Pinhais terá o maior drive-in do Brasil

Em tempos em que o isolamento social se faz tão necessário, como fazer para fugir um pouco dos problemas do dia a dia e relaxar? Pensando nisso, a Planeta Brasil Entretenimento, produtora com mais de 30 anos de atuação no país, desenvolveu um projeto adequado aos novos protocolos de segurança: o Planeta Drive-in. Desde o mês de junho, a opção de entretenimento seguro transformou a Pedreira Paulo Leminski, um dos principais pontos turísticos de Curitiba (PR), em um grande espaço multieventos a céu aberto com o conceito drive-in, com o público curtindo as mais variadas atrações de dentro de seus carros. Agora, a produtora curitibana prepara o lançamento de sua terceira unidade no Brasil,  segunda no Paraná, que vai funcionar no Expotrade Pinhais.

Com inauguração prevista para o dia 13 de agosto, o Planeta Drive-In Pinhais será o maior drive-in do Brasil, com capacidade para mais de 400 carros, com distância segura entre eles, e foco em grandes shows, além das tradicionais sessões de cinema. “O Expotrade Pinhais é conhecido nacionalmente como palco de grandes shows e eventos. Agora, teremos o prazer de levar até ele um novo conceito, que tem se mostrado uma ótima alternativa de entretenimento para um público que tem valorizado muito as alternativas possíveis de lazer fora de casa. Sucesso absoluto na Pedreira Paulo Leminski, e com uma unidade em funcionamento no Recife (PR), o Planeta Drive-In chega ao seu novo endereço com toda excelência necessária para que as pessoas tenham uma experiência inesquecível”, comenta o diretor da Planeta Brasil Entretenimento, Patrik Cornelsen.

O projeto do Planeta Drive-In foi desenhado como uma forma de trazer de volta atrações culturais fora de casa à vida das pessoas, uma experiência vintage, com tecnologia de última geração aplicada, além de uma infraestrutura completa de gastronomia e serviços com comodidade e segurança, respeitando as principais orientações dos órgãos oficiais para diminuir a disseminação da Covid-19, entre elas evitar aglomerações em locais públicos. “Trata-se de um modelo inteiramente pensado para atender as demandas de cultura e entretenimento. Diferentemente de qualquer comércio ou serviço, no drive-in não há contato entre as pessoas”, afirma Cornelsen.

No Planeta Drive-In, não existe qualquer forma de aglomeração e o modelo foi pensado para os cenários mais extremos de isolamento social, seguindo as melhores referências de eventos já realizados na Europa e na Ásia levando em conta o controle da Covid-19. Os colaboradores envolvidos na produção são em número bastante reduzido, e submetidos a protocolos de higienização ,exames e esterilização total, inclusive de pertences, antes do início de suas atividades. Levando em consideração o público espectador, os veículos passam por um pioneiro sistema de desinfecção nos pneus e da lataria, com ingresso validado eletronicamente e sem contato humano. A venda de alimentação e bebida é feita via aplicativo, e os produtos são entregues desinfectados na janela do veículo, que só pode permanecer aberta do lado esquerdo.

“Até mesmo o uso dos sanitários ganhou uma ajuda muito importante no combate ao coronavírus. A ida aos banheiros deve ser solicitada e agendada via aplicativo, pois apenas uma pessoa por vez é autorizada a transitar na arena. Além da limpeza tradicional, os sanitários são dotados de um moderno sistema de esterilização de ar”, explica Cornelsen.

Tecnologia pioneira e experiências múltiplas

Ao contrário de outros modelos de drive-in espalhados pelo país, que trabalham com projetores tradicionais, o Planeta Drive-In utiliza uma tecnologia pioneira, que possibilita a transmissão em incríveis telões de led, com resolução 4K. No Planeta Drive-In Pinhais, a produtora vai montar três telões, que juntos irão somar mais de 230m², que irão impressionar o público pela altíssima definição, além de permitir exibições mesmo em dias de chuva. Para completar, o som é transmitido via rádio FM, diretamente dentro dos veículos. “Tomamos cuidado com todos os detalhes para que o Planeta Drive-In seja uma experiência única e, principalmente, para que os nossos usuários gostem e retornem”, reforça o diretor da Planeta Brasil Entretenimento.

Além das tradicionais sessões de cinema, o Planeta Drive-In Pinhais terá como foco principal a realização de shows. “Estamos preparando uma programação muito interessante, com experiências imperdíveis. Devido ao tamanho do Expotrade, teremos capacidade para realizar shows nacionais”, detalha Cornelsen. O espaço estará preparado para receber, também, diversos outros eventos, entre eles transmissões de campeonatos de futebol, atividades religiosas, competições de E-Sports, palestras e, até mesmo, lives. O drive-in funciona como um verdadeiro festival, mas com a diferença de que o público acompanha tudo dentro de seus carros (até 4 pessoas por carro). Os ingressos são adquiridos antecipadamente por meio de plataformas online e validados no local do evento, sem que os usuários precisem sair do carro.

A programação inicial do Planeta Drive-In Pinhais, assim como mais detalhes sobre sua inauguração, será divulgada nos próximos dias. Para mais informações sobre o Planeta Drive-In, acesse o site www.planetadrivein.com ou as redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seguindo Curitiba, Pinhais confirma que lockdown começa a partir desta segunda-feira

A gestão municipal de Pinhais entendendo a gravidade nacional com a pandemia da Covid-19, com a falta de leitos e sendo solidário com todos os municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), publicará na próxima segunda-feira (15) pela manhã, e com validade imediata após a sua publicação, um novo Decreto de combate à Covid-19, o qual seguirá as novas recomendações do Governo do Estado para a Região para a RMC.

As novas regras serão adotadas por todas as cidades da RMC após reunião emergencial que aconteceu na manhã deste sábado (13) com representantes da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), a qual debateu o Decreto de Bandeira Vermelha adotada pela Prefeitura de Curitiba na noite de sexta-feira (12), com medidas mais restritivas, e que aconteceu sem o conhecimento dos prefeitos da grande Curitiba.

Esta reunião on-line contou com a participação de gestores de Pinhais, de representantes dos municípios que compreendem a grande Curitiba e do secretário Estadual de Saúde, Beto Preto. De acordo com a secretária de Saúde de Pinhais, Adriane Jorge, o momento é crítico, por isso nosso município e as cidades da RMC vão seguir as medidas adotadas pela capital paranaense.

Informações Banda B

Pinhais se prepara para retorno das aulas municipais; saiba como vai funcionar

Pais e responsáveis responderam questionário sobre intenção de retorno presencial

A partir da próxima semana, Pinhais abre as portas das escolas municipais para o retorno das crianças, depois de quase um ano de fechamento por conta da pandemia do coronavírus. A ideia é reduzir o número de alunos nas salas de forma escalonada e proteger professores e funcionários com EPIs.

A secretária de Educação do município, Andrea Franceschini, disse que estratégia de retorno contou com o auxílio dos pais, por meio de uma pesquisa digital. “Disponibilizamos uma pesquisa para que os pais decidam se querem o ensino totalmente remoto ou híbrido. Estamos nos organizando para conseguir equipamentos de proteção individual (EPIs) a nossos professores e alunos, para que possamos atender as crianças presencialmente. Faremos de forma escalonada, já no dia 18 de fevereiro, com um número reduzido de alunos nas escolas, são dez alunos por sala e nos CMEIs. Vamos adequar a realidade com um número ainda mais reduzido neste espaço”, descreveu a secretária.

Cuidados

No primeiro momento, o grupo docente ficará focado em acolher as crianças e desenvolver dinâmicas efetivas de higiene. “Também estamos investindo muito na comunicação visual, com cartazes, para que as crianças que não sabem ler recebam as orientações. Nosso primeiro foco será a orientação e acolhimento emocional. Pensando sempre nos decretos da Saúde, já que o profissional grupo de risco fica afastado, por meio de uma perícia médica”, garantiu, em entrevista à Banda B.

CMEIs

Diferente dos alunos com idade estudantil, as crianças até 4 anos terão retorno por rodízio. “Elas têm uma dinâmica diferente porque não ficam sentadas em um espaço. Se for dando certo, vamos ampliando gradativamente. Começaremos três dias por semana e em meio período porque as 22 unidades trabalham de forma integral. Tenho CMEIS que atendem de 0 a 4 anos, quem vem primeiro são os de 4 anos. As de 0 a 2 anos, quem vem primeiro são as de 2. Assim, vamos aos poucos”, contou a secretária de Educação Andrea Franceschini.

Pedido

Para que o retorno das aulas seja positivo, a secretária pede a colaboração de toda família. “A rotina será diferente por conta da pandemia. A mãe deixa no portão e alguém encaminha para a escola, sem ela acompanhar. As crianças serão acolhidas com todo o amor e o apoio dos pais é importantíssimo. A Educação se dá pela interação e as crianças estão com muita saudade do ambiente escolar”, finalizou.

Informações Banda B.