Polícia Civil prende suspeita de vender álcool em gel adulterado em Araucária

A Polícia Civil prendeu terça-feira (24) em flagrante uma mulher de 31 anos, suspeita de adulterar e vender álcool em gel falsificado, em Araucária, município da Região Metropolitana de Curitiba. A ação aconteceu no bairro Fazenda Velha. Cerca de 80 galões da substância adulterada foram apreendidos na ação.  

A Polícia chegou até o local após uma das vítimas comparecer na delegacia local e relatar que havia comprado um galão da substância acreditando ser álcool em gel 70%. Mas o produto era bem viscoso e pegajoso.

Policiais civis deslocaram-se imediatamente até o local indicado para apurar a ocorrência. Ao chegarem na residência da suspeita, os agentes flagraram a suspeita vendendo a substância, como se fosse álcool em gel, para outras duas pessoas.  

Dentro da casa dela foram encontrados diversos tonéis e álcool em gel com fortes indícios de adulteração. Quando questionada, a mulher não soube informar a procedência da mercadoria, além disso, confessou não ter autorização para manter a substância inflamável em casa.  

A mulher foi autuada por manter e armazenar substância inflamável em casa sem autorização da Vigilância Sanitária, além de falsificar, corromper, adulterar ou alterar produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais.

Polícia Civil prende sete organizadores de festas clandestinas na RMC

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu sete organizadores de festas clandestinas em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Eles foram autuados em flagrante por associação criminosa e infração de medida sanitária preventiva. A ação contou com o apoio da Guarda Municipal.

No momento do flagrante, 64 pessoas se aglomeravam em uma festa, realizada em local fechado e com pouco espaço, na zona rural de São José dos Pinhais.

No local havia grande quantidade de bebidas alcoólicas. Também foram encontradas muitas porções de drogas que se espalhavam por quase todo o chão do salão.

As investigações da PCPR apontam que, ao menos, um dos organizadores presos seja o responsável pela realização de inúmeras festas clandestinas, desde o início da pandemia.

O grupo criminoso possuía, até mesmo, um vasto material de divulgação das festas realizadas.

A ação da PCPR foi conduzida em cumprimento ao decreto estadual número 940/2021, que estabelece medidas restritivas por conta da pandemia.

​Polícia Civil apreende adolescente que estaria planejando e orientando ataques a escolas

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) apreendeu um adolescente suspeito de estar planejando e orientando ataques a escolas.  A captura ocorreu na quarta-feira (2), em Palmas, na região Sudoeste do Paraná.  

A PCPR chegou até o jovem após receber um relatório da Homeland Security Investigations, da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, no início da semana, informando que o usuário da internet estaria praticando os atos. 

Durante a ação, os policiais cumpriram buscas na residência do indivíduo, onde foi apreendido computador, celular e equipamentos de armazenamento. O jovem foi apreendido e encaminhado à delegacia da PCPR. 

INVESTIGAÇÕES

A PCPR verificou que o adolescente estaria dando orientações sobre ataques em escolas. Em uma das conversas, ainda foi apurado que o jovem estaria dando instruções a outro adolescente sobre como matar a própria mãe.  

Durante o depoimento à PCPR, o adolescente informou ainda que seria um líder e que as pessoas o procuravam para que ele desse as instruções.  

O menino ainda tinha fotos impressas do autor do massacre de Suzano, em São Paulo, ocorrido em uma escola no dia 13 de março de 2019. Na ocasião, nove pessoas foram mortas.