Poesia de Shakespeare inspira concerto da Orquestra Ladies Ensemble

A Orquestra Ladies Ensemble apresenta em setembro dois concertos com músicas baseadas na obra e nos tempos de William Shakespeare, num espetáculo realizado pelo Ministério do Turismo e Centro Cultural Solar do Rosário. As apresentações acontecem nos dias 23 e 24 de setembro, no Auditório Regina Casillo, no centro da cidade. O ator Alexandre Barillari, conhecido por papéis na televisão e no teatro, participa interpretando sonetos de Shakespeare.  

Na sexta-feira, o espetáculo será às 20h. No sábado, às 17h. Os ingressos custam R$ 35 (inteira) e R$ 17,50 (meia) e já estão disponíveis para compra antecipada no site da Disk Ingressos: https://www.diskingressos.com.br/   

O roteiro da apresentação é de Liana de Camargo Leão, professora titular de Literaturas de Língua Inglesa na Universidade Federal do Paraná e uma das maiores especialistas brasileiras em Shakespeare. Ela conta que os ingleses da época do poeta adoravam música. Eles tocavam, cantavam, dançavam ou simplesmente sentavam e apreciavam.  

A música era também uma parte vital no teatro do autor. Ele incluiu muitas músicas em suas peças. Os personagens frequentemente cantam baladas e canções populares, sendo acompanhados por instrumentos como flauta, alaúde, trompas, tambores e violino. “Mas as próprias palavras de Shakespeare podem ser entendidas como uma espécie de música falada”, diz Liana, que é vice-presidente do Centro de Estudos Shakespearianos do Brasil e coautora do livro O que você precisa saber sobre Shakespeare antes que o mundo acabe (2022). Liana também ministra cursos de extensão no Solar do Rosário.  

Os concertos terão a participação do músico Roger Burmester, solista no alaúde, instrumento da época. O ator Alexandre Barillari interpretará alguns sonetos, mostrando sua versatilidade. Na televisão, teve atuação em novelas da Rede Globo como Alma Gêmea, Caminhos do Coração e Nos Tempos do Imperador. A regência será do maestro venezuelano Roberto Ramos.

Programa e dificuldade  

O programa conta com músicas de compositores da época de Shakespeare, como Lachrimae Pavan de John Dowland, e Greensleeves, de autoria desconhecida – mas há uma lenda que atribui a composição ao rei Henrique VIII. Outras composições são baseadas na obra do dramaturgo, como as suítes Romeu e Julieta, de Sergei Prokofiev, e Sonho de uma Noite de Verão, de Felix Mendelssohn.  

“É um repertório muito difícil, principalmente as suítes do Prokofiev e do Mendelssohn”, afirma a fundadora, diretora artística e musical da orquestra, Fabiola Bach Akel. São obras feitas para orquestras completas, e a Ladies Ensemble é uma orquestra de cordas. Para que tudo funcione com a qualidade que caracteriza as Ladies, os arranjadores Alexandre Brasolin, de Curitiba, e Paulo Galvão Filho, de São Paulo, estão fazendo um arranjo inédito. “Estamos fazendo uma ‘mágica’ para isso soar bem só com cordas, percussão e piano. Temos essa ousadia de tocar repertórios originalmente compostos para grandes orquestras e fazê-los soar tão bem. Não vemos isso como uma limitação, mas como um desafio”, orgulha-se Fabiola.  

“A ideia do tema das músicas da época de obras de Shakespeare surgiu pela parceria que o Solar do Rosário tem com a professora Liana Leão e por ser algo diferente do visto normalmente em concertos”, diz Lucia Casillo Malucelli, diretora do Solar do Rosário, um centro cultural mantido pela iniciativa privada. “As pessoas poderão perceber que as músicas reconhecidas, que são usadas no ballet, teatro e cinema, são músicas clássicas tocadas por uma orquestra. E são essas diversas artes que fazem o chamado erudito ser mais acessível ao público. Quem nunca ouviu o tema de Romeu e Julieta, por exemplo? E é essa democratização, acesso e formação de plateia que queremos nos projetos do Solar do Rosário”, completa.

A Ladies Ensemble  

Primeira orquestra formada só por mulheres no Brasil, a Ladies Ensemble atua desde 2009 e reúne musicistas de diferentes idades, vertentes, influências e inspirações, o grupo é expoente em um universo com diminuta presença feminina em posições de liderança e mostra que mulheres podem ser protagonistas em uma orquestra.  

O apoio a causas da mulher é uma de suas missões centrais – entre elas, a conscientização sobre o câncer de mama. Para isso, produz iniciativas como o “Concerto das Rosas” – espetáculo apresentado para milhares de pessoas entre 2017 e 2018 com o objetivo de arrecadar fundos para a compra de próteses mamárias.  

Hoje com “casa própria” no Auditório Regina Casillo, a Ladies Ensemble tem entre suas missões a formação de plateia, a democratização da música clássica e a formação de musicistas. Desde seu início pioneiro como noneto até hoje, a orquestra influencia e inspira outras mulheres a seguirem seus sonhos e paixões sem medo.   

Neste ano, em parceria com o Solar do Rosário, o projeto “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” tem dois concertos mensais com programação diferente a cada mês. O projeto foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo.  

A qualidade musical e artística da Orquestra Ladies Ensemble tem possibilitado que o grupo receba músicos de grande talento e renome, como o pianista Arnaldo Cohen, as cantoras Fortuna, Daniele de Oliveira e Masami Ganev e as violinistas Carolina Kliemann e Soraia Landim.  

O projeto anual “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e Governo Federal, e conta com patrocínio das empresas BHS Corrugated, Oregon, Nórdica Veículos, Guararapes, Impextraco, Tintas Dacar, Sollo Sul, Ferragens Negrão, Transunion, Abase Vet, Grupo Barigui Veículos, Grasp, Milium, Trutzschler, Agrosul Catarinense, GV2C, Tintas Alessi, Fobras, PASA, Delta Cable, Plast & Pack, M.A. Máquinas, Dissul, Stampa Food e Perkons. A Instituição beneficiada é o Hospital Pequeno Príncipe. A realização é do Solar do Rosário, espaço particular de Arte e Cultura em Curitiba fundado em 1992. Com direção geral de Lucia Casillo Malucelli e direção musical de Fabiola Bach Akel.
Serviço
Concerto Músicas do tempo e baseadas na obra de Shakespeare
Datas: 23 e 24 de setembro de 2022
Horário: Sexta às 20h | Sábado às 17h Local: Auditório Regina Casillo – Rua Lourenço Pinto, 500, Centro, Curitiba – PR
Ingressos: R$ 35 (inteira) / R$ 17,50 (meia) Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 | diskingressos.com.br/   Estacionamento gratuito no local  

Crédito das fotos Ladies Ensemble: @marceloeliasfoto Alexandre Barillari: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Supercores estreia com Outros Outubros 

Lançada nas plataformas digitais na última sexta-feira (16), Outros Outubros é a canção de estreia do quarteto curitibano Supercores. Produzida pela banda de maneira independente, a canção vem embalar um momento histórico do país. 

Inspirada no clássico do cinema novo ˜Terra em Transe˜, do diretor Glauber Rocha, a canção se lambuza na poesia marginal para contextualizar e traçar um paralelo entre presente e passado.

A própria banda é quem assina a produção do trabalho, que foi registrado no mês de julho no estúdio Casa do Fundo, em Curitiba, com mixagem e masterização de Matheus Bittencourt.


Fundada em maio de 2022 por Eduardo Souza (bateria), Felix Dee (guitarra e voz), Gustavo X (guitarra) e Renato Rigon (baixo, teclas e voz) a Supercores traz em suas raízes a sede pela música brasileira produzida no fim dos anos 60 e toda a década de 70. Artistas como Os Mutantes, Milton Nascimento, Clube da Esquina e Arnaldo Baptista são a base para as composições do grupo que também mergulha de cabeça na influência dos clássicos do rock’n roll dos anos 60 e toda a onda psicodélica que eles geraram e reverberaram.

A banda planeja mais um lançamento para este ano: a música Verticalidade que, segundo o compositor Felix Dee, fala da vida nas grandes cidades verticalizadas pelos edifícios. A previsão de lançamento é o mês de novembro. Além disso, o grupo comenta que tem se dedicado a novas composições e tem se reunido para fazer a pré-produção de mais um trabalho a ser lançado no ano que vem. 

Para saber mais sobre a Supercores acesse: www.instagram.com/supercoresoficial

Ficha Técnica

Felix Dee: Voz, guitarra e composição.

Gustavo X : Guitarra.

Renato Rigon: Baixo, teclas e voz.

Eduardo Souza: Bateria.

Matheus Bittencourt: Gravação, mixagem e masterização.

Produzida por Supercores.

Aberta seleção de músicas para o 16º Fejacan

Estão abertas até o dia 12 de outubro as inscrições para a 16ª edição do Fejacan – Festival Jacarezinhense da Canção. O evento promovido pelo Sesc PR será realizado em Jacarezinho (PR), nos dias 24 e 25 de novembro, no Sesc Jacarezinho.

Cantores, intérpretes, instrumentistas e compositores de todo o Brasil, maiores de 18 anos, podem submeter para análise até três músicas, de caráter popular ou erudito, em língua portuguesa ou em idiomas indígenas, e que não tenham sido apresentadas no Fejacan em edições anteriores.

Os trabalhos inscritos serão avaliados em conceito, qualidade e execução das obras, formato, linguagem, relevância artística, singularidade e inovação por uma comissão que selecionará até 26 músicas inéditas para apresentação no palco do evento.

Os trabalhos selecionados receberão remuneração de acordo com o número de músicas que foram selecionadas e com a distância da cidade de residência do artista até Jacarezinho. Os valores das remunerações variam de R$ 2.400 a R$ 5.950.

De acordo com os organizadores do evento, o Fejacan é uma oportunidade de apresentação e divulgação de artistas, de intercâmbio entre artistas e produtores, de apreciação musical pelo público.

As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente pelo site do Sesc PR, por meio de formulário on-line, até o dia 12 de outubro.

Clique aqui para acessar.  <https://www.sescpr.com.br/edital/edital-de-selecao-fejacan-2022/>