quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_img
InícioParanáPontos de Atendimento ao Empreendedor realizaram 27 mil atendimentos no Paraná, em...

Pontos de Atendimento ao Empreendedor realizaram 27 mil atendimentos no Paraná, em 2023 | ASN Paraná


Criados para estimular o empreendedorismo e preparar pequenos empresários para aumentar a competividade dos negócios, os Pontos de Atendimento ao Empreendedor realizaram 245% mais atendimentos em 2023, segundo levantamento da instituição. Em 2022, foram 11 mil atendimentos; no ano passado, o número saltou para 27 mil atendimentos. São 78 Pontos instalados pelo Sebrae/PR em parceria com instituições empresariais, em 76 municípios do estado.

Os PAs formam uma rede de atendimento presencial que fomenta o empreendedorismo pelo estado, ajudando no desenvolvimento e aprimoramento das micro e pequenas empresas paranaenses.

Mapa dos Pontos de Atendimento no Paraná. Crédito: divulgação.

O portfólio de produtos do Ponto de Atendimento reúne soluções presenciais, digitais e híbridas gratuitas e organizadas em forma de coleções. As coleções agrupam os produtos por temática e característica, auxiliando no desenvolvimento de novas soluções preservando as características e metodologias alinhadas no portfólio.

Luciano Campos, consultor do Sebrae/PR, explica que a estratégia do canal é preparar os empreendedores para aumentar sua competitividade e longevidade no mercado.

“Buscamos fazer com que eles sejam protagonistas nos municípios para que consigam gerar mais renda, mais empregos, impactando nas economias locais. Para isso, levamos capacitações, consultorias e palestras até os PAs, para fomentar um ambiente mais favorável para esses pequenos e negócios”, afirma.

O consultor enfatiza que os Pontos de Atendimento conquistaram 27 novos Selos de Referência, chancela que reconhece a rede de parceiros pelo desempenho dos atendimentos aos empreendedores, além da promoção da sustentabilidade e da competitividade.

Luciano Campos, consultor do Sebrae/PR. Foto: Inove.

“Na edição de 2021 do Selo de Referência em Atendimento, tínhamos 16 Pontos de Atendimento selados. Em 2022, não tivemos a aplicação. Hoje, ultrapassamos a marca de 43 Pontos de Atendimento com Selo, abrangendo as três categorias: bronze, prata e ouro. Esse feito representa mais de 50% dos nossos Pontos de Atendimento com reconhecimento”, destaca Luciano.

Com o Centro de Educação Infantil Meu Mundo, em Maringá, no Noroeste do Paraná, Andrea Nogueira atende crianças de zero a três anos. O negócio tem se desenvolvido bem e, por isso, demandou melhorias em gestão de processos internos, o que a empresária buscou solucionar no ano passado com o suporte do Ponto de Atendimento ao Empreendedor.

“Juntos, buscamos implementar uma gestão de eficiência nos setores administrativos da escola. Por meio do programa proposto, a novidade foi implantada com sucesso”, declara a empreendedora.

Andrea diz que procura os serviços com frequência. “Sempre fico atenta ao que está sendo oferecido que possa ser válido para a nossa empresa. É uma referência de acesso para todo empreendedor ter mais possibilidades de ter melhores resultados, pois é enriquecedora a expertise que os consultores têm sobre diversas áreas”, comenta Andrea.

Já o casal Roberto Basdão Carreira e Franciele Domingues Carreira, sócios na vidraçaria RM Glass, estão desde 2020 no mercado com o negócio, sendo que possuem mais de 23 anos de experiência no ramo vidreiro. Também localizada em Maringá, a empresa oferece espelhos sob medida, box de vidro e acrílico, fechamento de sacada, cobertura de vidro, portas e janelas de vidro, painel ripado de alumínio, cristaleira, corrimão de parede em aço inox e alumínio, esquadrias de alumínio, manutenções em geral, entre outros.

No ano passado, os empreendedores procuraram o Ponto de Atendimento da cidade para obter consultoria.

“Queríamos uma visão geral do nosso negócio. Estávamos com dúvidas sobre o que fazer, como fazer, se estávamos trilhando o caminho certo, o que mudar em áreas como gestão, produção, cultura, financeiro, vendas, colaboradores, marketing, entre outros”, explica Franciele.

A partir do atendimento, a empreendedora diz que foi possível tomar decisões em algumas áreas definidas como prioritárias. Para ela, o ideal é que haja novos atendimentos presenciais para que demais áreas da empresa sejam contempladas pela consultoria.

Em 2023, Curitiba sediou o Encontro Estadual dos Pontos de Atendimento ao Empreendedor e reuniu integrantes de 75 municípios paranaenses. Foto: Inove.

Oeste

A empreendedora Cleide Teresinha Kerber é de Medianeira, na região oeste do Paraná. Ela abriu uma empresa de suplementos saudáveis há oito meses e, desde o início, conta com o apoio do Ponto de Atendimento, localizado na sede da Associação Empresarial de Medianeira (Acime). O destaque, no entanto, foi quando a empreendedora sentiu necessidade de investir em inovação e marketing para incrementar as vendas on-line e os conteúdos acessados no PA foram decisivos.

“Tive capacitações em mídias sociais, promocionais e estratégia de vendas. Os conteúdos foram muito importantes para melhorar o contato com o público que atendo e, com isso, ampliar a clientela”, comenta.

Ainda de acordo com a empreendedora, os atendimentos ofertados no PA foram essenciais para o crescimento dos negócios.

“Foi fundamental. Durante o ano, tive vários treinamentos e palestras e o divisor de águas foi o período de consultorias. Com o Ponto de Atendimento, consegui ter direcionamento e agilidade durante todo o processo.”

Suporte

O empresário de Tibagi, na região dos Campos Gerais, Lucas Haniel de Almeida, que atua no ramo gastronômico desde 2012, conta que procurou o Ponto de Atendimento na cidade em busca de suporte para a gestão do seu negócio. Segundo ele, as consultorias, no formato on-line, foram essenciais para o planejamento financeiro da empresa.

“O atendimento foi impecável e assertivo. As consultorias foram uma virada de chave e permitiram eu me programar de uma forma muito mais eficaz”, afirma.

Soluções

Na região sudoeste do Paraná, Fabiana Ody, diretora da Paraná Plásticos, conta sua experiência com o PA de Pato Branco, em parceria com a Associação Empresarial de Pato Branco (ACEPB).

“O Ponto de Atendimento tem sido importante para o nosso desenvolvimento profissional por permitir o acesso a treinamentos rápidos que nos dão a possibilidade de estarmos atualizados, trocarmos informações e realizarmos networking. Aqui na empresa, contamos com o acesso a diversas informações que nos ajudaram a melhorar através de treinamentos voltados para a parte estratégica, gestão de pessoas e também para a área de vendas. O resultado tem sido muito bom”, observa.



Leia a matéria no site do Sebrae

MATÉRIAS RELACIONADAS
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img

As últimas do Busão