Porta dos Fundos recebe críticas após sátira a vereadora eleita de Curitiba

O canal de humor no YouTube “Porta dos Fundos” postou um vídeo ontem, às 11h, no Twitter, mostrando uma personagem que é a vereadora mais votada em Curitiba pelo Partido Novo. Assista ao vídeo:

A reação foi imediata de Indiara Barbosa, a vereadora mais votada em nossa cidade:

Entre as várias pessoas que se manifestaram, Felipe Neto e Arthur do Val, deputado de SP que se candidatou a Prefeitura da capital paulista, deram seu ponto de vista na rede social. Confira:

CENÁRIO

Indiara Barbosa foi eleita com 12.147 votos em Curitiba, sendo a primeira mulher a ser eleita a mais votada da cidade. A vereadora, nascida em Umuarama, é mãe e formada em Administração e Ciências Contábeis. Além disso, foi a primeira candidata do Partido Novo à Câmara dos Vereadores a ser eleita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Maradona morre aos 60 anos

Maior jogador da história do futebol argentino, Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos.

Maradona sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, segundo o jornal argentino “Clarín”.

O ex-jogador sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois.

Campeão mundial na Copa de 1986, quando ficou eternizado pelos gols que marcou contra a seleção da Inglaterra, o craque argentino passou recentemente por uma cirurgia para drenar uma pequena hemorragia no cérebro.

O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.

As informações são do G1

Porta dos Fundos tira do ar vídeo com sátira de vereadora mais votada de Curitiba

Internautas relacionaram personagem Yollanda Ramos com Indiara

Indiara Barbosa (Novo), eleita a vereadora com mais votos em Curitiba, contou à Banda B nesta terça-feira (24), que se sentiu muito mal com vídeo postado pelo canal Porta dos Fundos, no domingo (22). O grupo retirou do YouTube e das redes sociais o vídeo, após ser acusado de machismo por satirizar uma vereadora de Curitiba eleita pelo Partido Novo.

A personagem do vídeo Yollanda foi relacionada com a vereadora Indiara, eleita nas últimas eleições municipais com 12.147 votos, a primeira mulher a ser líder em votos para a Câmara Municipal de Curitiba. No vídeo, a personagem diz que “vazou nudes” e “participou de orgias” para vencer a eleição.

Em entrevista à Banda B, Indiara contou que recebeu com surpresa o vídeo e não estava entendo o que estava acontecendo. “Fiquei meio confusa, né, porque eu falei, nossa, está falando mim, pois eu sou a mais votada, sou do Novo, mas, ao mesmo tempo, é uma história que não tem nada a ver com a minha, não faz o menor sentido. Parece uma sátira, estão criticando o partido Novo, a sociedade curitibana, mas estão falando do mim, né. Então, fiquei meio confusa”, disse.

Para a vereadora, o esquete fez com que uma margem para questionamento sobre a candidatura dela fosse aberta. “A gente entendeu como uma sátira, mas quando a gente vai ver melhor, vemos comentário de várias pessoas questionando se é verdade”, contou Indiara. “Eu me senti mal, pois é um canal de repercussão nacional, com muitos seguidores e que muita gente não me conhece e ver aquilo ali acredita em Curitiba aconteceu esta situação”, complementou.

Para Indiara Barbosa, o vídeo representa sim o machismo. “Fui eleita a mais votada, não sou uma pessoa conhecida, sou do partido Novo que representa ideias novas na política e a princípio incomoda muita gente. Aí, tentaram fazer uma crítica ao partido, pois o Novo é visto como um partido de elite (…). Acaba sendo uma espécie de machismo, pois quando uma mulher chega em uma posição como essa, aí já partem para ataques mais baixos.

Porta dos Fundos

Em nota lançada no Twitter, a produtora do Porta dos Fundos diz que reconhecemos que o vídeo não condiz com o que acredita e, por isso, optou por tirá-lo dos canais. Disse também que a personagem já existe há nove anos – uma senhora que preza pela sua liberdade sexual – e é totalmente fictícia. Complementou que em nenhum momento tentou parodiar ou fazer graça com qualquer pessoa real.

Informações Banda B.