Por que em Curitiba não tem Starbucks?

A famosa rede de cafeterias Starbucks, criada em 1971 em Seattle (Estados Unidos), está em constante expansão mundial. Dados mostram que até 2007, a marca chegou a abrir 7 lojas por dia no mundo inteiro. Em 2017, uma matéria na Gazeta do Povo mostrou o interesse da empresa em vir para Curitiba, mas como sabemos nenhuma loja foi aberta.

Muito se fala sobre este negócio: “não há ninguém para pagar o alto custo da franquia”; “o público de Curitiba não é compatível”. Sinceramente? Acho tudo isso uma balela. Por isso resolvi perguntar na página oficial do Starbucks Brasil.

Eu: Podem me tirar uma dúvida? Por que Curitiba ainda não tem Starbucks?

Starbucks Brasil: Cassio, nós ainda não temos previsão para a abertura de um Starbucks na sua cidade. Mas seguimos comprometidos com o crescimento da nossa rede pelo Brasil e avaliamos constantemente as oportunidades de abertura de novas lojas. Esperamos chegar na sua cidade em breve!

É. Isso mesmo. Uma resposta neutra. Resolvi pesquisar um pouco mais sobre o assunto e segundo o site Falccon, o Starbucks não opera no sistema de franquias, ou seja, as pessoas precisam abrir uma empresa e adquirir os direitos para utilizar a marca. O que pode ser uma barreira para investidores, pois neste sistema eles terão que fazer tudo por conta própria.

Quanto ao investimento, o site Novo Negócio diz que estima-se que para montar um estabelecimento é necessário contar com um capital mínimo de 500 mil reais, além, é claro, do capital de giro para os primeiros meses.

Quem se interessar mais sobre este assunto, recomendo que entre em contato pelo SITE deles e pergunte sobre o modelo de negócio.

Aos amantes de Starbucks não temos notícias muito boas, mas os boatos todos os anos se renovam. Vamos esperar. Enquanto isso, curitibanos irão para São Paulo tirar fotos de seus copos.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrosséis e roda-gigante voltam a ser montados para celebrar os 330 anos de Curitiba

Carrosséis e roda-gigante voltam a ser montados para celebrar os 330 anos de Curitiba

Três atrações do Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais 2022 estão voltando para as celebrações dos 330 anos de Curitiba este ano. São os carrosséis venezianos do Passeio Público e do Parque Tanguá e a roda-gigante da Praça Santos Andrade, no Centro. O brinquedo do Passeio Público começou a ser montado na quinta-feira (26/1) e o do Tanguá será na próxima semana. A roda-gigante está sendo montada nesta sexta-feira (27/1).

As atrações serão gratuitas. A Prefeitura está definindo um cronograma de funcionamento, que será divulgado em breve. A intenção é cobrir todos os dias da semana, com exceção das segundas-feiras, quando deverá ocorrer a manutenção dos equipamentos.

De acordo com o superintendente de Obras da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), Jean Brasil, a previsão é de que os brinquedos funcionem por um período de quatro meses.

“Além de serem uma atração para o aniversário da cidade, os carrosséis e a roda gigante também poderão ser usados pelas crianças no período de férias escolares e também pelos turistas que visitam a nossa cidade”, explicou ele.

Como ocorreu na temporada natalina, os carrosséis venezianos irão receber crianças de até 12 anos. Adultos poderão acompanhar crianças de 0 a 2 anos. Já a roda-gigante irá receber crianças e adultos (a altura mínima será de 1 metro). Além disso, os brinquedos terão acessibilidade para o público com dificuldade de locomoção.

330 anos de Curitiba

O aniversário dos 330 anos de Curitiba será celebrado com uma ampla programação descentralizada e os eventos e entrega de obras farão parte dela. O aniversário será só no dia 29 de março, mas vários eventos estão agendados.

A programação de aniversário da capital já começou, este mês, com a 40ª Oficina de Música de Curitiba. Além dos cursos voltados para artistas e professores, BNegão, Vanessa da Mata e Gilsons são alguns dos destaques do line up de shows da 40ª edição do evento da Prefeitura de Curitiba.

Já em março ocorre o Smart City Expo Curitiba 2023, versão brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo. Serão três dias, 22, 23 e 24 de março, do congresso e feira organizados pelo hub de negócios e soluções iCities e com apoio da Prefeitura de Curitiba, da Secretaria Municipal de Administração, da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Gestão de Pessoal e TI (Smap) e do Vale do Pinhão.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Campanha da Prefeitura de Curitiba alerta sobre o assédio sexual no carnaval

Campanha de Direitos Humanos alerta sobre o assédio sexual no Carnaval.

Brincar o carnaval faz parte da tradição brasileira e para conscientizar os foliões, a Prefeitura de Curitiba, por meio da Assessoria de Direitos Humanos (ADH) e Políticas para as Mulheres, começa, neste domingo (29/1), a implementar diversas ações para evitar a importunação sexual durante os dias de carnaval.

Domingo, a partir das 15hs, na Praça Santos Dumont, no encontro entre as Ruas Saldanha Marinho, Ébano Pereira e Cruz Machado, a assessoria irá fazer a distribuição de leques com orientações com o tema” Respeite o meu espaço – importunação sexual é crime” na concentração e no trajeto do Bloco Garibaldis e Sacis.

Conscientização

A assessora de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres da Prefeitura, Elenice Malzoni, alerta que todos devem ter cuidado e atenção nas festas de carnaval.

“Desejamos brincar alegremente o carnaval, sem sofrer nenhum tipo de importunação sexual. Desrespeito não pode ser entendido como mera brincadeira”, salienta Elenice.

Crime e consequência

A Lei 13.718/2018 trata do crime de importunação sexual, que é a prática de ato libidinoso contra alguém sem o consentimento dessa pessoa, com o objetivo de satisfazer o próprio desejo ou o de terceiros, ou seja, tocar o corpo de outra pessoa, sem o consentimento dela, para obter prazer sexual. A pena é de reclusão de 1 a 5 anos.

O que caracteriza o crime

Os principais exemplos do crime de importunação sexual são beijo roubado, puxão pelo braço, agarrar pela cintura, passadas de mão no corpo, tocar o órgão sexual, lambidas, mordidas, ejaculações, entre outros.

As denúncias podem ser feitas pelo número 153 da Guarda Municipal. Em caso de flagrante, os envolvidos serão encaminhados para a Casa da Mulher Brasileira para realizar o boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com