especificamente, um vereador e até o próprio prefeito. Segundo estas pessoas, dependeria de pagamento de propina para que o processo de autorização fosse concedido”, iniciou Batisti.

O valor total da propina, de acordo com o coordenador do Gaeco, seria de R$ 350 mil.

Buscas no gabinete do prefeito de Tamandaré

As equipes do Gaeco estiveram, na manhã desta quinta-feira (11), no gabinete do prefeito, de um vereador, que no passado estaria ligado à Secretaria de Arquitetura e Urbanismo da cidade, e outras três empresas ligadas ao membro da Câmara Municipal.

Outras seis residências também foram alvos de buscas dos membros do Ministério Público do Paraná (MP/PR).

“As buscas foram no sentido de arrecadar o computador, celulares e documentos que tenham pertinência com a investigação em questão. Os mandados foram deferidos pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ/PR)”, afirmou Batisti.

O cumprimento das medidas ocorre no âmbito da Operação Óbolo. Ao todo, segundo o MP/PR, foram 12 mandados expedidos. Além de Almirante Tamandaré, estas empresas e residências também estão localizadas entre os municípios de Curitiba e Colombo (RMC).

“Ao todo são seis investigados: três do poder público e outros três intermediários”, informou Batisti.

Resposta da prefeitura de Almirante Tamandaré

A Banda B entrou em contato com a prefeitura de Almirante Tamandaré. Por meio de nota oficial, a secretaria de Comunicação informou que as diligências realizadas pelo Gaeco nesta quinta-feira “dizem respeito a procedimento de investigação acerca de atos administrativos concernentes à expedição de alvarás de construção e de licença, onde supostamente houve solicitação de valores por agentes públicos, de forma que os mandados de busca e apreensão visavam, precipuamente, a obtenção de processos administrativos”.

O comunicado afirma ainda que “não houve acesso à toda investigação, sendo certo que, em todo o momento, a administração municipalcolocou-se à disposição para contribuir com as investigações, fornecendo toda documentação solicitada, a qual, inclusive, podeia ter sido objeto de requisição anterior”.

A nota finaliza afirmando que “todas as investigações serão acompanhadas e a colaboração necessária será prestada ao Poder Judiciário”.

Denúncias sobre o suposto esquema de propina

Caso você tenha informações sobre o caso, Batisti afirma que você pode informá-las via e-mail.

“A pessoa pode informar ao Gaeco pelo e-mail: gaeco@mppr.mp.br ou o telefone (41) 3254-1195″, finalizou à Banda B.

Mais informações Banda B

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Startup de roupas usadas, Troc vai abrir 250 vagas de emprego na RMC

O prefeito de Quatro Barras, município da Região Metropolitana de Curitiba, Loreno Tolardo, e a fundadora da startup Troc, que hoje compõe o Grupo Arezzo, Luanna Toniolo, assinaram nesta terça-feira (19) o protocolo de intenções para a instalação de um brechó de roupas de luxo online na cidade, que deve gerar 250 empregos.

A fundadora da Troc, empresa que tem como pilares a sustentabilidade, inovação e incorporação do reuso na cultura de consumo, disse que a filosofia do negócio está alinhada com as características ambientais de Quatro Barras, já que tem como essência a geração de impacto positivo.

“A indústria da moda é a 2ª mais poluente em todo o mundo. Nos nossos 4 anos de existência, o impacto positivo da Troc resultou em quase 600 milhões de litros de água economizados, que seriam utilizados no sistema de produção de novos itens, além da doação de mais de 23 mil peças para instituições filantrópicas”, contou Luanna.

Fomentando a moda circular e apostando na inovação, na tecnologia e na reeducação do consumo da moda, a empresa também tem outro foco importante: a abertura de oportunidades para o 1º emprego.

“Acreditamos muito nos profissionais que atuam conosco e queremos que todos eles cresçam com a Troc. Por isso, investimos muito no processo de qualificação e no avanço destes profissionais que poderão evoluir para cargos de liderança. Queremos priorizar a mão de obra local e crescer juntos”, afirmou a fundadora.

Empregos

Segundo o prefeito, a assinatura do protocolo de intenções foi um marco para a gestão. “É o primeiro protocolo que firmamos e, com especial satisfação, por se tratar de uma empresa realmente engajada na geração de empregos, no conceito de sustentabilidade e com forte engajamento comunitário e social”, destacou Tolardo.

De acordo com ele, a abertura de vagas com mão de obra local, em especial, para o público feminino e destinadas ao 1º emprego, com médias salariais acima das praticadas no mercado, chegam em um importante momento de retomada econômica e atendem um grande anseio da população, que almeja por oportunidades. “Esta é a nossa bandeira, uma das principais metas da nossa gestão, gerar emprego e oportunidades para as pessoas”, concluiu o prefeito.

Incentivo

O processo de vinda da Troc foi intermediado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo, com apoio da Agência do Trabalhador, que realizou as rodadas iniciais de entrevistas e seleção de candidatos para atuar na empresa.

“Nos sentimos realmente muito acolhidos no município. Recebemos todo o suporte neste processo e ficamos otimistas com a relação que se desenvolveu com o poder público. Estamos muito felizes e acreditando muito neste projeto. Vocês já fazem parte da nossa história”, ressaltou Luanna.

O secretário da pasta, Fernando Cunha, também agradeceu à Câmara Municipal pela aprovação unânime da lei que prevê incentivos fiscais para a empresa, tendo em vista a contrapartida da geração de empregos na cidade, 100% viabilizados pela Agência do Trabalhador. “Quero agradecer a sensibilidade de todos os vereadores, que estiveram conosco neste processo, entendendo a importância da instalação da Troc especialmente para fomentar o 1º emprego”, destacou Fernando.

A assinatura do protocolo foi acompanhada pelo gerente financeiro da Troc, Francisco Gil; pelo gerente de operações, Leonardo Verdi; pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo, Fernando Cunha; pelo diretor geral da secretaria, Laertes Andreatta; e pelo assessor Valdomiro da Cruz Júnior.

Estado e Google firmam parceria para divulgar informações do transporte coletivo da RMC

A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) firmou uma parceria com o Google para disponibilizar informações a respeito do serviço de transporte coletivo da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) nas plataformas da empresa.

Os horários e itinerários estão disponíveis a partir desta terça-feira (19) nas plataformas da empresa, uma das gigantes globais de tecnologia. Usuários podem consultar informações sobre as 201 linhas que atendem os 19 municípios da RMC.

As informações fazem parte do Google Maps, que também oferece dados sobre tempo estimado de viagem, horários de partida e chegada, quantidade de paradas, distâncias e canais de atendimento das empresas operadoras.

O presidente da Comec, Gilson Santos, disse que a medida facilita o acesso das informações, proporcionando inclusive mais segurança aos usuários. “Em uma rápida pesquisa por meio do celular em um site muito conhecido a pessoa poderá consultar a melhor rota, horários, conexões, evitando se perder e até esperas desnecessárias nos abrigos. É um passo importante para oferecer um serviço cada vez melhor para a população, aliando tecnologia e informação”, afirmou.

Os dados das linhas já estão disponíveis na plataforma e as atualizações serão feitas automaticamente por meio de uma sincronização com a base de dados da Metrocard, associação das empresas operadoras do sistema.

SITE DA COMEC – O site da Comec também reúne informações atualizadas sobre linhas, horários e tarifas do transporte metropolitano.